28 de janeiro de 2018, 20h03

Rui Vitória: “São batalhas atrás de batalhas… Preparamo-nos para cada uma delas”

Futebol

Técnico garante que o Benfica vai “pôr as armas em campo”, “respeitando o Belenenses”, adversário da 20.ª jornada da Liga NOS.

Após uma paragem de mais de uma semana, o Benfica regressa, esta segunda-feira (21h00), aos relvados, para defrontar o Belenenses, em partida da 20.ª jornada da Liga NOS. Rui Vitória garantiu que os encarnados vão lutar pelos três pontos, “respeitando sempre o adversário”.

“É um jogo importante, como todos são. Vai ser um jogo difícil, com bons jogadores e uma nova direção técnica. Vêm sempre novas ideias. É o primeiro jogo em casa e é possível que haja novas dinâmicas com o novo treinador. São batalhas atrás de batalhas e nós preparamo-nos para cada uma delas. Temos de saber as virtudes do adversário, anulá-las e pôr as nossas armas em campo. O que nós, treinadores, queremos é fazer tudo bem. Desejamos dar continuidade ao processo. Cada jogo tem de ser vivido de forma intensa. Temos vindo a ter rendimento, do ponto de vista do resultado, e exibições, mas amanhã [segunda-feira] isso tem de ser passado para dentro do campo. A equipa tem mostrado qualidade coletiva e vamos com vontade de ganhar, respeitando muito o Belenenses”, referiu o treinador do Benfica, em conferência de Imprensa realizada este domingo no Estádio da Luz.

Rui Vitória assegurou que os encarnados têm soluções para superar a ausência de Krovinovic, que se lesionou frente ao GD Chaves. Aos jornalistas, o técnico identificou quatro opções para o lugar do croata. 

"A minha primeira preocupação foi saber qual a extensão da lesão dele. Depois pensei nas alternativas para dar soluções à equipa e arranjei duas, três, quatros soluções. Lamento pelo Krovinovic, tem tido azar no Benfica. Foi operado no primeiro dia no Benfica e, por consequência, não foi inscrito na Champions. Agora entra na equipa, está numa fase boa e lesiona-se. Estava a impor-se na equipa. Já se falava no Mundial e fico triste por isto, mas a vida de um jogador é mesmo assim. O interruptor pode apagar-se e fica-se na escuridão. Ele dá-nos intensidade grande no último terço e tem boa definição de posse de bola”, começou por explicar.

Rui Vitória em conferência de imprensa

Os jogadores que aí vêm, há dois ou três que podem entrar, acrescentam outras características. O João Carvalho pensa mais rápido que maioria dos jogadores naquelas posições, chega ao golo, tem qualidade técnica de passe. Tem de ganhar capacidade de agressividade e resistência. O Krovinovic não era o mesmo jogador há dois ou três meses que é agora. Depois o Zivkovic joga bem por terrenos interiores, tem qualidade técnica e tem qualidade para aquela posição. Temos o Keaton [Parks] que está a ser preparado há algum tempo e pode fazer aquelas posições. Ainda o Gedson que já está a trabalhar há três ou quatro semanas connosco. Tem dimensão para chegar à área contrária. São vários os jogadores, mas as decisões estão tomadas. Amanhã [segunda-feira] vai entrar um jogador e vai dar conta do recado. Vai ser uma destas quatro opções”, revelou.

“Não assino o empate” - foram estas as palavras do novo técnico dos azuis do Restelo, Silas, na conferência de Imprensa de antevisão ao jogo. “Uma perspetiva positiva”, segundo Rui Vitória.

"Há naturalmente alguma mudança na direção técnica. O Domingos fez o melhor trabalho possível. Qualquer treinador traz sempre opiniões e princípios para implementar. Vai haver primeiro jogo em casa e há já um conjunto de diretrizes dadas pelo treinador depois de uma semana de trabalho. Há também mudança típica nos jogos contra os grandes.
O estádio vai estar composto de forma diferente, com muitos Benfiquistas. Ele não assina empate? É uma perspetiva positiva e vai para a luta. Aprovo que os treinadores devem ter esta visão. Querem-se posturas e posições desta forma”, afirmou.

Sobre possíveis entradas e saídas no mercado de inverno, Rui Vitória esclareceu que “existe muita qualidade no plantel”.

"Eu e o presidente estamos em sintonia relativamente ao presente e ao futuro do Benfica, está tudo escrito. Quando cá cheguei, o propósito era ganhar e garantir que há qualidade aqui dentro. E existe. Todos aqui dentro têm potencialidade para jogar. Não estou a dizer que ninguém vai entrar, até pode vir a entrar alguém, mas eu penso nos que cá estão", finalizou.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar