Andebol

02 maio 2022, 14h05

Chema Rodríguez

É com uma vantagem de sete golos na bagagem que o Benfica viaja até à Eslovénia para, às 17h45 de terça-feira, 3 de maio, defrontar o Gorenje Velenje em jogo da 2.ª mão dos quartos de final da EHF European League. Em caso de vitória na eliminatória o Glorioso atinge uma inédita presença na final four da competição... e o sonho está bem vivo!

Foi como uma exibição poderosa no Pavilhão n.º 2 da Luz que o Benfica arrancou um triunfo justo e fulcral (36-29) perante os eslovenos do Gorenje Velenje, em encontro da 1.ª mão dos quartos de final da EHF European League. Contas feitas, são sete os golos de vantagem das águias.

Este resultado abre boas perspetivas e é com natural ambição que Chema Rodríguez e Rogério Moraes encaram o embate fora de portas.

Benfica-Gorenje Velenje

"Confiamos no nosso trabalho e esperamos alcançar um resultado bom e suficiente para passar a eliminatória e atingir a final four"

Chema Rodríguez, treinador do Benfica

"Sabemos que vai ser uma partida difícil, fora de casa, mas temos uma equipa com muita experiência. Fizemos um bom resultado aqui, na Luz, e esperemos que seja suficiente. Confiamos no nosso trabalho, naquilo que estamos a fazer, e esperamos alcançar um resultado bom e suficiente para passar a eliminatória e atingir a final four", analisou Chema Rodríguez, aos microfones da BTV.

Olhando para o outro lado da barricada, a lição está estudada.

"São uma equipa muito rápida, com transições muito rápidas, e temos de minimizar as nossas perdas de bola no ataque, defender muito para evitar sofrer golos fáceis, e acredito que se o conseguirmos será mais fácil. Vamos com a ideia de que ainda não houve o primeiro jogo, não há vantagem e vamos para ganhar", explicou o treinador.

"O Benfica tem de pensar sempre no máximo em todas as competições em que entra. Estamos a fazer uma boa campanha europeia e esperamos conseguir passar à final four. Depois, logo se verá, vamos lutar sempre até ao fim", concluiu.

Benfica-Gorenje Velenje

"Estamos num momento muito bom, a equipa cresceu muito nesta época e tudo pode acontecer. Vamos dar tudo"

Rogério Moraes, pivô do Benfica

Rogério Moraes reiterou e vincou as palavras do treinador. "Temos uma vantagem considerável, fizemos um grande jogo em casa, a vantagem deixa-nos um pouco mais tranquilos, mas, na verdade, temos de estar concentrados e focados no que temos de fazer", afirmou o internacional brasileiro.

"Já joguei contra esta equipa na Eslovénia e é muito complicado, provavelmente o pavilhão vai estar cheio, com os adeptos a empurrarem-nos para vitória e temos de imaginar que está 0-0, que não há vantagem nenhuma, para conseguirmos a vitória lá", recordou em jeito de alerta.

Analisando o adversário, os pontos fortes estão identificados e também a forma como os contrariar.

uma equipa jovem, com bastantes jogadores locais e sem medo. Não têm nada a perder, tal como nós! Estão a jogar sem pressão, para mais com a desvantagem que têm, logo, vão tentar fazer o jogo da vida deles e isso deixa-nos em alerta e temos de o impedir", explicou o pivô dos encarnados.

"Quando começou a competição ninguém acreditava que pudéssemos chegar até aqui. Estamos num momento muito bom, a equipa cresceu muito nesta época e numa final four tudo pode acontecer. Vamos dar tudo", concluiu o camisola n.º 31 das águias.

O jogo da 2.ª mão dos quartos de final da EHF European League está agendado para terça-feira, 3 de maio, em Velenje, na Eslovénia... e o Benfica está a 60 minutos de escrever mais uma bonita página na sua história!

Texto: Sónia Antunes
Fotos: Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 2 de maio de 2022

Patrocinadores Andebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar