Casas Benfica

27 agosto 2021, 17h11

Programa "Pelas Casas do Benfica", da BTV

É já em setembro que a Casa Benfica Santarém inicia as obras que marcam a construção da primeira Casa 2.0. Modelo do projeto, nascerá mais atrativa e com novidades não só para os Benfiquistas, mas para toda a cidade.

Expandir os horizontes esteve sempre presente nas ambições da Casa Benfica Santarém. Fundada há 60 anos, a embaixada n.º 4 vê no projeto Casa Benfica 2.0 o trunfo para atrair mais sócios e atletas, assim como um convite a todos aqueles que se quiserem juntar. O presidente da Casa, Luís Santos, deu conta das principais mudanças que a nova imagem trará, à BTV, em mais um episódio virtual do programa "Pelas Casas do Benfica".

"As nossas estruturas não nos permitem ter restauração ou um espaço para os Benfiquistas usufruírem. A Casa 2.0 vai ter restaurante e uma loja oficial, o que permite mais visitantes e uma maior oferta para os nossos adeptos", começou por relatar o presidente Luís Santos.

Casa Benfica Santarém

"A atual Casa está no centro histórico, dificulta sempre o acesso. A nova Casa tem sede no centro da cidade, tem estacionamento, terá também um ATL para as crianças fazerem atividades após as aulas e ainda um campo de futebol ao dispor de todos os residentes da cidade", acrescentou. 

A Casa Benfica Santarém será o modelo das Casas 2.0 e a primeira a vestir-se com a nova imagem.

"É um orgulho ter esta Casa, o Benfica ter-se lembrado de nós e de ter dado a oportunidade a todos os habitantes de usufruir deste projeto e de uma marca que é de grande projeção a nível mundial: o Benfica", frisou.

Casa Benfica Santarém

Setembro aproxima-se e com ele chegam as tão esperadas obras que põem em marcha o nascimento da nova Casa.

"Espero que seja algo de muito benéfico para a nossa cidade. Fomos escolhidos essencialmente por sermos uma Casa muito antiga e estarmos numa cidade histórica. Espero que seja uma oportunidade de os Benfiquistas se reunirem para ver jogos e estarem com os amigos", perspetivou o vice-presidente do braço armado do Clube, Hélder Domingos.

Mas a Casa Benfica Santarém será mais do que um lugar para tardes de futebol, ou não fosse a embaixada formadora de grandes atletas nas modalidades de judo e tiro.

"O judo, para mim, é uma paixão. Já existe há muitos anos em Santarém e nós formámos o atleta medalhado Nuno Delgado. Esta sempre foi uma aposta da direção e é já uma tradição. Queremos obter um espaço mais amplo para a prática da modalidade e para atrairmos mais atletas", revelou Hélder Domingos, apontando ainda que a Casa tem 30 judocas, o mais novo com quatro anos.

Casa Benfica Santarém

Alexandre Fernandes, representante da secção de tiro, espera "melhores condições" para os treinos da modalidade, que conta com 22 atletas.

"Temos duas equipas de tiro com excelentes resultados. Fazemos tiro olímpico nos 10 metros e temos o free target, com muito boas prestações a nível mundial. Já tivemos um atirador em 4.º lugar no Campeonato do Mundo, a competir com 300 atletas", ressaltou.

Bruno Silva, praticante de free target esclarece: "A modalidade apareceu em Portugal em 2007 e já temos campeões nacionais da Casa Benfica Santarém. A atual campeã já o foi quatro vezes." "Normalmente há segmentação dos géneros, mas como em Portugal só há uma senhora, ela treina com os homens e é melhor do que eles!", apontou, em tom de brincadeira.

Casa Benfica Santarém

Quanto ao futuro das modalidades, o presidente Luís Santos ambiciona mais atletas e novas atividades.

"Neste momento estamos a avaliar novas atividades, mas o nosso objetivo principal é arranjarmos estruturas e fomentarmos as atividades que já temos. Temos de dinamizar, chamar mais atletas e a Casa 2.0 será um chamariz para isso", objetivou.

Texto: Rafaela Certã Alves
Fotos: SL Benfica
Última atualização: 29 de agosto de 2021

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar