Futebol

29 junho 2021, 19h32

Carlos dos Santos e Nuno Matias (preparador físico)

REPORTAGEM BTV

Ao longo desta terça-feira, 29 de junho, no segundo dia da pré-temporada da equipa B de futebol do SL Benfica, os jogadores prosseguiram os testes físicos e as avaliações, um processo em que passam por quatro etapas no Benfica Campus: encontram-se com o preparador físico, o fisioterapeuta e o nutricionista no ginásio e com a psicóloga no gabinete.

Nuno Matias, preparador físico do Benfica B, explica que, nesta fase, são feitas duas avaliações "que visam identificar desequilíbrios musculares": "Uma avaliação de força isocinética, em que avaliamos a força dos extensores e flexores do joelho (...) e outra avaliação isométrica, em que avaliamos a força dos adutores e abdutores da coxa." "Posteriormente, analisamos os dados e prescrevemos planos individuais", clarifica em declarações à BTV.

Na fisioterapia, tal como descreve Carlos Teles (na foto abaixo), os trabalhos também consistem em tentar encontrar desequilíbrios musculares, bem como "avaliar flexibilidade, fazer alguns testes ortopédicos para encontrar défices ou instabilidade a nível articular," e "testes funcionais para perceber alguns desequilíbrios em alguns testes específicos que os atletas possam ter, comparando com os dados da época anterior".

Carlos Teles

Por sua vez, Gonçalo Fernandes, nutricionista, avalia "a composição corporal" dos jogadores "através da medição de pregas cutâneas," regista "os perímetros musculares," a "altura e o peso para ver as variações que tiveram durante a pré-época e se vêm dentro dos parâmetros" definidos "para cada atleta chegar neste momento".

Já a psicóloga Filipa Jones (na foto abaixo) elucida que "o que interessa saber é como foi a recuperação neste período de férias" e "identificar se houve alguma situação que possa ter causado alguma alteração".

"Às vezes, também aproveitamos para fazer um resumo do que foi a época anterior porque, muitas vezes, vamos buscar alguns fatores que nós podemos aproveitar também para continuar a trabalhar esta época ou para corrigir algumas coisas na forma como eles lidam com o processo desportivo e com as outras circunstâncias das suas vidas para poderem melhorar a performance e o bem-estar deles ao longo da época que vai agora começar", acrescenta a psicóloga.

Filipa Jones

Este "é um processo muito habitual para a maior parte" dos futebolistas encarnados, dado que Filipa Jones já os acompanhava na época passada. "Neste momento, estamos aqui no gabinete, mas eu estou com eles no campo, muitas vezes estou com eles na competição, portanto a figura do psicólogo é alguém que já está muito presente naquilo que é a rotina normal desportiva deles", completa.

O fisioterapeuta Carlos Teles sublinha que "cada vez mais se nota a preocupação dos atletas com o corpo". "Estão sempre a perguntar os valores que deram, se estão equilibrados, o que têm de fazer para melhorar. Quando nós apresentamos as avaliações aos atletas e identificamos problemas, disfunções ou alterações, conseguem perceber que quando melhoram vão atingir melhores resultados no campo", salienta.

Texto: Simão Vitorino
Fotos: Cátia Luís / SL Benfica
Última atualização: 29 de junho de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Futebol

Ritmo aumenta na segunda semana de trabalho

A preparação da equipa B prossegue com elevada intensidade, com o técnico Nélson Veríssimo muito interventivo a incutir os princípios de jogo que pretende implementar na formação encarnada. Esta é a segunda semana de trabalho no Benfica Campus, desde que arrancou a pré-época no passado dia 28 de junho. O treinador defendeu à BTV que é preciso "mentalidade competitiva", enquanto o adjunto Pedro Valido reforçou o "empenho e determinação" dos atletas. Rafael Brito deixou a garantia de que o grupo "tem muita qualidade"

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar