António Cabral Fezas Vital

31/03/1962 – 26/03/1964

Gerência de continuidade

A grande consagração com o Bicampeonato Europeu, facto ainda inédito em Portugal.
Vice-presidente na Direção anterior, sucedeu a Maurício Vieira de Brito, sagrando-se bicampeão europeu, em 1962. Foram os anos dourados da história do Clube: a equipa de futebol era disputada a peso de ouro para jogar no estrangeiro, correndo o Mundo. O Benfica tinha grandes receitas europeias e a possibilidade de contratar os melhores jogadores portugueses. Depois de deixar a presidência, e mesmo sem ocupar qualquer cargo diretivo, foi sempre de uma grande dedicação, tendo feito parte de várias comissões, ao longo de quatro décadas. Foi distinguido com a Águia de Ouro, em 1992.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar