Júlio Ribeiro da Costa

31/07/1938 - 01/08/1939

Um notável e eloquente orador

Um mandato onde sobressaiu a figura de Ribeiro da Costa, emérito orador e de uma dedicação extrema ao seu clube de eleição – um exemplo para todos nós!
Capitão do exército, antigo futebolista foi vice-presidente da Assembleia Geral entre 1935 e 1938. Iniciou-se o bilhar (1938) e voleibol (1939). A forma combativa como defendia o Clube (era um grande orador) trouxe-lhe problemas na hierarquia desportiva, agravado com a oposição de importantes figuras do regime político. Isso levou-o a perceber a incompatibilidade com a presidência da Direção. Exerceria outros cargos, entre estes, presidente da Assembleia Geral, nos mandatos seguintes. Chegou, em 1986, a sócio n.º 1 e, em 1991, foi Águia de Ouro.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar