Futebol

06 maio 2022, 15h40

Nélson Veríssimo

ANTEVISÃO 

A vitória é palavra que perdura no léxico encarnado e o técnico Nélson Veríssimo, na antevisão ao Benfica-FC Porto da 33.ª jornada da Liga Bwin, agendado para as 18h00 de sábado, dia 7 de maio, no Estádio da Luz, garantiu "foco total" nesse desiderato, mesmo que o rival, com um ponto, possa sagrar-se campeão nacional.

O treinador do Benfica sente a equipa motivada e focada "no que tem de fazer", lembrando que até ao final do Campeonato e da época estão ainda seis pontos em disputa que as águias pretendem conquistar, concretamente frente ao FC Porto e Paços de Ferreira. Outro cenário que não passe por este pressuposto não figura nas mentes encarnadas.

São duas equipas que se conhecem muito bem e o resultado é sempre muito incerto. Poderá haver alguma novidade ou surpresa para este jogo? 

São duas equipas que se conhecem bem, fruto dos confrontos que já tiveram esta época. Também do conhecimento da evolução das equipas em anos anteriores. Não sei se haverá alguma surpresa, o mais importante é saber o que temos de fazer. Reconhecemos que vamos jogar contra uma grande equipa, temos de estar a um nível muito bom. Obviamente que o nosso objetivo passa por lutar pelos três pontos, a equipa trabalhou muito bem durante a semana, está confiante e sabemos a importância do jogo. É um clássico! São jogos imprevisíveis no que é o resultado, estamos confiantes que vamos dar uma boa resposta.

O Presidente Rui Costa terá apelado ao orgulho da equipa para evitar a todo o custo que o FC Porto fosse campeão nacional no Estádio da Luz... como o grupo recebeu esta mensagem? É o penúltimo jogo no comando técnico, que equipa gostava de deixar para o seu sucessor?  

O Presidente diariamente está connosco e fala com a equipa, não posso atribuir um momento diferenciado em relação às conversas que tem com a equipa. Dentro da lógica de intervenção que teve ao longo da temporada, acabou por ser natural a forma como o Presidente se dirigiu à equipa. Não vejo um significado muito relevante em relação a outras intervenções que o Presidente já teve. Nada de anormal. Mais importante saber o que temos de fazer. Quando à outra questão, ainda nos faltam dois jogos. Temos o jogo com o FC Porto e o Paços de Ferreira. Não é a minha ideia projetar o futuro, nem falar no passado. O foco é o FC Porto e depois do Paços de Ferreira.

Nélson Veríssimo

"Obviamente que o nosso objetivo passa por lutar pelos três pontos, a equipa trabalhou muito bem durante a semana, está confiante e sabemos a importância do jogo"

Nélson Veríssimo

Em 2011 o FC Porto festejou o título de campeão nacional no Estádio da Luz, se amanhã tal se repetir o que irá acontecer?

Estamos a falar de cenários e de um pressuposto que na minha e na nossa cabeça não entra! Sabemos as circunstâncias que este jogo envolve. O nosso foco está na vitória, à medida que o Campeonato caminha para o fim o objetivo passa sucessivamente por ir conquistando os pontos em disputa, primeiro eram 15 pontos, depois 12, nove e agora são seis pontos. Queremos fazer um bom jogo e ganhar, é esse o foco, tudo o resto é especulações e cenários.

Nélson Veríssimo

Há alguma motivação especial por poder "tirar" a possibilidade de um dos grandes rivais do Benfica celebrar no Estádio da Luz?

Sabemos que implicações o resultado tem, vamos ter um clássico com características diferentes, em que as equipas querem lutar pela vitória. Esse será o nosso objetivo. Esta equipa já deu provas em outros momentos que está à altura dos jogos de maior dificuldade. A equipa tem um grande orgulho quando sente que o contexto à volta direciona o resultado para um caminho que não é aquele que achamos que vai acontecer. Foi assim com o Ajax, Liverpool, no jogo em Alvalade [com o Sporting], acreditamos muito no que andamos a fazer, no que temos vindo a construir. Uma das mais-valias desta equipa foi ter consciência de saber adaptar-se ao que o adversário pode criar em termos de problemas. O nosso foco, independentemente do que possa estar à volta do jogo, é que acreditamos e sabemos o que temos de fazer. Acreditamos que vamos fazer um bom jogo e vencer.

Usou a questão de o Benfica poder impedir que o FC Porto seja campeão nacional da Luz como aliciante para a sua equipa? É o último jogo como treinador do Benfica no Estádio da Luz, espera algum tributo dos adeptos?

Tributo a quem? O Nélson Veríssimo é o menos importante, se houver algum tributo é à equipa. O nosso foco é jogar para tentar ganhar o jogo, é com essa mentalidade e objetivo que temos de entrar. O jogo já terá a carga de um clássico, os jogadores sabem da importância e o que fazer, é um jogo intemporal que desperta emoções e paixões. O que registo é que, em função do que temos visto ao longo desta semana de trabalho, da tranquilidade dos jogadores, da forma como correspondem ao que pedimos, isso dá-nos a serenidade para acharmos que vamos estar num bom nível.

Nélson Veríssimo

"A equipa tem um grande orgulho quando sente que o contexto à volta direciona o resultado para um caminho que não é aquele que achamos que vai acontecer"

O FC Porto tem sido um pouco a besta negra do Benfica nos últimos anos. Nos últimos dez jogos o Benfica venceu apenas um, acredita que pode contrariar essa tendência? O que diria aos adeptos que estão indecisos em ir ao Estádio da Luz?

É ir ao Estádio. Os nossos sócios, adeptos e simpatizantes já mostraram que podem fazer a diferença, naturalmente que amanhã também farão essa diferença, venham para ver a equipa e ajudar. Temos consciência disso [do histórico recente entre as duas equipas], estivemos presentes na última vitória do Benfica no Dragão. Também acreditamos que amanhã possamos reverter essa situação. São duas boas equipas, temos a consciência que temos de estar num bom nível. Vamos tentar explorar o que são os momentos mais frágeis do FC Porto. Olhar para os nossos jogadores, não venham dizer que a nossa equipa é só transição, porque não é! Também temos muitos momentos de organização ofensiva. Agora pretendemos dar o conforto aos jogadores de jogarem de uma forma que potencie as suas características.

Nélson Veríssimo

O Benfica está há três jogos sem sofrer golos, esse aspeto da segurança defensiva é onde sente que a equipa mais cresceu? Se não, qual o aspeto em que sente que a equipa deu passos em frente?

É uma questão de balanço, que gostaria de fazer na próxima semana. Nos últimos jogos não temos sofrido golos, sentimos que a equipa no processo defensivo está mais segura. No processo ofensivo estivemos uns 20 e poucos jogos a marcar, tirando o Famalicão. Na nossa opinião a equipa foi crescendo naquilo que são as dinâmicas defensivas e ofensivas, pelas rotinas que fomos criando. Também tivemos maior consistência no processo defensivo. Cada adversário coloca um problema diferente e obriga a micro ajustamentos. O FC Porto vai colocar-nos diferentes questões e formas de atacar face ao Marítimo. Em alguns momentos temos de fazer micro adaptações para contrariar ou aproveitar a forma das equipas se organizarem.

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 6 de maio de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar