12 de maio de 2018, 17h22

Joel Rocha: “Demonstrámos disponibilidade e ambição”

Futsal

O treinador do Benfica estava triste pela eliminação da Taça de Portugal de futsal, mas deixou elogios.

No final do dérbi entre as equipas de futsal do Benfica e do Sporting para a meia-final da Taça de Portugal, o treinador, Joel Rocha, analisou o jogo e deixou elogios aos jogadores que comanda. Agora é hora de apontar baterias ao Campeonato Nacional.

“Obrigámos o André [Sousa] a fazer uma série de defesas importantes, que manteve o resultado afastado. Nada tenho a apontar àquilo que foi a disponibilidade e ambição que demonstrámos, mas foi pena, para nós, que após o empate não tivéssemos ganhado o elã para passar para a frente do resultado, e acaba por acontecer o contrário. Isto acontece porque estávamos a jogar frente a um bom adversário. Não jogamos sozinhos. Não queríamos uma eliminação tão perto de uma final e demonstrámo-lo. Esta competição, para nós, acabou. Para a próxima semana iniciar-se-á a última competição oficial”, lembrou.

Bruno Coelho

O capitão das águias, Bruno Coelho, foi mais duro nas palavras e criticou a equipa de arbitragem.

Os adeptos foram fundamentais no apoio e ajuda que nos deram. Mereciam mais, até nós merecíamos mais. Estou muito, muito triste pela dualidade de critérios que houve. Não me quero desculpar com a arbitragem e quero dar os parabéns ao Sporting. Nós também podíamos ter vencido o jogo, mas houve dualidade de critérios desta equipa de arbitragem e isso condicionou-nos. Ainda assim, fomos à luta, criámos situações de golo, tentámos finalizar, não conseguimos. Uma vez mais, parabéns ao Sporting. Para a semana temos um jogo importante para o play-off e isso é que nos interessa”, disse.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar