Clube

28 fevereiro 2018, 18h04

Domingos Soares de Oliveira, administrador executivo da Benfica SAD e CEO do Grupo Benfica

O Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD apresentou um resultado líquido positivo de 19,1 milhões de euros (M€) no primeiro semestre do exercício 2017/18.

Este número, comunicado à CMVM e divulgado no dia em que o Clube comemora 114 anos de vida, traduz um expressivo crescimento de 634,1% em relação ao resultado positivo (2,6 M€) apurado no período homólogo de 2016/17, mantendo-se a tendência de performance positiva iniciada no final do exercício de 2013/14.

Numa linha de crescimento, o total de rendimentos da Benfica SAD evoluiu para 111,6 M€, mais 25,6% face ao registado no primeiro semestre de 2016/17. Já o capital próprio positivo de 87,6 M€, além de cumprir o estipulado no artigo 35.º do Código das Sociedades Comerciais, representa uma melhoria que se situa nos 19,9 M€.

Ponto importante desta apresentação de resultados é o que diz respeito à diminuição da dívida bancária (encolheu em 7%) e do passivo (reduziu em 53 M€).

Numa análise global dos resultados nos períodos homólogos, identifica-se um ativo de 473 M€, com uma redução de 33,1 M€ que assenta basicamente nos valores de três rubricas:

  • Ativos intangíveis – diminuição justificada pelas alienações realizadas e pelo menor investimento em aquisições de jogadores face ao forte investimento realizado no exercício anterior;
  • Clientes e outros devedores – diminuição devido essencialmente aos recebimentos das vendas de direitos de atletas (Ederson, Lindelof, etc.), compensado parcialmente pelo aumento originado pelas vendas realizadas no 1.º semestre (Nélson Semedo, Mitroglou), o que contribuiu para a redução do passivo;
  • Caixa e equivalentes de caixa – diminuição diretamente relacionada com a redução do passivo.

Significativa é a evolução no total do passivo, que caiu para os 385,4 M€, baixando 12,1%. O decréscimo em 53 M€ é justificado essencialmente por:

  • Diminuição da rubrica de fornecedores e credores;
  • redução da dívida bancária em 7,8 M€ em conformidade com o serviço da dívida contratualizado.

Domingos Soares Oliveira 

RESUMO DA APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS SEMESTRAIS – ÉPOCA 2017/18

  • Crescimento do total de rendimentos da Benfica SAD para 111,6 M€ (+25,6% face a 2016/17);
  • Resultado líquido positivo de 19,1 M€ (+634,1%);
  • Resultado operacional: 25,6 M€ (+120,2%);
  • Capital próprio positivo de 87,6 M€ (melhoria de 19,9 M€);
  • Redução da dívida bancária em 7%;
  • Redução do passivo em 53M€.

PERSPETIVAS FUTURAS

  • Conquista do Pentacampeonato;
  • Integração na Equipa A de jogadores formados no Benfica e continuação da forte aposta no Futebol de Formação;
  • Reforço da aposta na área de Sports Sciences;
  • Continuação do processo de expansão internacional do Grupo Benfica;
  • Reforço da Estratégia Digital;
  • Cumprimento dos critérios do Fair Play Financeiro;
  • Redução da dependência face ao Sector Bancário Nacional.

 

Relatório e Contas Consolidado e Individual 1º Semestre 2017/2018 (PDF)

 

Texto: João Sanches

Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica

Última atualização: 7 de fevereiro de 2019

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar