Futebol

25 novembro 2017, 14h52

O Benfica B está de regresso à II Liga 21 dias depois. Frente ao Leixões, Hélder Cristóvão prevê um “cenário difícil”, que vai trazer aos encarnados “grandes desafios”.

“É olhar para as estatísticas, olhar para os resultados em casa, para saber que o Leixões é uma equipa muito forte em casa, com uma alma tremenda, com uma excelente organização, talvez a única equipa que tenha ganhado os jogos todos em casa. É um grupo com um grande poder físico, psicológico, tático e técnico. Dito isto, considero o Leixões uma das melhores equipas da II Liga”, analisou o técnico encarnado, em declarações à BTV.

“Um cenário difícil, que nos vai trazer grandes desafios e alteração de alguns comportamentos. Mas quero ressalvar que, em 21 dias de ausência da II Liga, e passados 19 dias, conseguimos ter o grupo todo para o primeiro treino de recuperação. O segundo treino foi hoje [sábado], de organização para o jogo, e amanhã [domingo] jogamos às 11h15 da manhã. Portanto, é um contexto muito complexo. Foi uma situação muito complicada aquela que tivemos nestes 21 dias, com jogos de seleções, de Youth League, com um jogo em Inglaterra… Ao fim de 19 dias tivemos o grupo todo, mas com algumas limitações físicas, porque vinham de viagens e de jogos. Foi uma preparação normal para jogar contra uma equipa fortíssima”, esclareceu.

“Isto não são desculpas, são factos. É aquilo que é, neste momento, a equipa B do Benfica para competir na II Liga”, reforçou.

A formação de Matosinhos trocou de técnico ao fim da 3.ª jornada, substituindo Kenedy pelo seu adjunto, João Henriques. E a verdade é que a mudança surtiu efeitos. Recentemente, o novo treinador conduziu a equipa leixonense a um surpreendente empate sem golos no Estádio do Dragão, em jogo a contar para a Taça da Liga, pelo que não espanta o 4.º lugar ocupado pelo Leixões na II Liga, tendo inclusive conseguido um empate a um golo na casa do Santa Clara – outro dos candidatos à subida – na última jornada.

“O Leixões é uma equipa com história, com um investimento grande para a subida de divisão, com muitos jogadores novos. É um grupo forte, bom, que gosta de trabalhar, que já tem experiência nesta II Liga, sem jogadores na seleção e que, por isso, não se dispersa muito. É uma equipa focada e muito bem trabalhada. Mas isso não nos impede de ir lá disputar o jogo e de querer os três pontos. Há uma estratégia preparada e temos, claramente, as nossas alternativas bem definidas”, garantiu o treinador.

O encontro está agendado para as 11h15, no Estádio do Mar.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica 

Última atualização: 7 de fevereiro de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar