4 de outubro de 2019, 15h25

🎥 Renato Paiva: "Temos de bloquear a Académica"

Futebol

O treinador do Benfica B explicou os planos para o jogo de sábado (11h00), em Coimbra, relativo à 8.ª jornada da II Liga.

ANTEVISÃO

Em Coimbra, às 11h00 de sábado, o Benfica B vai enfrentar a Académica na 8.ª jornada da II Liga. No caminho das águias atravessa-se "uma equipa agarrada a uma ideia muito própria", analisou o treinador Renato Paiva.

"A Académica é um claro exemplo de que a qualidade de jogo que se apresenta nem sempre está refletida na tabela classificativa [15.º lugar]. A par da Oliveirense, é uma equipa agarrada a uma ideia muito própria, não abdicando da mesma. Por vezes são traídos por ela, mas em grande parte dos momentos criam muitas dificuldades aos adversários. Tem-lhe faltado materializar as oportunidades de golo que gera, um pouco a exemplo do que tem sucedido connosco", comentou Renato Paiva, na antevisão do jogo que vai ter lugar no Estádio Cidade de Coimbra, em declarações à BTV.

"É uma equipa com experiência. Temos de controlá-la, manietá-la, travar a qualidade da sua ideia de jogo. Se não o fizermos, vamos andar muito tempo a correr atrás da bola e isso vai-nos desgastar, ao fim de determinado tempo vai-nos obrigar a errar e a criar portas de entrada para o adversário", alertou o treinador, partindo depois para um "zoom" na avaliação do perfil do oponente.

Renato Paiva

"Tendo Hugo Almeida na frente, as características individuais permitem que a Académica jogue de duas formas. É uma equipa que tem muito jogo interior e ganha imprevisibilidade e criatividade quando a bola chega aos pés de Chaby. É claramente o cérebro do jogo ofensivo. Quando ele tem bola, o jogo da Académica ganha dimensão no último terço em termos de criatividade, passe e até de finalização. O coreano Hwang Mun-Ki, que tem estado lesionado, é outro jogador imprevisível. São fortíssimos quando andam pelo corredor central", considerou o técnico.

"A variabilidade e qualidade de jogo da Académica são aspetos que têm de nos pôr alerta para chegarmos e não deixarmos a Académica jogar. É isso que queremos: não deixar o adversário jogar. Temos de fazê-lo com cabeça, tirar o adversário da sua zona de conforto e bloquear a sua forma de jogar, caso contrário será muito complicado", projetou Renato Paiva.

Renato Paiva

A semana de trabalho no Benfica Futebol Campus, no que diz respeito à preparação da equipa B, foi um pouco diferente devido à mobilização de jogadores para o desafio da 2.ª jornada da UEFA Youth League, em São Petersburgo, frente ao Zenit (vitória por 1-7).

"Nesta equipa da Youth League está muita gente que tem tido muitos minutos na equipa B, mas estiveram connosco outros jogadores. A mais-valia deste plantel e de estarmos no Sport Lisboa e Benfica é olharmos para quem está e sentirmos qualidade e competência para irmos a jogo. Há coisas que estão trabalhadas em termos estratégicos que teremos de passar [a quem esteve fora] com recurso ao vídeo e tentar que o todo faça um bom jogo em Coimbra. Temos de fazer um jogo muito completo", salientou Renato Paiva.

Texto: João Sanches

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar