18 de julho de 2018, 13h58

Fundação Benfica distinguida por Fazer a Diferença

Clube

Prémio pelo projeto realizado no Estabelecimento Prisional de Tires foi recebido na noite de terça-feira, dia 17 de julho, no Casino Estoril.

A Fundação Benfica mereceu uma distinção pelo projeto realizado no Estabelecimento Prisional de Tires, em conjunto com a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais. O prémio foi recebido na noite de terça-feira (17 de julho) na Gala "Fazer a Diferença", no Casino Estoril.

Fruto do esforço da Fundação Benfica em colaboração com a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, em maio de 2016 foram inaugurados dois parques infantis no Estabelecimento Prisional de Tires para as crianças residentes na Casa das Mães, espaço onde ficam os filhos das reclusas. Passados dois anos, este projeto é agora alvo de premiação, não fosse a Fundação Benfica uma organização que ajuda a realizar sonhos e concretizar objetivos.

A Gala "Fazer a Diferença", que tem como finalidade distinguir instituições, jogadores de futebol, outros atletas de alta competição e artistas de diversas áreas pela sua veia solidária, contou com a presença do vice-presidente Domingos Almeida Lima e do diretor-geral da Fundação, Jorge Miranda, em representação do Sport Lisboa e Benfica.

Prémio

Domingos Almeida Lima considera este tipo de reconhecimento muito relevante pois serve como exemplo a outros clubes e instituições.

"Este reconhecimento é muito importante porque o Benfica há muitos anos se preocupa com estas questões sociais. São largas as centenas de milhares de jovens que têm sido apoiados ao longo destes anos pela Fundação Benfica, que tem estado sempre presente nos momentos em que a sociedade civil precisa. O que gostaríamos é que mais clubes e mais instituições seguissem o nosso exemplo, porque todos somos poucos para ajudar tanta gente que precisa", afirmou o vice-presidente em declarações à BTV.

Jorge Miranda, diretor-geral da Fundação Benfica, acredita que esta "tem todas as condições para ser ainda maior" e ajudar mais pessoas.

"O Benfica tem todo o reconhecimento e mérito desportivo e na vertente social é igualmente grande. Tem condições para ser ainda maior e é por isso que o Clube tem mais de 100 anos e a Fundação tem menos de 10 e já conseguiu muito do tanto que ainda há para ser feito. É muito importante o reconhecimento público daquilo que é a instituição Sport Lisboa e Benfica", afirmou Jorge Miranda.

A par da Fundação Benfica, também Nuno Gomes, ex-atleta e ex-diretor do futebol de formação do Clube, foi distinguido na Gala "Fazer a Diferença" por dar a sua imagem e o seu nome a uma causa social.

Texto: Márcia Dores

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar