Andebol Feminino

30 abril 2021, 11h44

Joana Ribeiro

Central da equipa feminina de andebol do Benfica, Joana Ribeiro lançou a partida da 15.ª jornada do Campeonato Nacional, com o SIR 1.º Maio, e, antes, também analisou o primeiro ano de águia ao peito, considerando-se "uma sortuda" por estar no Clube.

"Envergar esta camisola é um sonho para qualquer jogadora. Todas as pessoas sabem que o Benfica é um grande de Portugal. Temos condições aqui que, se calhar, mais nenhuma equipa tem. Até agora está a ser um ano fantástico, representar um clube desta dimensão exige algumas responsabilidades acrescidas e tenho dado o meu melhor de modo a corresponder à aposta feita em mim. Sou uma sortuda por cá estar, só tenho a agradecer a este grande clube", reconheceu, em declarações à BTV.

Joana Ribeiro

O jogo com a formação da Marinha Grande está agendado para este sábado, 1 de maio, às 19h00, no Pavilhão n.º 2, e a benfiquista perspetiva um nivelamento de forças.

"Espero uma partida muito equilibrada. Apesar de o SIR se encontrar em lugares abaixo na tabela, não significa que não tenha um bom plantel, com boas jogadoras. Até porque em quase todos os jogos andam taco a taco com os adversários e a maior parte das suas derrotas são sempre por margens mínimas (1/2 golos)", lembrou.

Joana Ribeiro escalpelizou os pontos mais fortes do SIR 1.º Maio e deu a receita para o Benfica alcançar o triunfo no jogo.

"No geral, o SIR tem boa qualidade, desde a vasta experiência na baliza ao bom poder de remate na 1.ª linha, além de que, a nível defensivo, são muito fortes e agressivas. Para vencermos este jogo temos de entrar concentradas, provocar erros ao ataque adversário e fazer ataques pensados e calmos, de modo a ultrapassar a qualidade defensiva do adversário", analisou a central.

Fotos: Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 30 de abril de 2021

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar