22 de abril de 2018, 12h25

Rui Vitória: um troféu ganho a cada 25 jogos

Futebol

O treinador completou centena e meia de partidas pelo Benfica com uma taxa de sucesso de 70 por cento: são 105 triunfos (e 331 golos marcados) desde agosto de 2015, com tradução na conquista de dois Campeonatos, uma Taça de Portugal, duas Supertaças e uma Taça da Liga.

Rui Vitória completou 150 jogos na liderança técnica da equipa do Benfica e fê-lo como tanto gosta: a vencer. Somando-se o 1-2 na recente visita ao Estoril, são 105 triunfos e 331 golos em centena e meia de partidas como treinador das águias, isto quando ainda faltam três desafios para que se encerre a sua terceira época na Luz.

Esmiuçando os números desta caminhada, percebemos que Rui Vitória apresenta uma taxa de sucesso de 70 por cento, abrilhantada pela conquista de seis troféus (dois Campeonatos, uma Taça de Portugal, duas Supertaças e uma Taça da Liga), o que, em termos médios, permite constatar que o treinador ganha uma competição a cada 25 jogos. Registou ainda 21 empates e 24 derrotas.

No que diz respeito a golos, o Benfica, sob a orientação de Rui Vitória, marcou 331 (média de 2,2 por encontro) em centena e meia de jogos e sofreu apenas 127 (0,84 por partida).

Jonas e Rui Vitória

OS 150 JOGOS DE RUI VITÓRIA NO BENFICA

Resultados Totais Percentagens/Médias
Vitórias 105 70%
Empates 21 14%
Derrotas 24 16%
Golos marcados 331 2,2 por jogo
Golos sofridos 127 0,84 por jogo
Renato Sanches remata

Jogo 25: a bomba de Renato Sanches

O primeiro desafio oficial do Benfica em 2016 foi o 25.º de Rui Vitória como treinador das águias. No dia 2 de janeiro, os encarnados deslocaram-se a Guimarães, à ex-casa do treinador, e venceram o Vitória Sport Clube por 0-1. O único golo da partida foi na realidade um golaço e resultou de um forte pontapé cruzado de Renato Sanches já no interior da grande área vimaranense (74’). Muitos outros momentos especiais aconteceriam no percurso de Rui Vitória…

Tricampeão

Jogo 51: o Tricampeonato

O dia 15 de maio de 2016 fica para a história como o da conquista do 35.º título nacional do Clube. O êxito foi lacrado na derradeira jornada do Campeonato, num Estádio da Luz cheio como um ovo. Perante o Nacional, Rui Vitória viu a sua equipa adiantar-se no marcador aos 23’, numa finalização de Gaitán, que haveria de bisar (65’). Jonas (39’) e Pizzi (84’) também marcaram golos no triunfo por 4-1. O Tricampeonato era uma realidade.

Rui Vitória

Jogo 52: a 7.ª Taça da Liga

A época 2015/16 fechou-se com mais uma conquista do Benfica pela mão de Rui Vitória. Em 20 de maio de 2016, no Estádio Cidade de Coimbra, a equipa benfiquista foi poderosa na decisão diante do Marítimo e impôs-se por 2-6, com golos de Jonas (2), Mitroglou, Gaitán, Jardel e Raúl 90’+3’ (g.p.). As águias arrebataram assim pela 7.ª vez a jovem Taça da Liga (criada em 2007/08).

Rui Vitória

Jogo 53: a Supertaça

A temporada 2016/17, a segunda de Rui Vitória no Benfica, começou como terminara a primeira: mais uma conquista para juntar à história do Clube e ao currículo do treinador. Em 7 de agosto de 2016, as águias triunfaram por 3-0 (golos de Cervi, Jonas e Pizzi) sobre o Braga no Estádio Municipal de Aveiro, celebrando o sucesso na Supertaça Cândido de Oliveira.

Rui Vitória

Jogo 100: a caminho do Tetra

A primeira centena de partidas oficiais de Rui Vitória pelo Benfica foi atingida no dia 14 de abril de 2017, na 29.ª jornada do Campeonato. Na receção ao Marítimo, as águias, impulsionadas pelo apoio de quase 60 mil espectadores no Estádio da Luz, construíram um triunfo (3-0) com golos de Jonas (2) e Luís Martins (p.b.). O Tetracampeonato era um ponto no horizonte cada vez mais próximo.

Rui Vitória

Jogo 104: o Tetracampeonato

A 13 de maio, na penúltima jornada da competição, Cervi, Raúl, Pizzi e Jonas (2) apontaram os golos que repercutiram um triunfo robusto do Benfica sobre o V. Guimarães (5-0), garantido matematicamente a conquista do Tetracampeonato num Estádio da Luz que se vestiu a rigor para celebrar e cantar o 36.º título nacional, que encerrava em si um feito inédito na história do Clube.

Rui Vitória

Jogo 106: Taça de Portugal e dobradinha

Duas semanas depois de festejar o Tetra, o Benfica, conduzido tecnicamente por Rui Vitória, juntava a Taça de Portugal ao Campeonato e despedia-se de 2016/17 com a mais apetecida dobradinha do futebol português. Em 28 de maio, a equipa benfiquista superiorizou-se ao V. Guimarães (2-1) no Estádio Nacional, no Jamor, cabendo a Raúl e Salvio a assinatura dos golos. Foi também a última partida de Ederson pelos encarnados – transferiu-se dias depois para o Manchester City. Ainda no relvado, o guarda-redes abraçou, emocionado, Rui Vitória, que lhe dera asas na baliza do Tetracampeão. Em duas épocas, o treinador ganhou tudo em Portugal.

Rui Vitória

Jogo 107: mais uma Supertaça

O primeiro desafio oficial de 2017/18, a atual temporada, traduziu mais uma conquista para o Benfica: triunfo por 3-1 na final da Supertaça Cândido de Oliveira diante do V. Guimarães, no Estádio Municipal de Aveiro, com os avançados Jonas, Seferovic e Raúl a encarregarem-se de colocar as bolas no interior da baliza vimaranense.

Rui Vitória

Jogo 150: na luta pelo Penta

A primeira das últimas quatro finais do Benfica na edição 2017/18 da Liga NOS foi jogada no Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira, no sábado. O Benfica dispôs de várias oportunidades para marcar e desenhar um resultado tranquilo diante do Estoril, mas, na luta pelo Pentacampeonato, só alcançou o que pretendia aos 90’+2’, num golpe de cabeça de Salvio (1-2). Foi o 18.º golo provocado por substituições ordenadas por Rui Vitória.

Texto: João Sanches

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar