25 de julho de 2019, 04h28

🎥 Bruno Lage: “Estamos no bom caminho”

Futebol

O treinador do Benfica elogiou a exibição da equipa e não esqueceu o apoio que tem recebido dos Benfiquistas nos Estados Unidos da América.

No final do triunfo diante da Fiorentina (1-2), Bruno Lage analisou o jogo, a exibição coletiva, lembrou o apoio que tem recebido dos adeptos e admitiu estar feliz com a evolução da equipa e dos jogadores.

Fiorentina-Benfica

Boa entrada no jogo e a dupla do ataque

“O mais importante de realçar no jogo é a forma como jogámos, principalmente na primeira parte. Jogámos com muita qualidade, muito forte em termos ofensivos. Uma primeira parte muito próxima do que temos de fazer, com pressão alta, a não deixar construir e a forma como chegámos ao primeiro golo é sinal disso. Depois tivemos inúmeras oportunidades e estamos no bom caminho. Agora é analisar o jogo e falar com os jogadores. Queremos dar tempo de jogo a todos.”

“A teoria vale o que vale. Dizer que o Seferovic e o Raul de Tomas não podem jogar juntos, ou o contrário, quando ainda não se conhecem ou estão ligados é prematuro. Ainda não sei a resposta. Vi boas combinações, vi o Raul de Tomas oferecer um golo ao Seferovic, o Seferovic oferecer ao Raul de Tomas, que só não deu golo porque o guarda-redes fez uma estrondosa defesa. É fazer crescê-los.”

Fiorentina-Benfica

Crescer para chegar ao ideal

“É olhar para a última transição ofensiva ao terminar a primeira parte, num lançamento de linha lateral e em que acabámos todos a defender na nossa baliza. São detalhes em que temos de crescer para chegarmos ao que melhor fizemos na época passada. Queremos lá chegar, mas é preciso tempo, treino e, fundamentalmente, com entrega e motivação.”

Benfica-Fiorentina

Construir a equipa paulatinamente

“O primeiro onze da primeira jornada é diferente do da última jornada. O que digo sempre é: o nosso dia a dia é no treino e no jogo, na forma como se ligam. É importante para saber que médio-centro posso ter ou médio de ligação posso ter. Isto é criar harmonia em termos coletivos e deixá-los confortáveis em termos individuais. Amanhã [quinta-feira] vamos ter mais um jogo e vou dar minutos a quem jogou menos. É assim que vamos construindo a nossa equipa, por isso quero um plantel competitivo.”

“O sector defensivo é a situação mais difícil de trabalhar porque têm de funcionar como um. Têm de se deslocar à mesma velocidade, independentemente de serem mais rápidos ou mais lentos, a subir e a descer. Foi isso que não gostei no golo da Fiorentina. Descemos muito. A transição defensiva foi boa.”

Fiorentina-Benfica

O apoio dos adeptos

“Tem sido fantástico, tanto no primeiro como no segundo jogo. Enquanto treinador da equipa sentir a grandeza do Benfica em termos internacionais, a forma como vivem a conquista do título e como nos apoiam, como foi o evento na loja da adidas... Oferecer a vitória foi bom por parte dos nossos atletas.”

Benfica-Fiorentina

Vencer a ICC

“Passa sempre pela cabeça. O Pizzi referiu que a grandeza do Benfica leva-nos a pensar sempre na vitória. Não podemos pensar noutra coisa e a nossa forma jogar é fazê-lo sempre para ganhar.”

A evolução de Caio Lucas

“Tem de se adaptar ao futebol europeu, esteve afastado porque jogava numa grande equipa dos Emirados Árabes Unidos. Tenho sentido uma grande vontade do Caio Lucas em evoluir, melhorando do ponto de vista do posicionamento ofensivo e defensivo.”

Texto: Marco Rebelo

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar