5 de março de 2018, 19h09

Fernando Pimenta: “Quero corresponder com bons resultados e medalhas”

Canoagem

O canoísta, que venceu a madalha de Prata em 2012 nos Jogos Olímpicos, reforça o Benfica, clube que considera ser a “estrutura maior do desporto português”, até 2021.

Fernando Pimenta, canoísta português e vencedor da medalha de Prata nos Jogos Olímpicos de 2012, assinou contrato com o Benfica até dezembro de 2021. O atleta junta-se à equipa de canoagem do Clube – onde já estão João Ribeiro, Teresa Portela e Joana Vasconcelos – e ao projeto Olímpico com Tóquio 2020 no horizonte.

Na sala de Imprensa do Estádio da Luz, ao lado do vice-presidente Fernando Tavares, Pimenta apresentou-se à Comunicação Social admitindo que chegar ao Clube do seu coração é um momento especial. Espera responder com bons resultados que redundem em medalhas, sobretudo internacionais.

“Sem dúvida que é um momento nostálgico da minha carreira. É um passo importante na minha carreira enquanto atleta e pessoa. Quero contribuir com vitórias, é para isso que aqui estou, continuando na senda dos bons resultados que tenho vindo a ter nos últimos anos. Continuar focado nos objetivos que temos em mente que foram estipulados quando chegámos a este acordo. Agora é continuar a trabalhar com o acrescento de responsabilidade de representar uma estrutura que é a maior estrutura maior do desporto português”, considerou.

Fernando Pimenta junta-se ao projeto Olímpico com os olhos postos nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

O projeto Olímpico do Benfica, fiquei agora mais a par, dá-me outras condições que me faltavam, como fazer estágios e preparações, algo muito importante quando falamos de alta competição. Aqui encontro uma estrutura preparada para acolher atletas de alta competição, ajudar no crescimento e conseguir bons resultados”, reconheceu.

Apesar de o grande objetivo ser os Jogos, há outras metas a alcançar antes de lá chegar.

“Já temos os olhos postos em 2020, mas temos outras etapas até lá. Gosto de me focar em objetivos a curto, médio e longo prazo. A longo prazo são os Jogos Olímpicos, mas a curto e a médio temos o Campeonato da Europa, em junho, e o Campeonato do Mundo em Portugal, onde sou a principal imagem. Gosto de trabalhar com objetivos e por metas, mas temos a plena consciência de Tóquio 2020, mas até lá temos um longo processo a decorrer e há que trabalhar”, lembrou Fernando Pimenta.

Com Emanuel Silva no Sporting e Fernando Pimenta no Benfica, a dupla poderá ser afetada, situação que não preocupa o reforço das águias.

Neste momento estou focado nas provas individuais, foi uma aposta da Federação na época passada e foi uma boa aposta depois das oito medalhas internacionais. Agora é continuar a mesma aposta. Essas situações têm de ser a equipa técnica e a Federação a definir. Eu quero é competir para dar o melhor no dia a dia, para evoluir de forma a conquistar resultados para o Benfica e para Portugal”, frisou.

O canoísta sai do Clube Náutico de Ponte de Lima, mas entre o emblema de sempre de Fernando Pimenta e o Benfica existe uma parceria de futuro.

“A parceria, para mim, foi, provavelmente, uma das coisas mais importantes que tive. Fico muito grato ao Benfica por ter dado essa oportunidade ao Clube Náutico de Ponte de Lima. Tenho de estar grato, eternamente, ao meu clube de formação. Foram 18 anos a competir por aquele emblema. Não os deixo de apoiar, porque o clube e as pessoas que lá estão merecem e merecerão sempre o meu apoio. Vou continuar a levar a bandeira de Ponte de Lima comigo para todo o lado. Agora estou noutro clube. Acho que as pessoas percebem que há oportunidades que temos de encarar e agarrar, porque só passam uma vez. Esta foi a melhor altura para chegarmos a um acordo, conseguirmos finalizar o namoro e passar para uma outra fase. Espero ser feliz no Benfica, contribuir com bons resultados e dignificar as cores do Clube”, desejou.

O atleta vai manter, ainda assim, a ligação ao seu treinador de sempre, o professor Hélio Lucas.

“Agora a mala ainda vais mais pesada, pois vou passar a andar com a bandeira do Benfica para além da de Portugal e de Ponte de Lima. Era impossível um atleta desvincular-se de um treinador passados 18 anos. Depois do sucesso que temos vindo a ter, nunca deixaria de continuar com ele. A estrutura do Benfica percebeu-o, apoiou e isso é muito importante em termos motivacionais e psicológicos. Vou ter outra força”, agradeceu.

Fernando Pimenta terminou a sua apresentação com ambição e com foco na conquista de medalhas para o Benfica e Portugal.

Estou aqui para apimentar um pouco mais o Sport Lisboa e Benfica e conquistar resultados de relevo, sobretudo internacionais, pois são esses que o Benfica ambiciona, em Taças do Mundo, Campeonatos do Mundo, Campeonatos da Europa e, claro, Jogos Olímpicos. Não posso redefinir nada, queremos sempre o máximo e está muito bem estipulado, agora com outras condições e ainda mais motivação”, apontou.

Fernando Pimenta

“Fernando Pimenta é um dos melhores atletas Olímpicos e a cereja no topo do bolo do projeto Olímpico do Benfica”

O vice-presidente do Benfica, Fernando Tavares, reconheceu estar orgulhoso por poder apresentar no Clube um nome com o gabarito de Fernando Pimenta.

Muito orgulho em apresentar o Fernando Pimenta como atleta do Benfica. Como dizia um amigo, já há muito que o Benfica e o Fernando se mereciam. Este é o momento após um namoro que levava uns meses. Este foi o timing ideal para fazer este casamento para os próximos quatro anos, ou seja, até dezembro de 2021, para além dos Jogos de Tóquio”, revelou.

Fernando Tavares aproveitou para tecer rasgados elogios a um atleta que acaba de chegar ao Clube do coração.

O Fernando Pimenta não precisa de grandes apresentações. Diria que é a cereja no topo do bolo do nosso projeto Olímpico. O Benfica tem feito um esforço grande para defender, proteger e reforçar o ecletismo. Este é mais passo. É mais um atleta, o único que pode ganhar duas medalhas nos próximos Jogos Olímpicos, um dos melhores atletas Olímpicos a nível mundial. O Fernando é Benfiquista de coração”, considerou.

Com Fernando Pimenta chega Hélio Lucas, treinador do canoísta, em toda a sua carreira.

“Por outro lado, dizer que esta contratação é acompanhada pela do seu treinador de sempre, o professor Hélio Lucas. Queremos dar uma maior abrangência ao projeto canoagem do Benfica e o treinador vai ter, aqui, um papel preponderante. É com orgulho e prazer que temos o professor connosco”, assumiu.

O Benfica é um Clube diferente e diferenciador, e esta contratação enquadra-se numa lógica de parceria com o Clube Náutico de Ponte de Lima, o clube formador e de sempre de Fernando Pimenta. Nós, em conjunto com o Clube Náutico de Ponte de Lima, vamos desenvolver uma parceria para que, tanto o Fernando Pimenta como outros atletas possam utilizar as instalações do Náutico de Ponte de Lima. Nós estamos interessados em fazer um forte investimento no desenvolvimento da modalidade em Portugal e o Clube Náutico de Ponte de Lima é o parceiro ideal. Esta contratação enquadra-se também nesta relação de amizade e proximidade, respeitando o clube formador do Fernando”, acrescentou, ainda, Fernando Tavares.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar