10 de abril de 2018, 16h05

Hélder Cristóvão: "Voltar às vitórias num campo onde nos sentimos bem"

Futebol

O Benfica B recebe o Leixões às 17h00 de quarta-feira, na 33.ª jornada da II Liga.

O oponente faz parte da lista de candidatos à subida de divisão, mas o Benfica B aposta no retorno às vitórias diante do Leixões, às 17h00 de quarta-feira, no Caixa Futebol Campus. Na antevisão do jogo da 33.ª jornada da II Liga, Hélder Cristóvão assinalou o forte desejo de quebrar “um ciclo menos bom”.

“É sempre agradável voltar a casa. Sabemos que não temos sido muito competentes nos últimos jogos no Caixa Futebol Campus. É um desafio, queremos voltar às vitórias num campo onde nos sentimos muito bem. O Leixões é um bom adversário, mas isso não inibe a nossa vontade de quebrar este ciclo menos bom [duas derrotas e um empate], jogando perante pessoas que gostam de nós e nos têm acarinhado neste percurso”, assumiu Hélder Cristóvão em declarações à BTV.

A equipa B atuou no sábado em Penafiel (1-1), defronta o Leixões na quarta-feira e torna a competir no domingo, em Arouca. A sucessão de jogos com tão pouco tempo de intervalo implica a observação de cuidados na preparação do plantel.

“Depois do jogo em Penafiel e da viagem de regresso a casa, era essencial recuperar os jogadores psicológica e fisiologicamente para que possam fazer outro jogo na quarta-feira e aguentar os 90 minutos. Se tantas equipas se queixam dos jogos a meio da semana, uma equipa B terá sempre de ter mais cuidado, pois são jogadores ainda em crescimento”, explicou o treinador.

“Estamos preparados, sabemos aquilo que devemos fazer e como podemos fazer para estarmos fortes e concentrados nos 90 minutos”, afirmou Hélder Cristóvão, antes de se pronunciar com maior detalhe sobre o Leixões. “Organiza-se e junta muito bem as linhas e sente-se confortável a jogar em transições, até pelas características dos seus jogadores. É uma equipa que foi pensada para subir e acho que vai continuar assim, até porque matematicamente é possível”, apontou.

O Leixões é agora comandado por Francisco Chaló (o quarto treinador do coletivo de Matosinhos nesta temporada). “Conhecemos muito bem a forma como monta as suas equipas”, observou Hélder Cristóvão. “Esperamos uma equipa difícil, à procura dos seus objetivos. Estamos preparados para este duelo, que é da linha daqueles que tivemos com Santa Clara e Penafiel. Vai ajudar-nos a crescer, exigindo muita concentração desportiva e competitiva”, considerou.

Texto: João Sanches

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar