12 de fevereiro de 2019, 11h20

Ana Sobral: “Queremos ver as equipas femininas do Benfica no topo"

Andebol Feminino

A treinadora da equipa feminina de andebol fez um balanço da 1.ª fase do Campeonato da II Divisão e perspetivou o que aí vem.

A treinadora da equipa de andebol feminino, Ana Sobral, esteve no Sport Lisboa e Modalidades, da BTV, onde fez um balanço da 1.ª fase do Campeonato Nacional da II Divisão e ainda falou dos objetivos futuros da formação encarnada.

A equipa benfiquista terminou a 1.ª fase da competição em primeiro lugar da tabela (12 vitórias em 12 jogos), com 36 pontos, mais cinco do que o segundo classificado (Batalha).

“Este sucesso só se consegue com muito trabalho e muito querer e foi o que elas demonstraram nestes cinco meses de início de trabalho. Já conseguimos implementar um sistema de jogo bastante bom, mas eu tenho a noção de que ainda vamos crescer muito mais, porque aquilo que ainda nos espera é muito mais complicado e difícil”, referiu Ana Sobral.

Esta equipa está supermotivada. O poder jogar no Benfica para elas já é uma motivação extra, porque não é qualquer uma que consegue jogar no Clube, mesmo estando na 2.ª Divisão, porque Benfica é Benfica e elas estão superentusiasmadas”, vincou.

Ana Sobral

Com uma equipa começada do zero, Ana Sobral revelou quais são as maiores dificuldades.

“A maior dificuldade neste grupo é criar laços de coesão em termos de jogo, porque elas são uma equipa criada do zero com jogadoras muito novas, embora haja duas ou três mais velhas que vêm dar a experiência e o equilíbrio de que precisamos nas fases mais difíceis”, afirmou.

“Temos de ter sempre foco e concentração naquilo que temos de fazer, porque daqui para a frente cada jogo é uma batalha, visto que vamos ter desafios extremamente difíceis. Por exemplo, vamos jogar com equipas do norte, que tiveram o dobro de jogos e têm uma competitividade completamente diferente da que temos no Sul, e se nós não encararmos cada jogo como se fosse uma final, não conseguimos evoluir”, reforçou.

A treinadora da equipa de andebol do Benfica revelou que comandar as encarnadas tem sido uma experiência incrível.

Benfica-Cister SA

“Esta experiência tem sido muito aliciante. É um projeto que me foi apresentado pela Irene Henriques, que foi também jogadora aqui no Benfica, que jogou comigo muitos anos e foi uma aventura. E nós mergulhámos nesta aventura porque queremos ver o Benfica com as equipas femininas no topo. É trabalhoso e cansativo, mas acho que no final vai dar-nos um grande prazer”, confessou.

“O que eu queria criar no Benfica era uma equipa para subir à 1.ª Divisão, mas que tenha visão de futuro. E a máxima que eu tento sempre transmitir ao grupo é que em cada jogo têm de se superar, só assim conseguem evoluir, ser melhor jogadoras e melhores pessoas”, acrescentou.

Quanto a objetivos, Ana Sobral foi muito clara: “Os objetivos passam por sermos campeãs nacionais na 2.ª Divisão e sobretudo subir à 1.ª Divisão. É sempre o máximo, porque neste grupo não podia ser de outra forma”, enfatizou.

Texto: Márcia Dores

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar