Lisboa Lisboa

Lisboa

Quem subir ao alto de Montejunto e olhar na direcção do mar, ficará deslumbrado com a longa manta verde que se estende aos seus pés. E, se reparar, será fácil perceber que muitos dos retalhos dessa manta são parcelas de vinha, alinhadas em direcções diversas.

Em destaque

Um pouco de história

Lisboa

Invasões Francesas

Romances de Eça de Queirós

O Vinho de Bucelas, uma das Denominações de Origem da região, era muito apreciado no período das Invasões Francesas, sendo exportado para Inglaterra durante esse período, posto que vinha sendo muito apreciado pelos soldados ingleses. Aliás, o próprio Wellington o apreciava, tendo-o introduzido na corte. Já o Vinho de Colares era frequente nas mesas que Eça de Queirós descreve-o nos seus romances do Portugal do século XIX.

O que esperar

Diferentes prazeres

A região de Lisboa é tão produtiva quanto heterogênea, devido à sua variedade geográfica. Tanto se encontram vinhas perto do Atlântico fresco e ventoso, como no interior quente, daí resultando diferentes prazeres. O que é certo é que alguns dos nossos mais interessantes vinhos nascem aqui: por exemplo, os excelentes Casal Santa Maria, produzidos na vinha mais ocidental da Europa!

Notas de prova

Tintos

Castas comuns

Alicante Bouschet, Aragonez, Castelão, Tinta Miúda, Touriga Franca, Touriga Nacional e Trincadeira, para além da contribuição de castas internacionais como o Chardonnay, Cabernet Sauvignon e Syrah.


Brancos

Castas comuns

Arinto, Fernão Pires, Malvasia, Seara-Nova e Vital.


Selo de Garantia:

Cabe à CVR de Lisboa certificar a qualidade e autenticidade dos vinhos da região.

Fonte:

CVR Lisboa, Wines of Portugal e Instituto do Vinho e da Vinha.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar