10 de agosto de 2018, 17h50

Bruno Lage: “Jogar um futebol atrativo, coletivo e com enorme ambição”

Equipa B

A equipa B inicia a Ledman LigaPro no sábado, às 18h00, no Caixa Futebol Campus. O Leixões SC é o adversário na ronda inaugural da prova.

Estão de regresso as emoções da II Liga. O Benfica B inicia a participação na competição no sábado, dia 11 de agosto, às 18h00, no Caixa Futebol Campus. Pela frente os comandados de Bruno Lage terão o Leixões SC.

O treinador das águias já anteviu a partida, contudo, antes fez um breve balanço da pré-época.

“O balanço é muito positivo. Nas primeiras cinco semanas com o grupo, ou seja, sem os jogadores da Seleção Nacional de Sub-19, tentou-se criar algumas ligações/dinâmicas entre jogadores e equipa técnica, porque estamos a começar tudo de novo, e agora, nesta última semana, a sexta (que antecede o arranque da competição oficial), estamos em processo de avaliação e conhecimento daquilo que cada um deles pode produzir a nível individual e, fundamentalmente, a nível coletivo. Para já, o balanço/avaliação é muito positivo dos 21, mais 3, 4 guarda-redes que temos à disposição”, começou por dizer aos microfones da BTV.

Bruno Lage

“Está tudo a correr bem! Já existe uma dinâmica entre Equipa A, Equipa B e Equipa de Sub-23. O Pedro Marques tem sido o nosso elo de ligação entre as várias equipas e o fundamental é perceber aquilo que é o projeto”, disse, relativamente às sinergias entre equipas, concretizando de seguida…

O mais importante é que aquele jogador que está identificado, aqueles miúdos que dentro de campo, nos diversos escalões, têm evolução, sejam colocados num contexto competitivo adequado e que ao longo do ano tenham minutos de jogo, desafios, e até jogos contra miúdos de outras idades e com patamares de rendimento superiores”, explicou.

A um nível geral, qual a conclusão?

As conclusões são muito boas! Primeiro, com resultados positivos, mas o mais importante foi a organização coletiva e a dinâmica que a equipa tem apresentado. A equipa soube sempre dar uma boa resposta e o nível competitivo que os jogadores apresentaram foi elevado”, disse.

No que toca a objetivos, Bruno Lage explica o que pretende do grupo.

“Enquanto Equipa B, temos de olhar para as duas faces daquilo que é o nosso trabalho. Por um lado, aquilo que é a evolução diária dos atletas, pois estamos numa última fase de preparação para o nível de exigência da Equipa A; depois, vamos jogar uma competição que é muito competitiva. Queremos estar preparados, jogar um futebol atrativo e coletivo, com enorme ambição; queremos ter mais tempo a bola, ter uma boa organização coletiva, uma boa transição defensiva e eficaz”, analisou.

Bruno Lage

Independentemente de jogar A, B ou C, temos de ter um conjunto de princípios e uma identidade notória. Acredito que seremos sempre uma equipa competitiva, com ambição e que coloca em jogo tudo aquilo que é exigido nos treinos”, acrescentou.

A fechar, uma mensagem aos adeptos…

“Primeiro, perceber muito bem aquilo que é o projeto da Equipa B. Está aqui o futuro de vários jogadores e o Benfica tem tido enorme sucesso porque tem sabido ter paciência. Colocar miúdos a jogar contra homens, num patamar de futebol profissional e estarem sujeitos a problemas que no seu escalão não encontrariam… Só assim é que conseguimos acelerar o processo e só assim podemos ver o Gedson a jogar na primeira equipa, isto também fruto da aposta clara do míster Rui Vitória, que não tem tido qualquer tipo de receio, sentindo que, independentemente da idade, os jogadores estão preparados e aposta neles. Segundo, não há tempo a perder e nós temos de mostrar em campo, no dia de jogo, aquilo que trabalhamos durante a semana. Independentemente do resultado, têm de mostrar que querem ser jogadores de futebol”, concluiu Bruno Lage.

Texto: Sónia Antunes

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar