22 de fevereiro de 2020, 10h25

🎥 Renato Paiva: “Temos de estar compactos e coesos”

Futebol

A receita para a partida da 22.ª jornada da II Liga está dada pelo treinador do Benfica B.

Renato Paiva anteviu o jogo com o Académico de Viseu, da 22.ª ronda da II Liga (LigaPro), agendado para as 11h15 de domingo, no Estádio Municipal do Fontelo.

O treinador do Benfica B começou a intervenção por recordar – e elogiar – a estabilidade existente no plantel dos viseenses, bem como a sua organização defensiva.

“Uma das principais qualidades que o Académico de Viseu tem é o facto de ter mantido o treinador e grande parte dos jogadores da época passada. Estamos a falar de estabilidade e isso é o que qualquer treinador neste patamar sonha. Porque isso dá o contexto de passar ideias com calma, trabalhar em cima delas e desenvolvê-las para outros patamares. Isso nota-se porque é uma equipa que entende bem os momentos do jogo. No momento defensivo são muito fortes, muito organizados e sofrem poucos golos. Têm qualidade individual, mas também coletiva. Não é fácil criar oportunidades ou marcar golos ao Académico de Viseu”, alertou, em declarações à BTV.

Renato Paiva

O Académico de Viseu não é dos ataques mais goleadores da II Liga, mas o treinador das águias destacou um médio que faz a diferença na construção ofensiva.

“Não é uma equipa que faça do momento ofensivo algo com grande criatividade em termos coletivos, mas tem jogadores que podem desequilibrar. O Fernando Ferreira é um jogador diferenciado na tomada de decisão. A tomada de decisão é das coisas que mais valorizo no futebol, porque permite ter bola e ter sucesso. É um médio criativo, que sabe o que fazer com bola, e o Académico de Viseu sabe tirar partido da sua capacidade de decisão. Depois, tem alas verticais e fortes no um para um; na área tem o João Mário e o Carter, dois jogadores de grande envergadura e que são bons cabeceadores”, observou.

Renato Paiva passou, ainda, o alerta aos seus comandados e deu a receita para que a equipa do Benfica B seja bem-sucedida.

“É uma equipa que vai obrigar a que sejamos bastante competitivos, que estejamos bastante concentrados e que entremos bem no jogo. Temos de fazer um jogo de 90 minutos, temos de estar coesos, compactos, saber quais são as portas de entrada e saber como defender perante este Académico de Viseu. O jogo vai ser tremendamente difícil”, sublinhou.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar