22 de abril de 2018, 15h23

Hélder Cristóvão: “Manter a nossa identidade”

Futebol

Sporting B e Benfica B jogam, esta segunda-feira (15h00), em Alcochete, a 35.ª jornada da II Liga. O técnico encarnado garante que a equipa está preparada para o desafio.

Após uma semana que não correu de feição, os comandados de Hélder Cristóvão vão tentar regressar às vitórias já na segunda-feira. O Sporting é o adversário do Benfica B em jogo da 35.ª jornada da II Liga, num dérbi de “dificuldade elevada”.

“É um campeonato um pouco à parte desta II Liga, um campeonato em que as equipas jogam bom futebol e querem essencialmente potenciar os seus jogadores, sabendo que é uma reta final e que há ainda pontos em disputa. A tabela classificativa não está ainda fechada”, alertou o treinador encarnado, em declarações à BTV.

Os verdes e brancos estão a realizar uma temporada muito aquém das expetativas, estando em 18.º lugar e em grande risco de despromoção. No entanto, chegam de uma vitória moralizadora diante do FC Porto (0-2).

“É um jogo de dificuldade elevada. O Sporting vem de uma vitória fora, perante um rival de sempre, numa deslocação que traz sempre contextos diferentes”, lembrou.

“Este Sporting é uma equipa jovem, que quer potenciar e divulgar os seus jogadores, as características serão diferentes. Mas, ainda assim, é uma equipa que joga muito bem em transição, tem bons jogadores, que joga em casa e que quer, certamente, dar sequência àquilo que fez contra o FC Porto”, explicou.

Já o Benfica B vem de duas derrotas frente a duas equipas candidatas à subida da de divisão (Leixões e Arouca). Apesar disso, Hélder Cristóvão garante que os encarnados estão preparados para o dérbi, o prato quente desta 35.ª jornada da II Liga.

“A equipa trabalhou muito bem, está bem preparada para esta semana. Os níveis motivacionais e anímicos estão muito elevados. Em termos de qualidade de jogo, a equipa tem reagido muito bem, temos tido alguma infelicidade na finalização – não temos encontrado o nosso melhor momento de finalizar – mas temos criado algumas situações. Temos sido uma equipa coerente e muito dentro daquilo que nós perspetivamos para este campeonato. É isto que vamos fazer em Alcochete: chegar, tentar sermos nós mesmos e manter a nossa identidade”, assegurou.

“Perante grandes rivais, grandes oponentes, jogámos bem, criámos, estivemos seguros. Não conseguimos manter o nível de concentração nos períodos de desconto – e fomos penalizados – fruto também de alguma falta de maturidade que é preciso ter nestes momentos”, analisou.

“A mensagem é simples: é um jogo que temos de ganhar. Contra rivais e adversários desta categoria e com esta dimensão enquanto clube, são finais e estas finais temos de ganhar. Temos tido um saldo ligeiramente positivo, queremos continuar com esse saldo, respeitando muito o adversário”, finalizou o técnico do Benfica B.

O desafio está agendado para as 15h00, no Estádio Aurélio Pereira, em Alcochete.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar