26 de outubro de 2018, 19h13

Sub-23: Benfica cede empate caseiro mas mantém-se líder

Futebol

Jogo da 11.ª jornada da Liga Revelação.

Benfica e Belenenses empataram, esta sexta-feira, a três bolas, no Caixa Futebol Campus, em jogo da 11.ª jornada da Liga Revelação. Apesar da igualdade num desafio com duas partes completamente distintas, os encarnados continuam sem perder na competição e mantêm o estatuto de líderes.

Ritmo lento nos primeiros minutos do desafio – sem oportunidades dignas de registo para nenhum dos lados –, com o Belenenses a beneficiar da primeira aproximação à baliza de Daniel Azevedo e a inaugurar o marcador aos 6'. João Louro assistiu Gonçalo Agrelos que rematou para o 0-1

Primeira grande oportunidade dos encarnados, aos 17’. Boa aceleração do Benfica, com Guga a assistir Saponjic que esteve muito perto de marcar pela primeira vez nesta Liga Revelação (o que acabaria por acontecer aos 47'). Estava lá, atento, o guarda-redes Guilherme Oliveira.

Quase a pisar os últimos 5 minutos da primeira parte, Mesaque Dju repôs a igualdade no marcador (1-1). O camisola 7 recebeu de Frimpong, preparou-se, chutou de pé esquerdo e finalizou sem hipótese para o guarda-redes do Belém.

Mesmo em cima do intervalo, grande penalidade assinalada a favor dos azuis do Restelo. O árbitro entendeu que a bola bateu no braço esquerdo de Simón Ramírez, João Louro foi chamado a converter e não desperdiçou. Depois de uma primeira parte equilibrada, com um ritmo e intensidade baixos, o Belenenses saía para o intervalo com a vantagem mínima: 1-2.

Com apenas dois minutos jogados da segunda parte, Ivan Saponjic marcou o primeiro golo da conta pessoal na Liga Revelação. O camisola 9 do Benfica, a passe do holandês Frimpong, encostou para o empate e relançou o Benfica no jogo (2-2).

Entrou ao intervalo e, aos 58’, rematou do meio da rua para fazer o 3-2. Tomás Domingos esteve 13 minutos em campo antes de atirar uma “bomba” certeira para a reviravolta do Benfica que – mais mexido e rápido na segunda parte – estava pela primeira vez na frente do marcador (3-2).

Mas durou pouco a vantagem encarnada. Aos 64’, João Rodrigues deixava tudo novamente em aberto. O guarda-redes do Benfica, em desequilíbrio, largou a bola para não a deixar entrar na baliza, permitindo a recarga do camisola 50 da formação de Neca. Estava feito o 3-3.

Um minuto depois de entrar em campo para o lugar de Guga, Diogo Pinto ganhava o livre. Vukotic foi chamado a converter e atirou, de pé esquerdo, à barra da baliza de Guilherme Oliveira. Esteve muito perto o 4-3…

O Benfica ia pressionando e tentando chegar novamente à vantagem. Aos 83’, excelente jogada de velocidade da formação de Luís Tralhão que merecia o golo… Grande cruzamento de Tomás Domingos para Saponjic que atirou à figura do guarda-redes adversário e, na recarga, Diogo Pinto atirou para fora.

Os encarnados iam insistindo e estiveram – mais uma vez – perto do quarto golo. No último minuto do tempo regulamentar, Frimpong cruzou para Diogo Pinto que tentava assistir Saponjic, mas o camisola 9 não chegou por muito pouco. A bola acabou por sair a poucos centímetros do poste direito da baliza do Belenenses. 

Marcos Brazão, o árbitro da partida, deu mais 4 minutos para jogar mas, apesar das tentativas da formação encarnada, o empate persistiu até ao final do encontro: 3-3.

Saponjic

Ainda assim, o Benfica continua sem perder na competição (6 vitórias e 4 empates) e mantém o estatuto de líder da tabela classificativa, com 22 pontos e menos um jogo .  

Na próxima jornada, a 12.ª, os encarnados viajam até ao Estádio do Marítimo, numa partida agendada para as 17h00 de dia 30 de outubro (terça-feira).

Onze inicial: Daniel Azevedo; Simón Ramírez (45' Tomás Domingos), Miguel Nóbrega, David Zec e Frimpong; Herique Jocu, Guga (74' Diogo Pinto) e Vukotic (85' Nuno Cunha); Mesaque Dju (69' Rodrigo Conceição), Edi Semedo e Saponjic.

Suplentes não utilizados: Dylan Silva, Pedro Ganchas, Daniel Martins, Iuri Tavares, Tiago Gouveia, Pedro Soares e João Victor. 

Luís Tralhão

"Merecíamos ter vencido"

Luís Tralhão, treinador do Benfica: "Foi um excelente jogo de futebol. A Liga Revelação tem-nos proporcionado bons jogos e este foi mais um. A perspetiva é sempre evoluir, este espaço serve para isso. Estivemos muito bem na segunda parte, não tão bem na primeira. Foi um momento de grande aprendizagem. Merecíamos ter vencido pela segunda parte que fizemos. Temos de lidar com isto, na terça-feira há mais." 

Tomás Domingos, autor do golaço do Benfica (3-2): "Entrámos um pouco mal, mas na segunda parte corrigimos, embora não tenhamos alcançado o resultado que pretendíamos. Foi um jogo competitivo, com muitos golos."

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar