25 de outubro de 2020, 10h06

Pizzi: "A melhor sensação é ver o Estádio da Luz cheio e todos a apoiarem-nos" 

Futebol

No dia em que a nova Catedral celebra 17 anos, o médio recordou os melhores momentos que viveu na casa do Sport Lisboa e Benfica.

ENTREVISTA

É o jogador do atual plantel do Benfica com mais jogos e golos no novo Estádio da Luz. Pizzi, em entrevista à BTV, assinalou os 17 anos da Catedral e recordou os momentos mais memoráveis.

Estreou-se a jogar e a faturar frente ao Arouca na mesma temporada (2014/15), mas em competições diferentes. Nesta entrevista, Pizzi escolheu os dois jogos que lhe deixam maior marca, apontou o golo mais bonito, lamentou a ausência dos adeptos nas bancadas por causa da pandemia e revelou a melhor sensação que pode ser vivida por um jogador de futebol.

Pizzi Entrevista Aniversário Estádio

"Significa que ajudei o Benfica a conquistar vitórias e títulos"

"[Jogador do atual plantel com mais jogos e golos na nova Catedral] Obviamente que é uma marca e um número importante para mim. É sinal que estive bastante presente em várias vitórias do nosso Clube no nosso grande Estádio. Não tinha noção disso, um jogador não está a contabilizar esse tipo de coisas, mas é um registo importante. Ao longo dos anos, os grandes goleadores que temos tido têm ido para outros clubes e claro que neste momento sou um dos mais antigos no plantel e tenho noção que sou um dos que têm mais golos no Estádio da Luz. Para mim, é uma marca muito importante. Significa que ajudei o Benfica a conquistar vitórias e a conquistar títulos."

Pizzi

O primeiro jogo e golo de águia ao peito

"O primeiro jogo que fiz foi contra o Arouca [7.ª jornada da Liga portuguesa de 2014/15] e o primeiro golo, curiosamente, também foi contra o Arouca, mas para a Taça da Liga [em 2014/15]. Foram momentos muito importantes. Eu tinha acabado de chegar ao Benfica e tinha 24 anos... Estava a evoluir na minha carreira e começava a sentir-me um jogador com alguma maturidade. Foi um momento importante e curiosamente foi também com o míster Jorge Jesus. Foi muito importante ter-me estreado da melhor maneira. Lembro-me que foi uma bonita vitória sobre o Arouca, e depois o primeiro golo de penálti na Taça da Liga também foi importante. Ajudou-nos a conquistar, mais tarde, esse troféu."

Pizzi

Momentos e golos inesquecíveis...

"Houve vários momentos e golos que me marcaram, sobretudo nos títulos que conquistámos, no dito jogo de consagração primeiro contra o Nacional [2015/16] e depois contra o V. Guimarães [2016/17] acabei por marcar golos e foram momentos importantes por tudo, pelos adeptos que estavam numa euforia enorme, por nós, jogadores, que também estávamos a celebrar esses títulos… Esses golos, para mim, foram muito importantes... no culminar de épocas desgastantes, difíceis, mas que tiveram um sabor muito positivo para todos nós."

Pizzi

Tetra: um golo bonito numa combinação com um amigo

"Lembro-me perfeitamente do golo que fiz contra o V. Guimarães no jogo em que fomos campeões [em 2016/17], uma tabela em combinação com Jonas, que era uma coisa que fazíamos muito em campo, aquelas tabelas curtas. Foi um golo muito bonito, pela jogada em si e por ser também com o Jonas, com quem tinha uma relação muito boa. Acabou por ser importante para nós porque nos ajudou a conquistar mais um título."

Pizzi

Títulos importantes... Todos!

"Todos os títulos neste grande clube, seja o Campeonato Nacional, seja a Taça da Liga, a Taça de Portugal ou a Supertaça são especiais para cada jogador. Cada um à sua maneira, tiveram um sabor diferente, mas todos são muito importantes, estão todos marcados na minha memória e ficarão para sempre."

Pizzi Entrevista Aniversário Estádio

A baliza grande e a força dos adeptos

"Nós [capitães de equipa], no início do jogo, tentamos sempre eleger a segunda parte para a baliza grande [Topo Sul], porque temos isso instalado dentro do nosso clube. Nós, jogadores, sentimo-nos mais fortes e isso dá uma confiança extra à equipa. Independentemente da baliza, o mais importante são os nossos adeptos que nos apoiam muito, isso é fundamental para conquistarmos vitórias."

Pizzi Entrevista Aniversário Estádio

Bancadas despidas

"Tem sido uma sensação bastante estranha, confesso. No início foi ainda mais difícil. Agora estamos mais habituados. Com o passar do tempo, acaba por ser uma questão de hábito. O futebol, e principalmente o Benfica, vive da relação entre os jogadores e os adeptos, entre a multidão que vai ao estádio festejar os golos e as vitórias. Nós queremos que estejam ali connosco a celebrar. Infelizmente, com tudo isto [COVID-19], não tem sido possível. Espero que brevemente volte a acontecer. O futebol é um desporto de emoções, e nós, os jogadores do Benfica, precisamos dos adeptos para crescer ainda mais."

Adeptos

As boas sensações no Estádio da Luz

"O Estádio da Luz é um dos grandes… Para começar, é o mais bonito em Portugal e também um dos mais bonitos da Europa. É um estádio que dá uma sensação de muita força, enorme, e as equipas adversárias quando entram sentem logo o poder do Benfica e da massa adepta. A melhor sensação para um jogador de futebol é entrar no Estádio da Luz, vê-lo cheio, com todas as pessoas do Benfica a apoiarem-nos. Não há sensação mais bonita do que essa."

Texto: Diogo Nascimento, Márcia Dores e Marco Rebelo

Fotos: Tânia Paulo e Arquivo / SL Benfica

DIGITAL WEEK 2020

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar