2 de dezembro de 2019, 19h22

🎥 Luís Castro: “Formar jogadores para a equipa A e lutar para ganhar”

Futebol

O novo treinador dos Sub-23 já foi apresentado. Chega ao ponto mais alto da carreira e com ambição.

ENTREVISTA

Luís Castro, novo treinador dos Sub-23, deu-se a conhecer ao universo Benfica em entrevista à BTV. Considera que chegou ao clube que melhor forma em Portugal e pretende ajudar os jogadores a atingirem a principal equipa dos encarnados.

O técnico, de 39 anos, representa as águias depois de ter passado por Vizela, Moreirense, V. Guimarães, Al Nassr, Debreceni e Panetolikos. A estreia é já com o Feirense, nesta terça-feira, às 15h00, no Campo 2 do Complexo Desportivo do Feirense, a contar para a 3.ª jornada (invertida) da Liga Revelação.

Luís Castro

O convite do Benfica

“Recebi um telefonema para vir ao Benfica Campus. O Clube já me conhecia, mas quiseram perceber o que eu sabia da equipa de Sub-23 e do projeto. Falámos, regressei a casa e fiquei à espera. Havia outras possibilidades, mas quando se tem um convite do Benfica faz-se as malas e deixa-se tudo.”

“Os objetivos são sempre trabalhar com os melhores e chegar o mais alto possível. O Benfica é o melhor clube em Portugal em termos de Formação, com um projeto que forma jogadores para a equipa principal, e, quando se recebe um convite destes, fica-se muito contente e a decisão é logo tomada.”

Luís Castro

Luís Castro explicado… pelo próprio

“Comecei no Vizela – clube que o Benfica enfrentou há pouco tempo – com jogadores com idades de 6/7 anos. Fui subindo, recebi uma proposta do Moreirense que aceitei e fui diretor técnico da Formação acumulando com a função de treinador dos Sub-19. Correu muito bem e fomos campeões distritais. Pela primeira vez o Moreirense foi para o Campeonato Nacional de Sub-19. Apareceram novas propostas e regressei ao Vizela para jogar nos Nacionais. No ano em que estou nos Juvenis, no Vizela, passámos à fase seguinte, algo anormal no clube. Já tinha conseguido nos Iniciados e consegui-o também nos Juvenis. Entretanto, apareceu uma proposta para ir para a Arábia Saudita. Apostaram em mim e foi o primeiro passo para o futebol profissional. Estive um ano como treinador dos Sub-15 e como coordenador da formação dos Sub-15 para os escalões inferiores. Regressei depois a Portugal e fui para o V. Guimarães, onde estive muitos anos (com um pequeno interregno na Hungria onde fui diretor técnico do Debrecen). Fui diretor técnico no V. Guimarães e técnico em alguns escalões. Na época passada treinei os Sub-23. A Liga Revelação tem uma grande projeção em termos de marketing e permitiu que me desse a conhecer um pouco mais. Tive algumas propostas e fui para o Panetolikos, da Grécia. Não correu como esperávamos, mas aprendi muito. Foi a entrada no futebol profissional. Agora apareceu o Benfica.”

Luís Castro

Os Sub-23 e a aposta na Formação

“O Clube diz tudo. É entrar numa dimensão muito alta. Tudo o que engloba o Benfica vai fazer-me crescer. O Clube acredita que eu posso acrescentar algo. Também sei que vou viver coisas intensas e vou aprender muito. Mesmo sendo os Sub-23, aqui a dimensão é diferente porque quase todos os jogadores são internacionais.”

“A aposta do Benfica na Formação é visível para todos. Vemos que há um projeto muito bem elaborado e bem traçado. Todos sabemos o que temos de fazer. A flutuação dos jogadores entre os vários escalões é algo normal e não me faz confusão nenhuma. Vim para o Benfica para ajudar o Clube e temos de o colocar em primeiro lugar.”

“O primeiro grande objetivo é formar os jogadores para a equipa A. Esse é o projeto. Já lá estão o Ferro, o Rúben, o Tomás Tavares… Temos jogadores jovens que estão a fazer boas exibições e a ajudar o Clube a atingir os seus objetivos. Depois, quando se tem este símbolo ao peito tem de se lutar para ganhar todos os jogos.”

Luís Castro

Colocar o cunho pessoal e ajudar os jogadores

“Estou aqui para ajudar os jogadores. O objetivo deles é serem profissionais e eu quero ajudá-los. Se os ajudar, ajudo-me a mim e ao meu corpo técnico. Vou dar o meu cunho [aos Sub-23], mas não vou chegar aqui e mudar tudo. As coisas já estão a andar, e estão a andar bem.”

“A equipa está num momento ótimo. Jogamos a meio da semana e ao fim de semana, isso não facilita, mas os jogadores estão com a confiança em cima.”

Luís Castro

Estreia com o Feirense

“É uma equipa complicada. Vem de duas vitórias consecutivas. Tem poderio na frente e temos de estar cautelosos com isso, mas vamos para ganhar. Jogar fora é sempre mais difícil, até pelo terreno de jogo que não nos permite, por vezes, jogar como queremos. Vamos ter uma sequência de vários jogos fora e temos de estar na máxima força.”

Texto: Marco Rebelo

Fotos: David Martins / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar