26 de novembro de 2017, 23h48

Rui Vitória: “Há muito campeonato pela frente”

Futebol

Técnico destacou a “enorme qualidade” do Benfica na goleada (6-0) sobre o V. Setúbal na 12.ª jornada da Liga NOS.

Com a goleada (6-0) aplicada ao V. Setúbal na 12.ª jornada da Liga NOS, o Benfica ficou a apenas três pontos do comando da prova. O treinador do Tetracampeão valorizou a “boa exibição do primeiro ao último minuto” e reiterou a convicção de que “ainda há muito campeonato pela frente”.

“Foi uma vitória muito bem conseguida, com uma exibição muito boa e golos de variadíssimas características. Fizemos do primeiro ao último minuto aquilo que tínhamos de fazer. Fomos intensos a pressionar o adversário, intranquilizando-o na saída da bola e provocando o erro. O resultado foi-se avolumando fruto da qualidade. Do princípio ao fim, foi uma exibição de grande qualidade”, assinalou Rui Vitória.

“Factualmente, aproximámo-nos das equipas que estão acima de nós, mas mais nada do que isso. Temos muito trabalho pela frente, mas a minha forma de estar é a mesma de ontem [sábado], com a convicção de que há muito campeonato pela frente”, frisou o treinador.

Depois do “adeus” à Europa, o Benfica mostrou “qualidade” na Liga NOS e reforçou a ideia, defendida pelo treinador, de que a equipa vale mais do que aquilo que mostrou em certos momentos na Liga dos Campeões.

“Não somos diferentes daquilo que éramos. Ganhar com qualidade traz confiança, mas a confiança também tem de vir do reconhecimento do nosso valor e da noção clara das nossas capacidades. No lançamento deste jogo, eu disse que a bola tinha de entrar, porque sentia que isso ia acontecer, pela forma como os meus jogadores estavam. Ficámos satisfeitos, mas não somos diferentes do que éramos antes deste jogo. Vamos ao próximo, que é com o FC Porto, mas nada mais de especial do que isto”, vincou Rui Vitória.

Sobre o clássico do Dragão, na sexta-feira, dia 1 de dezembro, o técnico encarnado promete "lutar pelos três pontos", "como em todos os jogos", admitindo que se trata de um encontro especial: "Um clássico é um jogo que todas as equipas gostam de jogar."

“Vamos saborear esta vitória, amanhã [segunda-feira] começamos a preparar o clássico. Vamos com a nossa organização e determinação ao Porto”, atalhou Rui Vitória.

Jonas bisou e ultrapassou a centena de golos com a camisola do Benfica. É um jogador “muito importante”, como reconhece Rui Vitória, que, no entanto, destaca também a dinâmica coletiva, seja em 4x3x3 ou 4x4x2.

Jonas é o melhor marcador do campeonato português, em qualquer dos sistemas é sempre um jogador muito importante. Acima disso estão a dinâmica, os princípios e as ideias da equipa. Por vezes não é fácil a mudança de sistema. A nossa equipa já joga de duas maneiras com níveis muito elevados, correspondendo às nossas ideias. Jonas é um dos avançados, um jogador de enorme qualidade. Jogámos com um jogador na frente, mas de vez em quando tivemos três/quatro pontas de lança. Mais importante do que o número são as ideias, e estas estão lá”, enfatizou o técnico.

A respeito da titularidade de Bruno Varela na baliza do Benfica e questionado sobre um eventual voto de confiança, Rui Vitória foi taxativo: “Os jogadores e os guarda-redes vão para dentro de campo quando eu decido que têm de ir. Estamos muito bem resolvidos em relação a essas matérias. Quando tiver de ir para dentro, vai. Ele e os outros. Não há mais cenários.”

Texto: Filipa Fernandes Garcia e João Sanches

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar