25 de abril de 2019, 20h06

Benfica é Campeão Nacional!

Voleibol

Aí está o 8.º título que vai direitinho para as vitrinas do Museu Benfica-Cosme Damião, e que se junta à Supertaça e à Taça de Portugal... Triplete à Benfica!

Não foi à 3.ª... foi à 4.ª! O Sport Lisboa e Benfica venceu o Sporting CP no jogo 4 da final do play-off do Campeonato Nacional de voleibol, sagrando-se Campeão Nacional, nesta quinta-feira, no Pavilhão João Rocha. Vitória na eliminatória, por 3-1... e nem foi preciso negra! Eis o Triplete!

Depois de três grandes dérbis… mais um, como seria expectável! Numa eliminatória à melhor de 5, foi um Benfica em vantagem (2-1) que se apresentou neste dia 25 de abril no Pavilhão João Rocha. Contas feitas, dois cenários possíveis! Em caso de vitória no jogo 4, o Sport Lisboa e Benfica sagrava-se Campeão Nacional; em caso de triunfo do Sporting CP, eliminatória empatada a dois, com a negra marcada para sábado, na Luz!

Tal como nos dérbis anteriores, início pautado pelo equilíbrio! O Benfica colocou-se em vantagem, mas sem nunca se conseguir distanciar verdadeiramente. Os leões empataram a contenda aos 8 pontos, saltaram para a frente do marcador… e não mais daí saíram. Taco a taco, muita luta, entrega, com o 1.º set a terminar com um 25-19 e vantagem no jogo: 1-0.

E que 2.º set espetacular! À semelhança do inicial, foram as águias que se colocaram na frente, cavando um 5-9. Paulatinamente, o Sporting encostou no marcador e conseguiu o empate aos 11 pontos, saltando para a frente… ora, até aqui tudo muito parecido com o 1.º set, mas aqui a história foi diferente! As águias reagiram e conseguiram o empate aos 19 pontos… muita luta, cada ponto disputado como se do último se tratasse e, depois de um ás espetacular, seguido de um erro leonino, o Benfica fechou o set num 23-25, igualando o jogo a um.

Sporting-Benfica

Reviravolta no jogo! Depois do empate (1-1), foi um Benfica pleno de confiança e muita motivação que entrou em quadra… Momentos iniciais equilibrados, com as águias a dispararem no marcador, colocando-se a vencer por 14-20. Agressividade, concentração e um serviço fortíssimo estiveram na base de um parcial taxativo e sintomático da qualidade da formação de Marcel Matz: 16-25 e 1-2 no jogo!

Enorme… enorme Benfica! Decidido a resolver já hoje, este Benfica colocou tudo em quadra… e que qualidade! Equilíbrio inicial, alternância no marcador, com as águias, com justiça e muita classe, a superiorizarem-se. Vitória no 4.º set, por 19-25, vitória no jogo por 1-3 e vitória na eliminatória (3-1), com o Sport Lisboa e Benfica a sagrar-se Campeão Nacional 2018/19.

Depois da Supertaça e da Taça de Portugal, mais um título (o 8.º de Campeão Nacional) que vai direitinho para as vitrinas do Museu Benfica-Cosme Damião! Eis o Triplete!

Formação inicial do Benfica: Rapha, Zelão, Honoré, Winters, Tiago Violas, Theo Lopes e Ivo Casas.

Sporting-Benfica

"Mostrámos um poder muito forte de reação"

Marcel Matz (treinador do Benfica): "Estou muito feliz com o desempenho da equipa. Tivemos três momentos de dificuldade neste play-off: perder o primeiro jogo aqui [Pavilhão João Rocha], mostrámos um poder de recuperação em casa, estivemos mal no terceiro jogo, saímos de novo do buraco e hoje também estávamos atrás e mostrámos um poder muito forte de reação. É de louvar o valor dos jogadores. Estou muito feliz pelo título, por ser numa data histórica em Portugal, por ser em casa do rival – ainda que também um pouco chateado por não poder festejar com os nossos adeptos. Estou feliz pelo voleibol e esperamos conquistar outros títulos nas outras modalidades."

Época de estreia com três troféus: "Vencer é sempre muito bom. Somos todos profissionais, recebemos para trabalhar, mas gostamos muito do que fazemos. Vencer é muito bom e vencer os três troféus [Campeonato Nacional, Taça de Portugal e Supertaça] é melhor ainda. Podem ter a certeza de que eu estou com os olhos bem abertos para o que vem pela frente."

Segredo? O coletivo: "É um dos desportos mais coletivos que existe e nós temos um grupo muito forte. Tivemos poucos problemas de lesão, a equipa estava bem fisicamente. Mesmo tendo uma idade já mais avançada, são jogadores experientes, sabem bem quais são os objetivos da equipa, conhecem a organização tática e respondem bem na quadra."

Dedicatória: "Dedico o título a toda a gente que trabalha comigo, aos jogadores, à minha família que me apoia, aos adeptos. Só estou aqui a representar um grupo. São cerca de 30 pessoas que trabalham todos os dias."

Apoio dos adeptos: "Foi incrível. Que bom que conseguimos fazer com que as vozes deles ecoassem no pavilhão, se tivéssemos jogado só atrás provavelmente não iam ser ouvidos. Os adeptos fizeram parte de um grande título, agradeço-lhes imenso. Na próxima época, o primeiro objetivo que tenho é lotar o Pavilhão em todos os jogos. Independentemente do adversário que for, acho que temos de ter uma identificação maior com as modalidades – falo especificamente do voleibol."

“Fomos superiores a época toda”

Hugo Gaspar (capitão do Benfica): "É a Reconquista e nós tínhamos de a fazer! No ano passado perdemos aqui e neste ano reconquistámos o título na casa do adversário. Lutámos o ano todo para isto e estamos todos de parabéns. Não é um título mais especial por ser conquistado na casa do adversário; é mais especial, isso sim, porque o reconquistámos! Fomos superiores a época toda, demonstrámos a nossa consistência, o grande grupo de trabalho que somos… e fizemos o triplete. Ganhámos a Supertaça, a Taça de Portugal e culminámos com a conquista do Campeonato… É isso que nos traz satisfação!"

Texto: Sónia Antunes e Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica



Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar