5 de novembro de 2019, 13h31

“O Benfica produz talento, mas também bons seres humanos”

Clube

Luisão, antigo capitão do Benfica, e Pedro Marques, diretor técnico do futebol de formação, analisaram na Web Summit o sucesso do Benfica Campus.

Luisão, antigo capitão do Benfica, e Pedro Marques, diretor técnico do futebol de formação do Clube, marcaram presença, nesta terça-feira, no segundo dia da Web Summit 2019, em Lisboa, num painel dedicado ao Benfica Campus.

O ex-central dos encarnados salientou a qualidade da formação do Benfica, tanto a nível desportivo como humano.

“Ao longo do tempo em que eu estive no Benfica como jogador havia jovens com características muito diferentes. O que muitos tinham em comum era a dedicação e o profissionalismo. Sempre expliquei aos jogadores o que significava jogar pelo Benfica, ensinava-os a respeitar o Clube e a respeitar os jogadores mais velhos. Joguei com muitos jovens do Campus e sempre vi o desejo de irem longe”, afirmou Luisão.

Web Summit 2019

“O Benfica tem feito um trabalho muito forte na formação. O Clube dispõe de excelentes condições de trabalho, vários campos, ginásios, infraestruturas de grande qualidade e todo o pessoal que cria condições para que os jogadores tenham sucesso. Além das condições de trabalho, há um ambiente familiar. Ali não se produz só talento, mas também excelentes seres humanos”, vincou.

Luisão falou ainda da aposta desportiva do Benfica, projetando já o futuro: “Acredito que o Benfica vá continuar a ter sucesso em Portugal. É isso que as pessoas esperam. Temos de continuar a lutar pelo título e apurar-nos para a Champions, porque isso é importante, não só desportiva, mas também financeiramente. O Campus do Benfica é uma parte crucial do nosso sucesso. Trabalhamos para sermos competitivos na Europa. Sabemos que não é fácil sermos bem-sucedidos na Champions, mas acredito que podemos chegar aos oitavos ou aos quartos. O Benfica tem uma grande estrutura, uma grande estratégia e as pessoas têm de continuar a acreditar em nós.”

Web Summit 2019

“O Campus é a base da primeira equipa”

Também presente na conferência, o diretor técnico do futebol de formação do Benfica, Pedro Marques, falou sobre a forma como o Clube trabalha o scouting e a gestão do potencial dos jogadores.

“Não sei se somos o melhor centro de formação do mundo, mas sei que competimos com os melhores, por isso, construímos uma rede de scouting que identifica esse potencial. Temos uma metodologia de trabalho individualizada para cada jogador, procuramos enquadrá-los no nível competitivo adequado e, finalmente, garantir que existe a oportunidade e o momento certo para se estrearem pela equipa principal”, contou Pedro Marques.

O Campus no Seixal é a base da primeira equipa. Temos de procurar um equilíbrio entre o benefício financeiro e o benefício desportivo que extraímos dos jogadores que formamos, mas o desafio que temos atualmente é o de manter os jogadores durante mais tempo por forma a retirar daí maior partido desportivo. É isso que os adeptos querem”, enfatizou o diretor técnico do futebol de formação do Benfica.

Texto: Márcia Dores

Fotos: Site Oficial da Web Summit

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar