23 de fevereiro de 2018, 21h45

Luís Filipe Vieira: “Primeiros 100 milhões de euros da NOS serão para reduzir passivo”

Clube

O presidente do Sport Lisboa e Benfica marcou, nesta sexta-feira, presença na inauguração das novas instalações da Casa do Clube em Braga. Num discurso firme e convicto, Luís Filipe Vieira deixou uma mensagem de união e reiterou a confiança no Penta.

Realizou-se, nesta sexta-feira, a inauguração das novas instalações da Casa n.º 7 do SL Benfica, em Braga. Luís Filipe Vieira fez questão de marcar presença no momento e, num discurso pleno de convicção e firmeza, recordou o trabalho feito, analisou o momento presente, reiterando os princípios que regem o Clube rumo a um futuro pleno de conquistas.

“A renovação que hoje assinalamos da Casa do Benfica em Braga é bem o espelho do trabalho de modernização que, a todos os níveis, tem vindo a ser feito no nosso clube. E as novas Casas do Benfica são, talvez, o projeto que melhor concretiza o enorme esforço de fazer chegar a todos os nossos sócios, adeptos e simpatizantes o vasto conjunto de serviços que hoje o Benfica oferece. Mas as Casas, verdadeiras embaixadas do Clube, não se limitam a isso e cada vez mais se distinguem pelo conjunto de iniciativas sociais, culturais e desportivas que desenvolvem, como acontece aqui em Braga”, começou por dizer o presidente, enaltecendo o papel dos braços-armados do Clube.

“Por isso, é com naturalidade que, nas centenas de inaugurações e ampliações que temos feito por todo o país das Casas do Benfica, as mais diversas e representativas entidades locais têm feito questão de estar presentes e de se associarem a estes momentos, independentemente das questões clubísticas. O contrário é que se torna incompreensível e é uma cedência à cultura do fanatismo que leva ao triste exemplo de no último ano por seis vezes esta nossa Casa ter sido vandalizada. Esta cultura de ódio e guerra tem de acabar”, explicou Luís Filipe Vieira.

O Benfica é a maior instituição desportiva portuguesa. Temos um passado que nos orgulha, um presente bem representado pela hegemonia que conquistámos nos últimos anos no futebol português, e um futuro em que só nós temos programado desenvolver um vasto conjunto de novos projetos e infraestruturas”, realçou Luís Filipe Vieira, passando de pronto a enumerar alguns desses projetos.

Luís Filipe Vieira na Casa de Braga

"A NOVA RÁDIO BENFICA VAI ESTAR NO AR EM MAIO/JUNHO"

“Podemos falar do alargamento do Caixa Futebol Campus, no Seixal, o centro da já famosa, em termos mundiais, Escola de Futebol do Benfica – e que simboliza a nossa grande aposta estratégica, que é a Formação, e todas essas renovações efetuadas (refeitórios, cozinhas, balneários, quartos, campos,...) serão apresentadas no dia 31 de julho. Mas também podemos falar do Centro de Alto Rendimento em Oeiras, da nova Escola Internacional – o Colégio Benfica (dia 28 de fevereiro vamos entregar a proposta concreta no Ministério da Educação e queremos que a Escola esteja a funcionar no ano letivo de 2019/20), da Casa do Jogador, do novo Hotel que vai nascer na Rua Jardim do Regedor, ou da nova Rádio Benfica, que em maio/junho estará no ar”, desvendou.

O Contrato com a NOS é para pagar a dívida do Benfica. Como sempre disse, nunca iria utilizar este dinheiro para a gestão corrente ou para comprar jogadores. Posso adiantar que o primeiro lance de cem milhões de euros será para pagar ao sistema financeiro português e abater já parte da dívida do Benfica”, revelou o presidente.

“Vim para resolver o problema do Benfica. Este é um projeto do Benfica e dos Benfiquistas. Esta promessa é para ser mantida e não vira com um resultado menos bom. Comigo não vira! A aposta na Formação do Benfica é para manter e não vai mudar. Na próxima época mais quatro jovens da Formação estarão no plantel principal do Benfica", adiantou Luís Filipe Vieira.

“E foi perante este contexto que outros, vendo-se enredados numa crise financeira e desportiva sem precedentes, sem qualquer tipo de novos projetos e rumo, resolveram tudo apostar numa estratégia concertada de querer manchar o nosso trabalho e a reputação da nossa marca”, afirmou de forma taxativa, dirigindo-se de imediato aos Benfiquistas, deixando a garantia…

Luís Filipe Vieira na Casa de Braga

"MAIS 4 JOVENS DA FORMAÇÃO NO PLANTEL PRINCIPAL EM 2018/19"

"Posso afirmar e garantir que os Benfiquistas, hoje como amanhã, poderão andar com a cabeça levantada. Repito, orgulho-me de estar aqui como presidente do Sport Lisboa e Benfica, de cabeça levantada. Pronto para – uma a uma – ir desmontar, nos locais próprios, que são a justiça e os tribunais, cada uma das suspeitas e acusações que nos fazem. Uma a uma sem qualquer tipo de tréguas. E, um a um, iremos responsabilizar todos aqueles que intencionalmente mentiram e difamaram de forma gratuita e criminosa”, explicou Luís Filipe Vieira.

“A recente decisão do Tribunal da Relação do Porto, que faz cumprir a lei e proíbe o Futebol Clube do Porto de continuar a cometer o crime de divulgação de correspondência privada – vindo tarde, é certo – veio pôr fim à falta de vergonha de quem exibia o produto roubado e praticava o crime, gabando-se de estar acima da lei e a coberto de uma pretensa justiça. É como nos roubarem o carro e vermos todos os dias quem se passeava nele a dizer que nada tinha que ver com o assunto. Tenham vergonha!”, atirou.

Luís Filipe Vieira na Casa de Braga

E a postura do Clube foi mais uma vez reiterada e vincada!

Da nossa parte, cabeça levantada, sim! Porque não cometemos nenhuma ilegalidade, todas as nossas vitórias foram obtidas de forma limpa, e em nenhum momento irão encontrar qualquer tipo de prova que ponha em causa a transparência e o rigor com que sempre estivemos em todas as competições. Não é por encher a justiça de denúncias anónimas, de propagar notícias falsas e repetir muitas vezes mentiras que as coisas passam a ser verdadeiras. Uma mentira repetida muitas vezes não passa a ser verdade. Neste clube nunca houve árbitros convidados para nossa casa, nomeações combinadas, quinhentinhos, férias pagas, gravações comprometedoras, nada. Nos vouchers, todas as instituições nacionais e internacionais da justiça desportiva arquivaram o processo. Todas! Nos e-mails, o único crime que está provado é que existiu um roubo há mais de uma década de correspondência privada de uma instituição”, revelou.

“E aqui, a desilusão deverá ser muito grande. Porque, gabando-se de terem tido acesso a anos e anos de troca de correspondência interna de âmbito totalmente privado e, por isso, naturalmente feita numa linguagem mais informal – como acontece em todas as organizações –, mesmo assim manipulando e falsificando e-mails, nada ali pode ser apontado como prova de uma situação ilegal com causa e efeito. Mas será na justiça que tudo se esclarecerá”, apontou Luís Filipe Vieira.

“Desde o início, por confiança e respeito pelo trabalho da magistratura e do segredo de justiça, que optámos por centrar nesse local a nossa defesa. No momento certo e no local próprio em pormenor. Talvez com custos na balança mediática. Mas optámos por não vir para a praça pública esmiuçar tudo, até porque muita mentira e deturpação se misturava, afetando terceiros, que têm direito à sua defesa com a necessária reserva”, explicou.

Luís Filipe Vieira na Casa de Braga

Luís Filipe Vieira fez questão de, mais uma vez, “de forma muito direta”, “esclarecer outra questão”: “Nestes mais de 18 anos em que tenho o orgulho de servir o Sport Lisboa e Benfica, nunca misturei a minha vida privada com as funções no clube. Nunca!”

E acrescentou…

“Nem ninguém poderá alguma vez apontar-me isso. Nunca ofereci qualquer cargo no clube a troco de qualquer situação da minha vida profissional ou pessoal. Muita mentira e deturpação tenho lido e ouvido sobre esse assunto. Algumas magoam bastante! Mas garanto-vos, quando sair do Benfica vou mais pobre, não vou mais rico! Mas essa é uma questão que esclarecerei noutro local, precisamente em nome da separação dos planos”, explicou.

“Não se preocupem por a Judiciária ter ido a minha casa, deve é começar a ir a outras casas… Eu sei que incomodo muita gente por ser presidente do Benfica. Ter a 4.ª classe, ser (com muito orgulho) do Bairro das Furnas, e ser presidente de um clube com esta grandeza. Esta cabeça sabe pensar e honrar os seus compromissos”, disse de forma intensa e firme.

“Servir o Benfica, em conjunto convosco, tem sido um privilégio. Se existe algo que sinta, é que toda esta 'campanha negra' ainda nos tornou mais fortes, resistentes e determinados. Tudo têm feito para evitar que o Benfica ganhe o Penta. Nesta semana, assistimos a decisões e episódios absurdos e lamentáveis a fazer lembrar outros tempos”, revelou.

Luís Filipe Vieira na Casa de Braga

“Mas tenham certa uma coisa. Denunciaremos todas as situações, não calaremos a nossa voz e continuaremos o nosso trabalho de consolidar e reforçar a liderança nacional e o prestígio internacional do Benfica”, disse.

A fechar, Luís Filipe Vieira vincou alguns dos princípios que regem o Clube, deixando uma mensagem fortíssima a todos.

“Daqui, do Minho, saímos sempre com este apoio incondicional e vibrante. Saímos sempre com mais alma e força. Neste clube, respeitamos a diversidade e a liberdade de opiniões, somos um clube do povo e um espaço em que um valor maior todos os dias se afirma: o amor e o afeto ao Sport Lisboa e Benfica. Juntos seremos sempre mais fortes”, concluiu o presidente, não sem antes reiterar a confiança no grande objetivo...

"Nós queremos o Penta! É verdade que disseram que já não íamos lá, mas como costumo dizer: ‘Quando se sobe a Serra da Estrela, não se tem sempre a mesma pedalada’. Nós vamos ter a pedalada! Todos temos de estar juntos com a equipa, apoiá-la mesmo nos momentos difíceis, porque os jogadores estão prontos não para 90, mas sim 180 minutos. O nosso treinador está bem atento e em sintonia com a estratégia do Sport Lisboa e Benfica e todos temos de ter esta ambição: queremos o Penta! Doa a quem doer", disse.

Texto: Sónia Antunes e Marco Rebelo

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar