Futebol

17 março 2018, 15h56

Hélder Cristóvão, treinador do Benfica B

A vitória a meio da semana, na visita ao U. Madeira, foi saborosa também pela dimensão dos números (0-4), mas já está digerida pelo Benfica B, que trabalha para somar novo triunfo na II Liga (Ledman LigaPro) na tarde de domingo, desta feita no Caixa Futebol Campus. O jogo com o Gil Vicente começa às 16h00.

No lançamento da partida, o treinador da equipa B do Benfica fez um breve retrato do opositor a encarar na 30.ª jornada da prova.

“O Gil Vicente é uma equipa descomplexada, que tem a sua situação classificativa resolvida e é comandada por um novo treinador [Pedro Ribeiro], que gosta de posse, de jogar e de largura, procurando vincar o seu cunho. É uma que equipa que joga um futebol alegre e tem agora mais juventude. Não está tão preocupada com o imediato, mas a pensar no futuro. O Gil tem jogado bem e vai valorizar o espetáculo. Acredito que quererá discutir o resultado perante o Benfica B. Não jogou a meio da semana e beneficiou de mais algum tempo de preparação, mas isso não nos tira ambição”, enquadrou Hélder Cristóvão.

“Queremos fazer um bom jogo, continuar a formar, mas também ganhar. Queremos voltar às vitórias no Caixa, sabendo da importância de ganhar e da paragem para as seleções. Queremos que os jogadores cheguem bem, com moral, alegres. Não quero os jogadores cabisbaixos nas seleções. Ganhar faz parte da preparação que temos para este jogo”, assinalou o treinador.

O jogo a meio da semana, somado à viagem de ida e volta ao Funchal, determinou que a recuperação física entre partidas fosse ainda mais relevante do que o normal.

Trabalhámos essencialmente pondo o foco no saber jogar depois de uma vitória, para que não se esfume tudo o que conseguimos na Madeira. Queremos, se possível, reforçar esse estado de espírito e ânimo, porque é sempre muito positivo quando se ganha. Queremos alargar este quadro por mais três semanas, que é o tempo de paragem que vamos enfrentar depois desta jornada”, explicou Hélder Cristóvão.

O treinador do Benfica B fez ainda um comentário sobre a quantidade de jogadores do Clube chamados às seleções nacionais.

“Estou muito satisfeito pelos jogadores. A importância da seleção, para eles e para nós, é tremenda, porque há uma parte do Benfica que se vai valorizar no exterior. Sabemos que a seleção tem cada vez mais valores, os jogadores são cada vez melhores, e nós, Benfica, ficamos muito satisfeitos por podermos contribuir com um número elevado de atletas”, disse o técnico.

Texto: João Sanches

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Última atualização: 7 de fevereiro de 2019

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar