Atletismo

08 agosto 2021, 18h34

Pedro Pichardo após conquistar o pódio em triplo salto

Pedro Pichardo, atleta do Sport Lisboa e Benfica, voltou a erguer a bandeira lusitana num dos momentos altos dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O vencedor da medalha de ouro no triplo salto foi escolhido pelo Comité Olímpico de Portugal para ser o porta-estandarte do país na cerimónia de encerramento do certame, neste domingo. O campeão regressa a Lisboa nesta segunda-feira.

A longa viagem intercontinental deverá terminar no Aeroporto de Lisboa pelas 21h50, hora prevista para a chegada de Pedro Pichardo à capital lusa nesta segunda-feira, 9 de agosto.

Em Tóquio, o triplo-saltador, que se tornou no quinto medalhado lusitano com o ouro na história dos Jogos Olímpicos graças ao salto de 17,98 metros – marca que fixou um novo recorde nacional –, foi a figura de proa da missão olímpica nacional, sendo que o Sport Lisboa e Benfica fez-se representar por 24 atletas, tendo também em Fernando Pimenta, na canoagem, concretamente no K1 1000 metros, outro dos grandes destaques, com a conquista da medalha de bronze.

Telma Monteiro, histórica judoca que enverga as cores do Benfica e vencedora da medalha de bronze no Rio de Janeiro 2016, foi outro dos elementos da comitiva, tendo mesmo sido ela a empunhar a bandeira portuguesa na cerimónia de abertura daqueles que foram os melhores Jogos Olímpicos de sempre para as cores nacionais.

Há cinco anos foi Telma Monteiro a responsável pelo porta-estandarte nacional no encerramento das Olímpiadas, tal como Fernando Pimenta em 2012, isto na sequência da prática do Comité Olímpico Nacional, que escolhe um atleta medalhado para o efeito.

Pedro Pichardo

Pedro Pichardo, na cerimónia no Estádio Olímpico, entrou assim com uma das 206 bandeiras dos países representados, um dos cerca de 4500 atletas presentes, a quem se juntaram colegas de missão do atletismo, ciclismo e canoagem, casos de Messias Baptista e João Ribeiro, também eles defensores das cores do Benfica.

O triplo-saltador sai de Tóquio com a 28.ª medalha de Portugal em Jogos Olímpicos, onde Patrícia Mamona venceu a prata igualmente no triplo salto feminino, Fernando Pimenta com bronze na canoagem K1 1000 metros, tal com Jorge Fonseca no judo na categoria -100 kg.

Portugal somou ainda 15 diplomas olímpicos, superando Atenas 2004 com 13, entre os quais a equipa de K4 500 metros com os benfiquistas João Ribeiro e Messias Baptista (que ficaram em 8.º na final), além de Teresa Portela em K1 500 metros.

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: COP / Francisco Paraíso
Última atualização: 8 de agosto de 2021

Patrocinador Benfica Olímpico


Relacionadas

Futebol

Por dentro do jogo com o Vizela

Um golo de Rafa, aos 90'+8', levou a crença Benfiquista à explosão de euforia de todos os que sentem e vivem o clube! Muitos deles estiveram em Vizela horas antes do início do duelo, demonstrando o seu amor. A receção à equipa do Benfica foi carregada de paixão e o 0-1 final, no desafio da 9.ª jornada da Liga Bwin, trouxe um sentimento de dever cumprido! Antes, durante e depois, os Benfiquistas disseram presente no apoio à equipa. Veja como se viveu nos bastidores, e não só, a missão Vizela!

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar