25 de março de 2018, 18h56

José Ricardo: “Fizemos um bom jogo”

Basquetebol

Treinador do Benfica, bem como o norte-americano, Damier Pitts, elogiaram a exibição da equipa frente ao FC Porto no clássico de basquetebol.

O treinador da equipa de Basquetebol, José Ricardo, era um homem feliz no final do desafio ante o FC Porto a contar para a 2.ª jornada da segunda fase do Campeonato Nacional, e explicou as diferenças entre as duas metades do desafio.

Não creio que tenham sido duas partes distintas em termos de comportamento em campo. Foram duas partes distintas em termos de marcação de pontos de uma e de outra equipa. Conseguimos, na primeira parte, em muitos momentos, a consistência defensiva que mostrámos na segunda, mas permitimos mais pontos de contra-ataque. Aí é que está a diferença. Em cinco contra cinco fomos sempre capazes de parar os ataques do FC Porto. Não fossem os contra-ataques e teríamos tido uma primeira parte igual à segunda. Fizemos um bom jogo”, considerou, em declarações à BTV.

Ainda assim, o Benfica veio transfigurado para os segundos 20 minutos de jogo e o técnico revelou o que pediu aos jogadores.

Disse-lhes que era importante continuarmos assim, como na primeira parte, mas com mais atenção às transições ofensivas do FC Porto, obrigá-los a irem mais vezes ao cinco contra cinco. Aí houve precipitação de lançamentos e permitiu que conseguíssemos acabar contra-ataques atrás de contra-ataques”, afirmou.

Damier Pitts foi o melhor marcador do Benfica, com 21 pontos, e agradeceu aos colegas a excelente exibição rubricada pela equipa.

Tivemos uma excelente performance como equipa do princípio até ao fim e quero dar os parabéns aos meus colegas de equipa”, reconheceu.

O norte-americano fez a sua melhor exibição em termos individuais desde que chegou à Luz, mas acredita que ainda pode fazer mais.

“Ainda estou a tentar encaixar o meu jogo no da equipa, a conhecer os meus colegas para me sentir mais confortável. O treinador deu-me muita confiança e só penso em melhorar”, frisou.

Todas as equipas merecem o respeito do Benfica, mas os clássicos com os rivais mexem com os atletas.

Gostamos de defrontar os melhores jogadores da liga, dá-nos maior motivação. Todos os jogos são bons, mas frente às melhores equipas permite trazer o nosso melhor para cada jogo”, assumiu Damier Pitts.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar