Todo o terreno

02 junho 2021, 18h28

André Rodrigues (à direita) e Ricardo Porto Nunes em destaque

Após terem começado a temporada com a vitória na Categoria SSV TT2 na Baja TT Montes Alentejanos, André Rodrigues e Ricardo Porto Nunes, correndo com as cores do SL Benfica, não deixaram créditos por mãos alheias e, no fim de semana de 29 e 30 de maio, repetiram o triunfo na classe na Baja de Loulé, no Algarve, assegurando ainda a vitória na Taça Yamaha.

A chegada a Loulé foi feita na liderança do Campeonato e com o objetivo claro de repetir a vitória em TT2.

No prólogo de seis quilómetros disputado no Vale de Judeu, a dupla do Yamaha da FGIL SLB Team começou com o quarto tempo na sua categoria, a escassos segundos dos mais rápidos.

André Rodrigues

Seguiram-se 160 quilómetros do primeiro sector seletivo de sábado e, aí, as coisas foram bem diferentes, com a dupla do Yamaha a assumir-se como a mais rápida entre os TT2, concluindo a etapa no 13.º posto absoluto, sendo o único SSV não-turbo nos 40 primeiros.

No entanto, ao fim do dia, o ânimo esfriou um pouco devido a uma penalização de dez minutos, que fez os pilotos perderem muitos lugares na geral. Depois de dezenas de quilómetros no pó de um concorrente que insistiu em não deixá-los passar (e porque a sua integridade física começava a ser colocada em perigo), a dupla optou por realizar a ultrapassagem no único local possível, uma zona de velocidade controlada, acabando por ser penalizada pelo ocorrido.

André Rodrigues

Apesar do contratempo, André Rodrigues e Ricardo Porto Nunes entraram muito fortes no último dia de competição, voltando a ser claramente os mais rápidos na TT2 e na Taça Yamaha, assegurando a vitória em ambas as competições.

"Vencer as duas categorias nas quais competimos é sempre o grande objetivo. Foi uma corrida muito dura para todos, o traçado foi uma surpresa, mas conseguimos estar à altura e superar as dificuldades, imprimindo um ritmo que foi talvez o melhor até agora. Estamos muito confiantes e cada vez tiramos mais partido daquilo que o nosso Yamaha permite. Isso tem ajudado bastante na subida de classificação geral diante dos carros turbos com motorização superior. Agora, vamos aproveitar a paragem do Campeonato para melhorar algumas questões de afinação e entrar na segunda ronda de provas ainda mais fortes", comentou André Rodrigues.

O Nacional de Todo o Terreno terá agora uma interrupção, regressando apenas no primeiro fim de semana de setembro, com a realização do Raide da Ferraria.

Fotos: SL Benfica
Última atualização: 2 de junho de 2021

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar