17 de abril de 2020, 15h18

João Simões: "Gratificante estar inserido numa equipa destas"

Voleibol

Jovem líbero da equipa de voleibol do Benfica completa 21 anos.

Em entrevista ao Site Oficial no dia do seu aniversário, João Simões conta a história que o levou até à equipa sénior de voleibol do Sport Lisboa e Benfica e como tem passado estes dias marcados pelo surto da Covid-19.

Castigos diferentes

"Quando era mais novo, a minha mãe castigava-me com a obrigação de praticar desporto e pratiquei vários. Tinha muito amigos da escola que jogavam voleibol no desporto escolar, surgindo daí o meu interesse pela modalidade. De maneira a conjugar as duas coisas fui experimentar e correu bem."

Desporto escolar ao Benfica

"Após ter participado num torneio de desporto escolar, o Lusófona Kids, tive oportunidade de fazer captações no Clube. Falei com o coordenador da formação na altura, que é agora o meu treinador adjunto, Rodrigo Barroso, e perguntei-lhe se podia experimentar. Acabei por ficar e gostar."

João Simões

"Acabei por ficar na formação do Benfica e gostar"

Outras modalidades

"Sempre tive muito interesse em jogar basquetebol, andebol, visto que também nunca tive muito jeito para o futebol, mas foram essas modalidades que mais me cativaram além do voleibol."

Aposta na formação

"A aposta do Benfica na formação é efetiva e durante estes anos tenho observado o crescente na mentalidade do clube em querer integrar jogadores jovens, como é o meu caso, no plantel sénior. De há dois anos para cá tem-se notado o aumento o número de jogadores mais novos no plantel. Penso que essa ideologia é transversal no resto do clube, pois não acontece só no voleibol, mas também nas outras modalidades."

Estreia na equipa principal

"Como esquecer uma estreia? Foi no Pavilhão da Luz. Fizeram-me uma praxe de iniciação, que consistia em rapar o cabelo e fazer um penteado meio excêntrico. Nunca hei de me esquecer, entrar com aquele penteado, ver os adeptos todos inseridos nesse processo, ouvir o speaker dizer o meu nome, foi um momento extremamente agradável. É algo que ainda hoje, e espero eu quando for mais velho, irei recordar com extrema felicidade e orgulho."

João Simões

"Ouvir o speaker dizer o meu nome foi um momento de orgulho"

Melhor momento de águia ao peito

"Talvez seja o campeonato de juniores, há dois anos. Não tenho só um, mas este é o mais especial. Foi um colmatar de vários anos de formação, desde os infantis até ao último ano, e acabámos em grande, em pleno. Já tínhamos chegado a três finais do campeonato nacional e nunca se tinha concretizado a vitória, sendo um alívio e uma experiência única ser campeão com os meus colegas e amigos, sendo que, até hoje, continuamos ligados e muitos deles continuam a jogar nos Sub-21. É extremamente gratificante compartilhar isso com eles e acho que foi o momento que mais me marcou com a camisola do Benfica, sentir a alegria de ganhar não só pelo Clube, mas pelos meus colegas de equipa também."

Motivação para continuar a vencer

"É extremamente gratificante estar inserido numa equipa destas, que ganha tudo. Temos mostrado muito trabalho, mas acho que o essencial é a motivação que surge do trabalho e do querer ganhar, do querer mostrar serviço e querer representar o Clube ao mais alto nível. Penso que a competitividade interna é um fator decisivo para a motivação, pois no Benfica encontramos os melhores jogadores e só assim é possível manter os ideais de trabalho e o foco para ganhar mais troféus, que será sempre o objetivo."

Marcel Matz e plantel experiente

"Trabalhar com o Marcel e com o resto da equipa técnica é muito bom. Vejo que, enquanto atleta, evoluí imenso e aprendi muito, especialmente com os meus colegas mais experientes, tanto a nível técnico como também a nível humano e psicológico. Não sou a mesma pessoa que era quando ingressei na equipa sénior com 19 anos e agora estou mais experiente, sempre em busca de melhorar."

João Simões

"Trabalhar com o Marcel e o resto da equipa é muito bom"

Ligação entre o grupo permanece

"Temos mantido o contacto entre nós através de plataformas online, temos os nossos grupos nas redes sociais, também temos feito videochamadas. Estamos agora com um projeto extremamente interessante proposto pelo nosso treinador que é meia hora de conversa todos os dias com um atleta. Temos respondido a perguntas, interagido com o público, sendo também uma forma de mostrar aos adeptos que estamos aqui, que continuamos a preocupar-nos com eles e queremos dar a conhecer um pouco do nosso trabalho, de como é o ambiente e a índole pessoal da equipa e de cada jogador."

Objetivos de carreira

"Além de querer continuar a evoluir, quero continuar a jogar. Se for no Benfica tanto melhor porque é um grande Clube e estou cá há muitos anos, portanto seria um sonho. Também seria excelente vir a jogar num dos melhores clubes do mundo, em Itália, por exemplo, e claro, chegar à seleção nacional. Representar o país seria o topo do topo das minhas ambições enquanto atleta."

Voleibol e estudos

"Estou a acabar a minha licenciatura na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Atualmente estou no terceiro ano, porém acho que não vou acabar ainda este ano letivo porque há um grande encargo de horário considerando os treinos, competições, viagens, o que não me permite estar a tempo inteiro na faculdade… tenho continuado a dar o meu máximo para acabar a licenciatura, mas nem sempre é fácil conciliar as duas coisas."

João Simões

Manter forma física

"Temos estado a seguir planos que o departamento de fisiologia e departamento técnico nos tem enviado de maneira a nos mantermos em forma da melhor maneira possível para o retorno as competições quando for a altura certa para tal."

Nova rotina diária

"Durante estes dias a minha ocupação tem sido maioritariamente em relação aos estudos, já que tenho mais tempo para tal, tenho aproveitado para estudar, escrever ensaios e trabalhos. Aproveito obviamente para estar com a minha família também, tenho estado com eles desde que ocorreu esta situação."

João Simões

"Aproveitar o tempo para estar com a minha família"

Isolamento social

"Tem sido extremamente difícil não poder sair de casa, não poder estar com os meus amigos, familiares e não poder praticar desporto, basicamente não poder fazer o meu dia a dia normalmente. Para mim, que sou uma pessoa muito ativa e que gosta de estar na rua é muito complicado, mas é a melhor coisa que podemos fazer agora, dada a situação atual. Contribuir para baixar o número de casos positivos e, assim, cuidar dos nossos entes queridos que mais podem sofrer com isto. Tudo vai passar e voltaremos mais fortes desta situação."

Aniversário diferente

"Graças a Deus tenho a minha família ao meu lado, será passado com eles em casa. Provavelmente iremos tentar fazer um bolo ou algo do género, ocupar o tempo com uma coisa diferente."

Fotos: Arquivo / SL Benfica 

PATROCINADORES MODALIDADES


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar