25 de agosto de 2018, 15h00

Um golaço e mais três pontos na Liga Revelação

Futebol

A equipa Sub-23 do Benfica venceu o V. Setúbal por 1-0 no Caixa Futebol Campus.

Duas jornadas, seis pontos averbados na Liga Revelação. A equipa Sub-23 do Benfica recebeu e contornou o V. Setúbal no Caixa Futebol Campus com uma segunda parte muito positiva e um golaço que teve a assinatura de Vinícius Ferreira (1-0).

Debaixo de sol que nunca se escondeu, os jogadores de Benfica e Vitória de Setúbal protagonizaram uma primeira parte com poucos momentos interessantes, registando-se apenas uma oportunidade de golo para as águias: aos 35', explorando as costas da defesa sadina, Edi Semedo acorreu a uma bola, controlou-a e conseguiu disparar de pé esquerdo, cruzado, para defesa simples de Miguel Lázaro.

No segundo tempo, além da transpiração, houve inspiração, emoção e oportunidades de golo nos pés dos benfiquistas. João Tralhão fez uma troca, lançando Barrero (avançado) por Vukotic (médio), e o conjunto encarnado, com linhas subidas, acercou-se com frequência das redes setubalenses.

Depois de alguns ataques ameaçadores, o Benfica espreitou o golo com os dois olhos aos 61': Barrero internou-se pela direita e serviu Diogo Pinto, que chutou sobre a barra. O comando do jogo era claramente da equipa da casa: aos 66', Simón Ramírez escapou e acelerou pela direita, oferecendo a Edi Semedo a possibilidade de concluir com sucesso a investida, mas o guarda-redes Miguel Lázaro foi bravo e opôs-se à tentativa.

A bola não entrava, mas os encarnados nunca caíram em descrença. Aos 89', Vinícius Ferreira recebeu na direita, embalou, fletiu para dentro e chutou com o melhor pé, o esquerdo, colocando a bola no ângulo superior da baliza sadina. Estava feito o 1-0, justificado pelo caudal atacante do Benfica na segunda metade da partida.

João Tralhão

João Tralhão: "Encostámos o V. Setúbal na segunda parte"

Em declarações à BTV, o treinador João Tralhão fez uma análise ao jogo, que culminou com o segundo triunfo da equipa Sub-23 em outras tantas jornadas na Liga Revelação.

"A primeira parte foi muito física, menos conseguida da nossa parte. Do ponto de vista tático não estivemos ao nível que desejamos e a nível individual andámos um pouco perdidos. Conversámos ao intervalo e no segundo tempo encontrámos uma organização diferente, encostámos o adversário e criámos muitas oportunidades de golo", disse o treinador na entrevista rápida.

"Mais do que a qualidade, importa realçar a determinação, a cultura do Benfica: acreditámos sempre que íamos chegar aos três pontos", acrescentou João Tralhão.

"A entrada do Barrero ajudou a empurrar-nos para o ataque, mas a equipa também ajudou. A nossa linha defensiva foi mais agressiva e corajosa, jogando mais à frente, facto que também contribuiu para a subida do meio-campo", explicou o treinador.

Vinícius Ferreira

Segundo jogador a sair do banco de suplentes do Benfica no desafio com os sadinos, Vinícius Ferreira apontou o golo da vitória das águias. "Foi um bom golo. Pude ajudar a equipa e espero vir a ajudar ainda mais", disse o atacante.

"Foi um jogo bem difícil, mas sabíamos que ia ser assim, o míster avisou-nos durante a semana. Esta Liga vai ajudar-nos a evoluir como jogadores", salientou Vinícius Ferreira à BTV.

Texto: João Sanches

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar