3 de março de 2019, 17h45

Incerteza até ao fim no Galitos-Benfica

Basquetebol

Encontro só ficou decidido nos instantes finais, com a vitória a cair para o lado do Benfica (77-81).

O Benfica venceu, neste domingo, o Galitos por 77-81, em jogo da 20.ª jornada da Liga Portuguesa de Basquetebol. Uma partida disputada até aos últimos segundos, com uma brilhante réplica da formação do Barreiro.

Frente a frente duas equipas com objetivos claramente diferentes nesta Liga Portuguesa: de um lado um Benfica que luta para ser campeão, do outro um Galitos na busca pela manutenção.

[1.º quarto: 20-13] Entrou bem a formação do Barreiro – segura e irreverente –, que se lançou cedo na frente do marcador (5-0). A aproveitar os erros dos encarnados, tanto no ataque como na defesa, o Galitos foi cavando uma distância confortável com a ajuda dos triplos do extremo norte-americano Christian Mortellite (11 pontos marcados).

[2.º quarto: 37-32] O Benfica teve dificuldade em reagir perante uma maior eficácia de um Galitos que ia jogando no contra-ataque. Os homens liderados por Arturo Álvarez ainda conseguiram reduzir a desvantagem para cinco pontos, mas saíram para o intervalo a perder.

A quatro minutos do final do terceiro quarto, os encarnados passaram – pela primeira vez no jogo – para a frente do marcador (45-46) depois de uma boa recuperação. Um Benfica a defender melhor, a cortar as linhas de passe, diante de um Galitos que não descolava.

[3.º quarto: 56-51] Numa altura em que se poderia pensar numa quebra do conjunto da casa, o Galitos contrariou o cansaço e voltou a passar para a frente do marcador, mantendo a vantagem de cinco pontos com que as equipas recolheram ao balneário.

Incerteza até ao final. O Benfica correu atrás do prejuízo e proporcionou segundos finais alucinantes. 76-76 quando faltavam apenas 50 segundos para jogar e um triplo de Tomás Barroso a 38 segundos a dar vantagem aos encarnados (76-79).

[4.º quarto: 77-81] Instantes finais muito equilibrados, com as águias a segurarem a vantagem de quatro pontos.

Destaque para os 29 pontos de Micah Downs, o melhor marcador da formação encarnada. Pontuaram ainda: Mickell Gladness (15), Gonçalo Delgado (4), Álex Suárez (9), Miguel Maria (5), Fábio Lima (8), Tomás Barroso (8) e Arnette Hallman (3).

Formação inicial do Benfica: Micah Downs, Miguel Maria, Tomás Barroso, Arnette Hallman e Mickell Gladness.

Na próxima jornada, o Benfica visita a Ovarense, na Arena de Ovar. O desafio está marcado para as 21h00 de sexta-feira (8 de março).

Basquetebol

“Experiência e detalhes” valeram vitória

Arturo Álvarez (treinador do Benfica): “Já sabíamos que o Galitos era um rival muito difícil. Fez umas trocas na equipa que a deixou muito forte e foi um duro oponente. Dominaram os três primeiros quartos do jogo, mas, no final, a experiência e os detalhes ajudaram a que conquistássemos uma vitória muito importante.”

Miguel Maria (jogador do Benfica): “O Galitos é uma excelente equipa, foi um jogo muito difícil. Sabemos que não há jogos fáceis neste campeonato, que está cada vez mais equilibrado. Todas as equipas precisam de vitórias. Foi um excelente jogo de basquetebol, ainda bem que passou na televisão. Seguimos na luta, a vitória era o mais importante. O Galitos jogou muito bem, executou muito bem no ataque, ganhou muitos ressaltos ofensivos, tem excelentes jogadores. Sabíamos que não ia ser fácil, era isto que esperávamos e foi assim que aconteceu.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar