23 de maio de 2018, 12h55

Luís Filipe Vieira em campo pela formação, prevenção e educação dos jovens

Clube

“Fica Bem Seguro” e “Faz da tua Escola um viveiro!” são os dois novos projetos da Fundação Benfica e que foram apresentados em Pedrógão Grande, município com quem o Clube, através do Presidente, assinou um protocolo de cooperação.

O Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, encabeçou uma comitiva que contou com a presença de Domingos Almeida Lima, vice-presidente, Carlos Moia e Jorge Miranda, presidente-executivo e diretor da Fundação Benfica, respetivamente, que, na manhã de quarta-feira, esteve em Vila Facaia (Pedrógão Grande)

A visita serviu para apresentar dois projetos da Fundação na área da Proteção Civil e da educação para a reflorestação: “Fica Bem Seguro” e “Faz da tua Escola um viveiro!

“Todos temos na memória a violência das tragédias que chocaram o País no ano passado com um número inaceitável de vítimas. De imediato o Sport Lisboa e Benfica procurou saber, junto das entidades competentes, como poderia ajudar. E foram quatro as áreas escolhidas – ajuda humanitária, reconstrução, reflorestação e prevenção”, enquadrou o Presidente.

Reflorestação

Uma das famílias fustigadas foi a de Maria de Fátima, que se viu desalojada da sua habitação em Vila Facaia. O Benfica, através da sua Fundação, desde cedo participou nas obras de recuperação da casa pertencente a esta família.

“Na ajuda humanitária, desde a primeira hora colocámo-nos à disposição do Governo para agilizar os meios logísticos e a ajuda necessária. Na reconstrução, ajudámos a recuperar as primeiras habitações de valor social de maior fragilidade, como ainda há pouco pudemos testemunhar na visita que fizemos em Vila Facaia, na habitação de Dona Fátima e família. Exemplo simbólico, mas bem expressivo da forma concreta como ajudámos quem foi mais afetado”, detalhou o líder benfiquista.

Casa recuperada

Entre 17 e 24 de junho de 2017, o Concelho de Pedrógão Grande foi fustigado pelos incêndios com várias famílias afetadas. Neste dia 23 de maio, o Benfica deu uma goleada fora das quatro linhas, assinou um protocolo de cooperação com este concelho e encheu de esperança pessoas que se viram de mãos vazias de um dia para o outro.

“Se num primeiro momento interessava ajudar a resolver os problemas mais imediatos, hoje assinalamos nesta cerimónia, sobretudo, o lançamento de projetos de futuro que visem preparar os mais jovens para a prevenção e reflorestação. Sendo as crianças a nossa prioridade e as escolas e os municípios os nossos parceiros de eleição, é com orgulho que lançamos hoje, com o apoio da Liga dos Amigos da Lousã, um projeto de educação ambiental que vai permitir que em novembro aqui voltemos para plantar 18 mil novos carvalhos nos 16 municípios afetados, ação que envolverá seis mil alunos e as suas famílias”, apresentou Luís Filipe Vieira.

Luís Filipe Vieira

“No campo da prevenção, em conjunto com o Instituto Superior de Educação e Ciências de Lisboa e a Escola Profissional Gustavo Eiffel, lançamos hoje um jogo que ensina as crianças a prevenir incêndios, acidentes e riscos em casa, na escola e nos espaços que habitualmente utilizam. Agradecemos muito particularmente a forma empenhada como desde o primeiro momento a Direção-Geral da Educação se associou ao projeto, acrescentando-lhe qualidade e dando-lhe dimensão nacional”, salientou o responsável máximo das águias.

“Usando as novas tecnologias e os jogos tão ao gosto dos mais jovens, pareceu-nos esta a melhor forma de atrair a sua atenção para a defesa da natureza e do meio ambiente. Independentemente do clube de cada um, e é bom e salutar existirem adeptos com gostos diferentes, neste jogo estamos todos do mesmo lado, e todos, com sã rivalidade, nos unimos em prol de um interesse bem maior, que é a formação, prevenção e educação dos nossos jovens”, enfatizou Luís Filipe Vieira.

Luís Filipe Vieira

O Presidente do Benfica teceu, ainda, rasgados elogios à Fundação pela prontidão e disponibilidade para ajudar na recuperação da tragédia que afetou vários concelhos do centro do País em junho e outubro de 2017. 

“Quero também assinalar a forma eficaz como toda a equipa da Fundação Benfica, desde o primeiro momento, procurou, em articulação com diferentes entidades, contribuir para o esforço conjunto de recuperação e prevenção face às tristes tragédias de junho e outubro de 2017. A Fundação Benfica é uma fundação de que nos orgulhamos e que representa bem o lema e a maneira de ser e de estar dos Benfiquistas – com o sentido de responsabilidade social de um clube centenário que desta forma procura devolver à sociedade o muito que esta lhe dá”, destacou.

“Passados nove anos da criação da Fundação Benfica, temos projetos em nove países, abrangendo mais de 81 mil beneficiários diretos com a aposta principal na educação das crianças e jovens, na prevenção e combate ao abandono escolar e, no caso de Portugal, com iniciativas que se alargam aos 18 distritos. Pautando sempre o nosso trabalho com uma profunda ligação às entidades locais e a quem mais precisa, fazendo da solidariedade um princípio e um valor que deve estar sempre presente no dia a dia de todos nós”, rematou Luís Filipe Vieira.

Tita

Reforço do futebol feminino, Tita também ajudou

Também presente na comitiva encarnada esteve Tita, reforço da equipa feminina de futebol para a época 2018/19, natural de Pedrógão Grande, e que, devido à sua formação pôde ajudar algumas vítimas.

“Ajudar é a minha profissão, sou fisioterapeuta. Neste caso, o privilégio é meu por tratar deste utente, o José Carlos, que também é Benfiquista. Foi uma das vítimas dos incêndios de Pedrógão Grande e quando surgiu a oportunidade de vir cá, ele também ficou contente. Nesta história, o herói é ele”, considerou, em declarações à BTV. 

Escola de Futebol do Benfica

Maria de Fátima, após um sentido abraço a Carlos Moia, reconheceu e agradeceu a ajuda dada. 

Tenho pessoas que estão no meu coração, que têm sido espetaculares depois do que aconteceu à minha casa. Tenho pessoas muito amigas e estou muito feliz”, enfatizou.

Um banho de solidariedade e de humanismo numa manhã com um brilho diferente e onde nem os jovens jogadores da Escola de Futebol do Benfica em Castanheira de Pera faltaram.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar