20 de abril de 2019, 17h30

Benfica vence SC Braga e está na final da Taça de Portugal

Futebol feminino

No Jamor, a 18 de maio, as encarnadas vão encontrar o Valadares.

O Benfica virou a eliminatória, aplicou a primeira derrota da época (2-4) ao líder do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, SC Braga, e está na final da Taça de Portugal de futebol feminino. No Jamor, no dia 18 de maio, vai encontrar o Valadares.

RESUMO DO JOGO

Cumprido um minuto de silêncio pelas 29 vítimas mortais do trágico acidente na Madeira, João Marques fez entrar em campo um onze benfiquista com apenas uma alteração em relação ao duelo da primeira mão: Jassie Vasconcelos para o lugar de Patrícia Llanos. 

[GOLO: 0-1] Entrada muito forte e pressionante da equipa do Benfica a aproveitar bem uma desatenção da formação bracarense. Num lance de contra-ataque, Geyse após recuperação de bola de Darlene – rematou para o primeiro golo aos 2 minutos e 20 segundos de jogo.

[GOLO: 0-2] Com apenas 5 minutos jogados no Estádio 1.º de Maio, estava virada a eliminatória. Depois de uma assistência de Ana Vitória a picar a bola por cima de toda a defensiva bracarense, Darlene, de chapéu, bateu a guarda-redes Rute Costa e colocou as encarnadas – que, recorde-se, vinham de uma desvantagem de 1-2 – mais perto do Jamor.

Perante um SC Braga – líder do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão – em sérias dificuldades para travar o ímpeto ofensivo da formação encarnada, o Benfica chegou ao terceiro golo sem que se tivessem completado ainda os primeiros 10 minutos de jogo.

[GOLO: 0-3] Aos 8’, livre direto – perfeitamente! – batido por Yasmim que, de pé esquerdo, não deu hipótese de defesa a Rute Costa.

Com o SC Braga em maus lençóis, após uma entrada estonteante das encarnadas, e a precisar de marcar, Miguel Santos promoveu a primeira alteração na equipa, aos 17': saiu Regina (defesa) para a entrada de Laura Luís (avançada).

Depois de um início frenético, o ritmo de jogo baixou. Perante um Benfica claramente superior, apenas por duas vezes o SC Braga chegou à baliza de Dani Neuhaus, não obrigando, no entanto, a guarda-redes a muito trabalho.

[INTERVALO: 0-3] A formação de João Marques chegou, com alguma tranquilidade, ao intervalo com uma vantagem – justíssima – de três golos e um pé na final do Jamor.

RESUMO DA 1.ª PARTE

O SC Braga entrou a pressionar mais e a criar algumas dores de cabeça às encarnadas. Aos 59’, o conjunto da casa alcançou o golo, invalidado por fora de jogo assinalado a Laura Luís. O Benfica mantinha-se na frente, mas o SC Braga – que marcava mais presença no meio-campo ofensivo – deixava o aviso.

[GOLO: 0-4] O Benfica reagiu ao perigo, respondeu e Evy Pereira, aos 62’, após mais um passe milimétrico da capitã Derlene, atirou certeiro para o quarto golo.

[GOLO: 1-4] A formação de Miguel Santos correu atrás do prejuízo e, aos 65’, Laura Luís teve condições para encostar para o primeiro golo do SC Braga.

[GOLO: 2-4] Em menos de dois minutos, a formação da casa aumentou ou níveis anímicos, ganhou confiança e chegou novamente ao golo. Vanessa, de cabeça, deu ânimo às bracarenses.

Últimos minutos intensos: de um lado um Benfica – empurrado pelos adeptos nas bancadas – já praticamente com os dois pés na final do Jamor, mas, ainda assim, a correr por mais um golo; do outro, um SC Braga a precisar de faturar duas vezes.

[RESULTADO FINAL: 2-4] Com mais 5’ para se jogar para além do tempo regulamentar, as encarnadas seguraram a vantagem e estão no Jamor, com uma derrota sobre o líder do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão que, até à data, ainda não tinha sofrido qualquer desaire. 5-4 no cômputo das duas mãos desta meia-final.

No jogo de atribuição do troféu, o Benfica vai encontrar o Valadares Gaia FC que, depois da vantagem pela margem mínima na 1.ª mão (1-0), voltou a bater o Albergaria, este sábado, desta vez após as grandes penalidades (4-5).

Onze inicial do Benfica: Dani Neuhaus, Daiane, Sílvia Rebelo, Tayla, Yasmim, Pauleta, Ana Vitória, Jassie (52' Rilany), Evy Pereira, Geyse (82' Maiara) e Darlene.

Suplentes: Carolina Bajanca, Pipa, Diva Meira, Andreia Faria, Rilany, Maiara e Carlota Cristo.

Treinador

“Sabíamos que tínhamos qualidade para virar o resultado”

João Marques (treinador do Benfica): “Antes de mais, uma palavra de apreço e de gratidão às minhas jogadoras por aquilo que trabalham no dia a dia desde o início da época. Elas merecem tudo isto. Em relação ao jogo, o Benfica entrou muito mais forte. Viemos em desvantagem, mas sabíamos que tínhamos qualidade para virar o resultado, entrámos com tudo. Trabalhámos durante a semana para surpreender o SC Braga, isso aconteceu, e depois fizemos a gestão do resultado. Uma palavra aos adeptos que nos vieram apoiar, o feminino assim vai crescer.”

“Quando fui contratado, disse que queria ir à final da Taça de Portugal e conquistá-la. Ainda não a conquistámos, ainda falta um jogo, não ganhámos nada, mas estamos perto. O futebol feminino do Benfica está em crescimento.”

Benfica-Braga

“Fomos melhores e estamos no Jamor. Os adeptos são a nossa gasolina”

Pauleta (jogadora do Benfica): “É um sentimento incrível. É o primeiro ano do Benfica com futebol feminino e temos andado a dizer ao longo da época que somos uma equipa competitiva e aqui está a prova. É a nossa primeira temporada e chegámos ao Jamor, que era um dos objetivos claros da equipa. Isto só se consegue com trabalho e muita dedicação.”

“O segredo [para uma entrada tão forte] é o trabalho e a consistência. Sabíamos que a eliminatória só acabava no último jogo. Em casa fizemos um bom jogo, mas não tivemos eficácia na finalização. Aqui, chegámos e sabíamos o que valíamos. No cômputo da eliminatória fomos melhores e estamos no Jamor.”

“Queremos que os adeptos nos continuem a apoiar assim, são a nossa gasolina. Prometemos trabalho todos os dias, dia após dia, e quando chegarmos ao Jamor vamos tentar fazer o melhor possível e levar a taça para o nosso Museu.”

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar