18 de maio de 2018, 18h53

Joel Rocha: "Entrar no play-off a vencer"

Futsal

O Benfica desloca-se a casa do Quinta dos Lombos no sábado, às 15h00, para dar início ao play-off do Campeonato Nacional de Futsal.

Os encarnados voltam a entrar na quadra, desta vez para disputar o primeiro desafio do play-off dos quartos de final da Liga Sport Zone. Joel Rocha, técnico do Benfica, espera um Quinta dos Lombos “a criar dificuldades”.

“É uma equipa que atingiu, pela primeira vez, uma classificação de play-off, que fez uma época extremamente positiva e bastante regular. Um adversário que conhecemos bem, até porque foi com eles que jogámos no último jogo da fase regular. Nessa fase estávamos a preparar a Taça de Portugal e o Quinta dos Lombos estava a tentar assegurar a classificação para o play-off. Agora é um jogo a eliminar. A responsabilidade está do nosso lado e o Quinta dos Lombos vai tentar criar o maior número de dificuldades possíveis. Vai retardar ao máximo o nosso primeiro golo, vai tentar fazer golo primeiro para nos perturbar, vai tentar provocar algum nível de ansiedade. Mas nós estamos preparados para esse cenário e conscientes de que queremos entrar no play-off a vencer”, referiu Joel Rocha, em declarações à BTV.

A conquista da Taça de Portugal era um objetivo, porém, não é a derrota nas semifinais da prova que vai desviar os encarnados de lutar pelo último objetivo desta temporada.

“A Taça de Portugal seria sempre jogo do passado. Aquilo que pode influenciar o jogo com o Quinta dos Lombos é o nosso estado emocional não ser tão feliz e tão alegre como seria se tivéssemos conquistado a Taça. Mas aquilo que são as nossas características, os nossos comportamentos, a nossa identidade, isso não tenho a menor dúvida de que não vai mudar”, explicou o timoneiro.

O Quinta dos Lombos foi o último adversário do Benfica na fase regular. A vitória fora, por 0-10, foi contundente e, apesar de a fase da época agora ser diferente, Joel Rocha quer voltar a vencer.

“Tudo iremos fazer para conseguir algo parecido, mas, acima de tudo, queremos vencer. Sabendo que são jogos de características diferentes, a bola vai ter o mesmo peso, a responsabilidade da nossa parte será exatamente a mesma. Queremos ter o sentimento comum de representar o Benfica em função da nossa identidade”, finalizou.

Texto: Luís Afonso Guerreiro

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar