Voleibol

05 abril 2018, 11h50

José Jardim

Sábado é dia de jogo de voleibol para a Taça de Portugal: às 17h30, o Benfica tem encontro marcado com a Académica de Espinho, na luta pelas meias-finais da Final Four da competição, que se vai realizar no Pavilhão Multiusos de Sines. Vencendo este desafio, o plantel comandado por José Jardim disputa a final às 18h30 de domingo, no mesmo recinto, frente ao vencedor do confronto entre Castêlo da Maia e Leixões.

José Jardim, treinador da equipa de voleibol do Benfica, assume o favoritismo, mas afirma que nada está garantido.

“Temos toda a determinação em voltar a conquistar este troféu. É um troféu em que somos recordistas e, portanto, passo a passo, é o que vamos tentar fazer agora. Sem catalogar os adversários de fáceis ou difíceis, conhecemos o calendário e assumimos que somos favoritos, mas isso não significa uma vitória antecipada. Temos de jogar e estar ao nosso nível para depois marcarmos presença na final”, considerou o treinador, em declarações à BTV.

Sobre a equipa adversária, o treinador antevê: “É uma equipa que vai jogar sem nada a perder, correndo os seus riscos, procurando enervar a nossa equipa, no sentido de tentar jogar com o bloco fora, tentando arriscar mais no serviço, criando dificuldades na nossa receção, o que é normal nas equipas que não têm o mesmo poderio na rede que a nossa equipa tem”, comentou.

O serviço tem sido um aspeto em que o Benfica tem estado muito bem desde os jogos com o Bunge Ravenna e da meia-final [Campeonato Nacional] com o Sporting de Espinho, e não esteve ao mesmo nível durante os dois primeiros sets no jogo com a Fonte do Bastardo. É um aspeto fundamental, porque sabemos que a ação de bloco também está relacionada com a eficácia do nosso serviço e temos trabalhado bastante nisso para que, sem perca de agressividade, o serviço seja mais consistente”, referiu José Jardim.

O treinador da equipa principal garante: “Vamos trabalhar com toda a humildade e ambição para podermos vencer a Académica de Espinho e estar na final de domingo.”

Aos adeptos o convite é o mesmo de sempre, que marquem presença e apoiem a equipa na conquista de mais uma vitória encarnada. A entrada para a Final Four é livre.

“Vou lançar um repto à presença dos adeptos e também, como peço aos atletas para sentirem a emoção do próprio jogo, para que também eles da bancada façam transparecer essa emoção para dentro de campo”, apelou. 

Texto: Márcia Dores

Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica

Última atualização: 9 de julho de 2019

Patrocinadores Voleibol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar