Campo da Feiteira

1907/08 - 1910/11


Foi fundado a 26 de julho de 1906, em Benfica, o Grupo Sport de Benfica (GSB), especialmente virado para a prática de velocipedismo (ciclismo) e de pedestrianismo (atletismo). A festa inaugural deste clube teve lugar em 02-09-1906, com um "Festival" que incluiu provas velocipédicas, corridas e gincanas. As gincanas (corridas de fitas, negativas e de púcaros) realizaram-se na Quinta da Feiteira, amavelmente cedida pelo seu proprietário, o Exm.º sr. César de Figueiredo.

Em 26-05-1907, o GSB tomou oficialmente posse do terreno na Quinta da Feiteira, paralelo à Estrada de Benfica, passando, assim, a dispor de um campo para festivais desportivos e jogos de futebol. Inaugurou-se este campo em 14-07-1907 - ato integrado no programa comemorativo do 1.º aniversário da fundação do GSB. O espaço foi sofrendo ligeiros melhoramentos, principalmente o terreno de jogo, com o objetivo de o tornar aplanado e sem irregularidades.

O Grupo Sport Lisboa (GSL) - o SLB na sua fase embrionária - não tinha campo em Belém (zona onde nasceu), mas, como alguns dos seus associados eram também sócios do GSB. Assim, em 24-11-1907, o GSL atuou pela 1.ª vez na Feiteira, embora ainda fosse considerado campo neutro. Nesse encontro, a contar para o Regional de Lisboa, vencemos o Internacional (CIF), por 1-0.

Meses depois (em Março de 1908), o GSB muda o nome para Sport Clube de Benfica. Em 13-09-1908, após a absorção das estruturas do GSB (associados, dirigentes, sede e instalações desportivas), o "Glorioso" Sport Lisboa acrescenta Benfica ao nome, por influência do local para onde se transfere, passando, então, a designar-se de Sport Lisboa e Benfica (SLB) e a utilizar o campo da Quinta da Feiteira.



Em 04-11-1908, numa reunião de Direção, foi resolvido contactar o proprietário, César de Figueiredo, com o objetivo de obter dele uma autorização para realização de obras, consideradas indispensáveis para melhorar as condições do espaço. Com o financiamento do presidente da Direção, João José Pires, pretendia dotar-se o campo de bancadas e construir-se uma sede. E porque o arranjo deveria ser importante, pedir-se-ia, também, um contrato de arrendamento por um prazo mínimo de 10 anos.

O resultado desta diligência foi comunicado pelo próprio presidente da Direção. O dono do terreno não faria o arrendamento por dez anos, devido ao facto de o terreno estar destinado, pela Câmara Municipal de Lisboa (CML), a um parque. Mas, caso a CML não resolvesse, a curto prazo, dar início ao seu projeto, o Sr. César de Figueiredo venderia o terreno (avaliado em 60 contos), para construção de casas.

A informação provocou a todos grande preocupação. Restabelecida a serenidade, o vice-presidente da Direção, Alfredo Alexandre Luís da Silva, afirmou que a renda era pesada de mais, sendo por isso insustentável para os recursos financeiros da coletividade. A Direção teria de abandonar a ideia de promover quaisquer melhoramentos no campo da Feiteira, para procurar, na área de Benfica, um terreno que oferecesse condições para a construção de um campo de jogos, digno de um clube já com grande projeção no movimento desportivo da Capital.

Para o novo campo reservar-se-ia o projeto antes elaborado para as obras na Feiteira. Afinal, durara pouco tempo o convencimento de que o problema da falta de campo privativo se havia resolvido por completo com a ida para Benfica (Feiteira). Não foi possível continuar nesse local. Porém, durante 3 épocas (de 1908/09 a 1910/11), realizaram-se, na Quinta da Feiteira, grandes jogos de futebol, que movimentaram multidões e que ajudaram o Benfica a consolidar a sua popularidade e o seu palmarés desportivo.


Foto da equipa no ano de 1907

A primeira grande vitória do nosso Clube, então ainda com o nome de Sport Lisboa, ocorreu em 10-02-1907 e foi imposta ao Carcavellos Club, no seu campo (2-1) - a formação dos ingleses estava invencível há 9 épocas (!), desde 1898. Depois de nos termos afirmado como o melhor clube de portugueses, passaram a chamarmo-nos "Glorioso"... até hoje! Apesar de, nesse jogo, não se ter verificado uma grande afluência de público, a notícia correu célere entre os desportistas de Lisboa, que começaram, assim, a acorrer aos nossos jogos, sempre na ânsia de ver nova vitória retumbante - o que fez com que, na Quinta da Feiteira, houvesse sempre muitos espectadores.

Foto da equipa em Carcavelos

Em 23-01-1910, segundo a Ilustração Portuguesa e o O Século foram mais de 8000 pessoas. Segundo o Tiro e Sport e Diário de Notícias foram mais de 5000 pessoas assistiram ao jogo entre o "Glorioso", que estava a fazer uma temporada sensacional, e o Carcavellos Club, invencível há 3 anos (desde o tal jogo de 10-02-1907). Voltámos, então, a derrotar os "mestres ingleses", desta vez por 1-0, naquela que foi a nossa 2.ª vitória sobre esse clube mítico da história do futebol português! Conquistámos, também, pela primeira vez, um título oficial de campeão regional em 1.ª categoria - o primeiro de muitos e muitos títulos conseguidos ao longo da nossa história. O prestígio e a popularidade do nosso Clube cresciam sem parar e, devido à localização da Feiteira (junto à igreja de Benfica, no bairro com a mesma denominação), o nome Benfica começou a ser cada vez mais utilizado, em detrimento da apelidação Sport Lisboa. Durante o ano de 1908 e seguintes, os dirigentes do nosso clube continuaram a procurar terrenos para instalar um campo, embora com resultados negativos. Em 1910, ainda se realizaram obras de conservação na Feiteira, no valor de 70$460 réis, graças a um donativo conseguido por ação da generosidade de alguns sócios. Ainda nesse ano, numa reunião realizada no dia 22 de abril, o problema - que persistia, pedindo resolução urgente (o clube corria o risco de ficar sem campo) - voltou a ser fruto de análise cuidada. Mas a solução só viria a surgir em 1912, com o arrendamento, válido a partir do ano seguinte, do campo de Sete Rios. Foram quatro longos anos de dúvidas e de dificuldades, mas ultrapassadas...

Seria já com a perspetiva de mudar de local que o Benfica realizaria, em 22-05-1911, o seu último jogo na Quinta da Feiteira e, ao mesmo tempo, o primeiro jogo internacional da sua história.

O adversário (francês) foi o Stade Bordelais Université Club. Era o adeus à Feiteira e a Benfica, onde o Clube ganhou especial projeção, arrastando multidões, difundindo a sua popularidade e sobrepondo à designação de Sport Lisboa a força do nome Benfica. Aí disputámos 22 jogos, traduzidos em 14 vitórias, 3 empates e 5 derrotas; 56 golos marcados e 18 golos sofridos.

Atualmente, os terrenos onde se situou o recinto estão ocupados por prédios e quintais, entre a Estrada de Benfica e a Rua Emília das Neves, já que o destino da Quinta da Feiteira foi, efetivamente, a urbanização, com a criação duma nova rua (Emília das Neves), que se localiza exatamente numa das linhas laterais do antigo campo.

Ficha Técnica de Campo da Feiteira

Nome:
Campo da Feiteira

Localização:
Quinta da Feiteira, em frente à Igreja de Benfica

Datas de Posse:
Entre 26-05-1907 e 31-12-1911

Superfície Aproximada:
Área: 9600 m2 (120m x 79m)(Dados retirados da História do Sport Lisboa e Benfica 1904-1954, Vol. I, p. 74)

Situação Atual:
Prédios e respetivos quintais entre a Estrada de Benfica e a Rua Emília das Neves

Tipo de Propriedade:
Terreno Alugado por 40 mil réis (40$00)/ano pagos ao semestre

Data de Inauguração e 1º Jogo:
Inaugurado pelo Grupo Sport Benfica, em 14-07-1907 1.º jogo do Grupo Sport Lisboa: 24-11-1907, para o Regional de Lisboa, com o CIF (V 1-0) 1.º jogo como SLB: 25-10-1908, para o Regional de Lisboa, com o Sporting CP (V 2-0)

Data do Último Jogo:
22-05-1911: jogo amigável com o clube francês Stade Bordelais (D 2-4)

Maior Assistência:
Em 23-01-1910, para o Regional, com o Carcavelos Club (V 1-0)

Data Resultado Observações
25/10/1908 2 - SL Benfica
0 - Sporting CP
1.º jogo para o Regional de Lisboa, utilizando o campo para jogar em casa.
10/01/1909 4 - SL Benfica
0 - Ajudense FC
"Record" de assistentes a um espetáculo desportivo em Portugal: 1000 pessoas.
28/02/1909 5 - SL Benfica
0 - S U Belenenses
Primeira goleada por 5-0.
23/01/1910 1 - SL Benfica
0 - Carcavellos Club
2.ª vitória com o clube dos "mestres ingleses" e "record" de assistência em Portugal: 8000 pessoas.
09/04/1911 15 - SL Benfica
0 - Lisboa FC
A contar para o Campeonato Regional de Lisboa.


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar