23 de fevereiro de 2019, 16h18

Benfica entra a vencer em fim de semana de ronda dupla

Voleibol

Segue-se, no domingo (17h00), uma receção ao Famalicense.

O Benfica venceu, este sábado, o Esmoriz, por 0-3, em jogo da 23.ª jornada do Campeonato Nacional de Voleibol, e reforçou a liderança da prova. Segue-se, no domingo (17h00), uma receção ao Famalicense. 

RESUMO DO JOGO

O primeiro ponto do desafio foi para o Esmoriz, mas rapidamente o Benfica assumiu a dianteira do marcador. A formação de Ovar – muito forte em casa – respondeu, tentou travar o arranque dos encarnados e ainda conseguiu aproximar-se (4-4).

[0-1] O conjunto orientado por Marcel Matz reagiu, assumiu o favoritismo, justificou-o e, ao final de 19 minutos, fechou o primeiro set com uma distância de 9 pontos [1.º SET: 16-25].

O Benfica disparou muito cedo no segundo set, conseguindo rapidamente uma vantagem de cinco pontos (2-7). No entanto, numa altura em que a partida parecia desequilibrada, o Esmoriz igualou o marcador (8-8).

O que parecia ao início ser um set controlado pela equipa encarnada, mostrou-se, afinal, muito renhido. Perante alguns erros do Benfica, o Esmoriz ia lutando com as armas que tinha, conseguindo uma vantagem de dois pontos (20-18) numa altura em que se caminhava para o final do segundo parcial.

[0-2] Valeu ao Benfica o arranque final no segundo set – com a duração de 25 minutos – onde as equipas ficaram separadas por apenas um ponto [2.º SET: 23-25].

Depois de um segundo set muito discutido, entrou bem o Esmoriz que se adiantou no placard (3-0). Mas os encarnados, determinados em fechar o jogo no terceiro set, lançaram-se a toda a velocidade no marcador e, aos 8-18, conseguiram a maior vantagem, até à altura, na partida.

[0-3] Concentrada e sem falhas que colocassem em risco a superioridade no terceiro e último parcial do encontro, a formação de Marcel Matz segurou a – já confortável – vantagem e fechou o set com 12 pontos de vantagem. [3.º SET: 13-25].

Formação inicial do Benfica: Raphael Oliveira, André Lopes, Peter Wohlfahrtstätter, Theo Lopes, Marc Honoré, Tiago Violas e Ivo Casas.

“Não está nada garantido”

Marcel Matz (treinador do Benfica): “No segundo set baixámos o ritmo, promovi uma rotação nos centrais – até para que todos joguem com todos –, mas sabíamos das dificuldades de jogar aqui. O Esmoriz é uma equipa que está em busca do seu espaço, matematicamente ainda tem espaço entre os quatro, e, por isso, sabíamos que tínhamos de entrar fortes, fazer um bom jogo, e não tropeçar para manter a primeira posição.

“Não posso dizer que o primeiro lugar não vai fugir. Ainda faltam 9 pontos para disputar, nós temos 3 de vantagem e, matematicamente, não está nada garantido. É assim que trabalhamos, jogo a jogo.”

Para completar o fim de semana de jornada dupla, o Benfica recebe no domingo (24 de fevereiro, às 17h00), o Famalicense em partida da 24.ª jornada do Campeonato Nacional.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar