22 de novembro de 2019, 11h57

Décio Andrade: "Era importante fazer parte do Benfica"

Atletismo

É o mais recente reforço da equipa de atletismo. Tem 22 anos, e o seu futuro na modalidade já é bastante promissor.

Natural do Funchal, Décio Andrade, 22 anos, chegou ao Benfica para integrar a equipa de atletismo do Benfica, na especialidade do lançamento do martelo.

Com um recorde pessoal de 70,42 metros, Décio é considerado um dos melhores jovens da modalidade de sempre no atletismo português, tendo sido campeão nacional de lançamento de martelo por sete vezes, entre 2012 e 2019.

Em conversa exclusiva com o jornal O Benfica, o atleta recordou o seu percurso até agora e o que pretende para um futuro de águia ao peito.

Décio Andrade

Como tudo começou

"A minha paixão pelo martelo não foi amor à primeira vista, muito honestamente. Antes de iniciar no atletismo, tinha em mente fazer 100 metros, salto em comprimento ou dardo… mas a minha irmã estava no lançamento do martelo, e então, muito por culpa dela, comecei pelos lançamentos e por aí fiquei!"

Integrar o Clube

"Ir para o Benfica, vou confessar que não foi uma decisão fácil, mas foi uma decisão racional. Era decididamente o melhor para mim, tendo em conta que também estou nos Estados Unidos, era o clube que me proporcionava melhores condições para continuar a investir, ao mesmo tempo, no atletismo. Claro que para mim era importante fazer parte de um grande clube como é o Benfica. Acarreta-me muito mais importância representar, por ser também um clube que estimei desde sempre. É claro que tenho muito orgulho em estar no Benfica! Integrar o Benfica não foi só uma questão financeira, o Benfica tem muito mais para oferecer! Tem um excelente departamento clínico, que apoia os atletas em tudo o que necessitam, e isso é superimportante para um atleta que queira tentar superar-se a si próprio e que não tenha qualquer quebra de rendimento."

Décio Andrade

Época 2019/20

"Não há nenhuma competição agendada para breve, pois só comecei a competir em fevereiro ou março, nas competições de pista coberta, nos Estados Unidos, nas universitárias. A minha época, realmente, vai só iniciar em março, a época de ar livre, porque no inverno vou competir nos EUA, na prova do martelão – que tem sido de grande importância para pontuar para a universidade. Portanto, a minha época só começa em março do próximo ano. E aí, sim, inicio logo com duas competições nos EUA, depois tenho conferências, tenho os nacionais… e depois, tenho os campeonatos de Portugal, a final de clubes, que acredito que possa ser convocado… e logo veremos com que nível estarei nesta época. Neste ano não vai ser possível alcançar uma marca melhor do que a que já tenho, 70,42 metros, pois nesta fase não estou preparado para competir nem tenho competições tão cedo, portanto, em 2019 não vou atingir uma meta maior."

Décio Andrade

Como é visto o lançamento do martelo

"O lançamento do martelo em Portugal e no resto do mundo é ainda muito desconhecido. Há pessoas que não conhecem esta especialidade do atletismo, só olham para desportos coletivos e pronto. Eu não condeno, pois sou grande fã de futebol, basquetebol, hóquei em patins… mas acho que é algo que se pode construir ao longo do tempo. Acredito que demore tempo, mas um dia essa cultura do atletismo vai haver. Lançamento do martelo é uma disciplina discreta por todo o mundo. Temos a Liga Diamante, que é muito prestigiada por todo o mundo, a nível internacional, e infelizmente tem poder suficiente para decidir que atletas podem vir a ser profissionais. De facto, esta liga traz um bom rendimento financeiro e atinge um tamanho e uma importância muito boa para a modalidade que é, mas infelizmente ganhou esse tal poder, de que só alguns é que podem competir e obter um rendimento financeiro. Afinal de contas, é uma liga destas que pode ou não determinar quem pode vir a ser profissional e quem não, independentemente se tem patrocínios consigo ou não."

Alegrias aos Benfiquistas

"Espero trazer muitas alegrias ao Benfica! Espero vir a trazê-las de várias formas: quer sejam em competições nacionais, em competições por equipas, competições internacionais… Claro que tenho como objetivo ir à Taça da Europa de Lançamentos, em março, que se disputará em Leiria, e espero conseguir fazer outra marca de qualificação para o Campeonato da Europa sénior."

Texto e entrevista: Carolina Brito

Fotos: SL Benfica e Arquivo

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar