Atletismo

03 março 2021, 12h24

Leandro Ramos

Leandro Ramos bateu o recorde nacional no lançamento do dardo (78,44 metros) no dia 21 de fevereiro. Para falar sobre o seu recente desempenho e perspetivar já o Europeu Sub-23 (8 a 11 de julho na Noruega), o atleta do Benfica esteve no programa "Sport Lisboa e Modalidades", da BTV.

RECORDE COM SABOR ESPECIAL

"Num momento como este, tão atípico, ter batido o recorde nacional tão cedo dá-me grandes pensamentos para a época de verão. Vamos ver como vai correr. Os 78,44 metros significam que estou bem, que se calhar consigo chegar ao Europeu Sub-23 em melhor forma ainda e talvez trazer alguma coisa valiosa para Portugal e para o Benfica. Eu sou muito tranquilo, sou mais de deixar ir e quando estiver lá [Europeu Sub-23] é dar tudo por tudo, o máximo que eu conseguir."

Leandro Ramos

TREINO EM TEMPO DE PANDEMIA

"Pode parecer estranho, mas a COVID-19 trouxe-me algumas vantagens… O meu treinador tem um ginásio em casa, então eu não tive de mudar nada, simplesmente adaptei-me a casa-treino, treino-casa e a não frequentar mais nenhum sítio."

AMBIÇÕES PARA O EUROPEU SUB-23

"Um dos patamares mínimos é sempre ir a essas grandes competições dentro do meu escalão. Posteriormente, como já fiz em outros Europeus, é passar à final e aí tentar mesmo chegar ao top 3… Depois, qualquer uma das medalhas se pode disputar em qualquer lançamento."

Leandro Ramos

QUEM SÃO OS RIVAIS?

"É prematuro pensar nisso. Até porque uns superam-se durante a prova, outros vão com grandes resultados, grandes marcas e depois no Europeu não conseguem atingir esse resultado. Provavelmente muitos dos que têm grandes marcas vão chegar lá e nem vão passar à final, por isso, é uma questão de me ir preparando com tempo, e quando estiver no local, aí, sim, poder fazer as coisas bem."

COMPETIÇÃO, MAS COM CUIDADOS

"Vamos sentir uma adrenalina diferente, mas temos de ter muito cuidado hoje em dia, porque há muitos atletas a competir no estrangeiro e depois podemos trazer o vírus [COVID-19] para Portugal, para as famílias, para os atletas do Clube… é sempre perigoso, mas é certo que sempre dá uma adrenalina diferente competir fora de Portugal."

Texto: Márcia Dores
Fotos: Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 3 de março de 2021

Patrocinador Benfica Olímpico


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar