Campo da Feiteira

1907/08 - 1910/11

Foi fundado a 26 de julho de 1906, em Benfica, o Grupo Sport de Benfica (GSB), especialmente virado para a prática de velocipedismo (ciclismo) e de pedestrianismo (atletismo). A festa inaugural deste clube teve lugar em 02-09-1906, com um "Festival" que incluiu provas velocipédicas, corridas e gincanas. As gincanas (corridas de fitas, negativas e de púcaros) realizaram-se na Quinta da Feiteira, amavelmente cedida pelo seu proprietário, o Exm.º sr. César de Figueiredo.

Em 26-05-1907, o GSB tomou oficialmente posse do terreno na Quinta da Feiteira, paralelo à Estrada de Benfica, passando, assim, a dispor de um campo para festivais desportivos e jogos de futebol. Inaugurou-se este campo em 14-07-1907 - ato integrado no programa comemorativo do 1.º aniversário da fundação do GSB. O espaço foi sofrendo ligeiros melhoramentos, principalmente o terreno de jogo, com o objetivo de o tornar aplanado e sem irregularidades.

O Grupo Sport Lisboa (GSL) - o SLB na sua fase embrionária - não tinha campo em Belém (zona onde nasceu), mas, como alguns dos seus associados eram também sócios do GSB. Assim, em 24-11-1907, o GSL atuou pela 1.ª vez na Feiteira, embora ainda fosse considerado campo neutro. Nesse encontro, a contar para o Regional de Lisboa, vencemos o Internacional (CIF), por 1-0.

Meses depois (em Março de 1908), o GSB muda o nome para Sport Clube de Benfica. Em 13-09-1908, após a absorção das estruturas do GSB (associados, dirigentes, sede e instalações desportivas), o "Glorioso" Sport Lisboa acrescenta Benfica ao nome, por influência do local para onde se transfere, passando, então, a designar-se de Sport Lisboa e Benfica (SLB) e a utilizar o campo da Quinta da Feiteira.

Em 04-11-1908, numa reunião de Direção, foi resolvido contactar o proprietário, César de Figueiredo, com o objetivo de obter dele uma autorização para realização de obras, consideradas indispensáveis para melhorar as condições do espaço. Com o financiamento do presidente da Direção, João José Pires, pretendia dotar-se o campo de bancadas e construir-se uma sede. E porque o arranjo deveria ser importante, pedir-se-ia, também, um contrato de arrendamento por um prazo mínimo de 10 anos.

O resultado desta diligência foi comunicado pelo próprio presidente da Direção. O dono do terreno não faria o arrendamento por dez anos, devido ao facto de o terreno estar destinado, pela Câmara Municipal de Lisboa (CML), a um parque. Mas, caso a CML não resolvesse, a curto prazo, dar início ao seu projeto, o Sr. César de Figueiredo venderia o terreno (avaliado em 60 contos), para construção de casas.

A informação provocou a todos grande preocupação. Restabelecida a serenidade, o vice-presidente da Direção, Alfredo Alexandre Luís da Silva, afirmou que a renda era pesada de mais, sendo por isso insustentável para os recursos financeiros da coletividade. A Direção teria de abandonar a ideia de promover quaisquer melhoramentos no campo da Feiteira, para procurar, na área de Benfica, um terreno que oferecesse condições para a construção de um campo de jogos, digno de um clube já com grande projeção no movimento desportivo da Capital.

Para o novo campo reservar-se-ia o projeto antes elaborado para as obras na Feiteira. Afinal, durara pouco tempo o convencimento de que o problema da falta de campo privativo se havia resolvido por completo com a ida para Benfica (Feiteira). Não foi possível continuar nesse local. Porém, durante 3 épocas (de 1908/09 a 1910/11), realizaram-se, na Quinta da Feiteira, grandes jogos de futebol, que movimentaram multidões e que ajudaram o Benfica a consolidar a sua popularidade e o seu palmarés desportivo.

Foto da equipa no ano de 1907 Foto da equipa no ano de 1907

A primeira grande vitória do nosso Clube, então ainda com o nome de Sport Lisboa, ocorreu em 10-02-1907 e foi imposta ao Carcavellos Club, no seu campo (2-1) - a formação dos ingleses estava invencível há 9 épocas (!), desde 1898. Depois de nos termos afirmado como o melhor clube de portugueses, passaram a chamarmo-nos "Glorioso"... até hoje! Apesar de, nesse jogo, não se ter verificado uma grande afluência de público, a notícia correu célere entre os desportistas de Lisboa, que começaram, assim, a acorrer aos nossos jogos, sempre na ânsia de ver nova vitória retumbante - o que fez com que, na Quinta da Feiteira, houvesse sempre muitos espectadores.

Foto da equipa em Carcavelos Foto da equipa em Carcavelos

Em 23-01-1910, segundo a Ilustração Portuguesa e o O Século foram mais de 8000 pessoas. Segundo o Tiro e Sport e Diário de Notícias foram mais de 5000 pessoas assistiram ao jogo entre o "Glorioso", que estava a fazer uma temporada sensacional, e o Carcavellos Club, invencível há 3 anos (desde o tal jogo de 10-02-1907). Voltámos, então, a derrotar os "mestres ingleses", desta vez por 1-0, naquela que foi a nossa 2.ª vitória sobre esse clube mítico da história do futebol português! Conquistámos, também, pela primeira vez, um título oficial de campeão regional em 1.ª categoria - o primeiro de muitos e muitos títulos conseguidos ao longo da nossa história. O prestígio e a popularidade do nosso Clube cresciam sem parar e, devido à localização da Feiteira (junto à igreja de Benfica, no bairro com a mesma denominação), o nome Benfica começou a ser cada vez mais utilizado, em detrimento da apelidação Sport Lisboa. Durante o ano de 1908 e seguintes, os dirigentes do nosso clube continuaram a procurar terrenos para instalar um campo, embora com resultados negativos. Em 1910, ainda se realizaram obras de conservação na Feiteira, no valor de 70$460 réis, graças a um donativo conseguido por ação da generosidade de alguns sócios. Ainda nesse ano, numa reunião realizada no dia 22 de abril, o problema - que persistia, pedindo resolução urgente (o clube corria o risco de ficar sem campo) - voltou a ser fruto de análise cuidada. Mas a solução só viria a surgir em 1912, com o arrendamento, válido a partir do ano seguinte, do campo de Sete Rios. Foram quatro longos anos de dúvidas e de dificuldades, mas ultrapassadas...

Seria já com a perspetiva de mudar de local que o Benfica realizaria, em 22-05-1911, o seu último jogo na Quinta da Feiteira e, ao mesmo tempo, o primeiro jogo internacional da sua história.

O adversário (francês) foi o Stade Bordelais Université Club. Era o adeus à Feiteira e a Benfica, onde o Clube ganhou especial projeção, arrastando multidões, difundindo a sua popularidade e sobrepondo à designação de Sport Lisboa a força do nome Benfica. Aí disputámos 22 jogos, traduzidos em 14 vitórias, 3 empates e 5 derrotas; 56 golos marcados e 18 golos sofridos.

Atualmente, os terrenos onde se situou o recinto estão ocupados por prédios e quintais, entre a Estrada de Benfica e a Rua Emília das Neves, já que o destino da Quinta da Feiteira foi, efetivamente, a urbanização, com a criação duma nova rua (Emília das Neves), que se localiza exatamente numa das linhas laterais do antigo campo.

Ficha Técnica de Campo da Feiteira

Nome
Campo da Feiteira
Localização
Quinta da Feiteira, em frente à Igreja de Benfica
Datas de posse
Entre 26-05-1907 e 31-12-1911
Superfície Aproximada
Área: 9600 m2 (120m x 79m)
(Dados retirados da História do Sport Lisboa e Benfica 1904-1954, Vol. I, p. 74)
Situação Atual
Prédios e respetivos quintais entre a Estrada de Benfica e a Rua Emília das Neves
Tipo de Propriedade
Terreno Alugado por 40 mil réis (40$00)/ano pagos ao semestre
Data de Inauguração e 1.º Jogo
Inaugurado pelo Grupo Sport Benfica, em 14-07-1907 1.º jogo do Grupo Sport Lisboa: 24-11-1907, para o Regional de Lisboa, com o CIF (V 1-0) 1.º jogo como SLB: 25-10-1908, para o Regional de Lisboa, com o Sporting CP (V 2-0)
Data do Último Jogo
22-05-1911: jogo amigável com o clube francês Stade Bordelais (D 2-4)
Maior Assistência
Em 23-01-1910, para o Regional, com o Carcavelos Club (V 1-0)

Grandes Jogos

DATA RESULTADO OBSERVAÇÕES
25/10/1908 2 - SL Benfica
0 - Sporting CP
1.º jogo para o Regional de Lisboa, utilizando o campo para jogar em casa.
01/01/1905 4 - SL Benfica
0 - Ajudense FC
"Record" de assistentes a um espetáculo desportivo em Portugal: 1000 pessoas.
28/02/1909 5 - SL Benfica
0 - S U Belenenses
Primeira goleada por 5-0.
23/01/1910 1 - SL Benfica
0 - Carcavellos Club
2.ª vitória com o clube dos "mestres ingleses" e "record" de assistência em Portugal: 8000 pessoas.
09/04/1911 15 - SL Benfica
0 - Lisboa FC
A contar para o Campeonato Regional de Lisboa.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar