9 de agosto de 2017, 22h50

Ataque demolidor e vitória a abrir

Futebol

O Benfica recebeu e venceu o SC Braga, por 3-1, em jogo da 1.ª jornada da Liga NOS. 

Tags

Futebol

Estádio da Luz repleto (58826 espectadores) para receber a 1.ª jornada da Liga NOS. Uma vez mais – já na Supertaça fora assim – os Benfiquistas mostraram estar ao lado da equipa na caminhada rumo a mais um título.

Respondeu o Benfica no relvado. Muita posse de bola, futebol a carburar pelos corredores através de combinações entre Salvio e André Almeida na direita ou Eliseu e Cervi na esquerda, e pelo miolo com Pizzi a pegar na batuta. Nos últimos 30 metros, o Benfica era mais vertiginoso fruto do repentismo e qualidade técnica de Jonas, Seferovic, Pizzi, Salvio ou Cervi.

Por outro lado, o SC Braga, em transições ou em contra-ataques mantinha o setor recuado das águias atento.

O avançado suíço, num prolongamento do que mostrara na pré-época e na Supertaça, foi o primeiro a criar perigo com um cabeceamento aos 12 minutos. Estava dado o mote para o que se seguiria… Minuto 15, Eliseu recuperou o esférico, deu em Jonas que descobriu Seferovic para o primeiro do jogo. Festa no relvado e nas bancadas.

Uma vez mais – já na Supertaça fora assim – os Benfiquistas mostraram estar ao lado da equipa

A perder, os minhotos tentaram subir as linhas, desguarnecendo as costas. Nada melhor que explorar a profundidade proporcionada pelo avançado suíço. Numa dessas jogadas, o camisola 14 obrigou Matheus a defesa apertada. Na sequência do pontapé de canto, Jonas fica a centímetros do golo.

A dupla atacante ao serviço de Rui Vitória é demolidora e voltou a fazer estragos à passagem da meia hora. Lance na área, a bola sobra para Jonas que remata de primeira para o golo. Gesto técnico perfeito do criativo brasileiro.

Os comandados por Abel Ferreira sentiam dificuldades em respirar, mas vieram à tona através de Hassan perto do intervalo. Esgaio num passe diagonal e o avançado a reduzir.

Salvio materializa superioridade

Na frente apenas por um golo, o Benfica reentrou a “todo o gás” com Seferovic em plano de destaque em dois lances perigosos. Em ambos o guarda-redes minhoto negou-lhe os intentos. De permeio, aos 57 minutos, Salvio fez o 3-1 após jogada de Cervi na esquerda.

O SC Braga sentiu o golo, perdeu capacidade de melindrar os da casa através do ataque; o Tetracampeão, por seu lado, somou oportunidades para avolumar o resultado, o que, só por manifesta falta de sorte, não aconteceu. Destaque, ainda, para a estreia de Diogo Gonçalves pela equipa principal no Campeonato, ao entrar aos 90’.

Referência para vista grossa de Carlos Xistra a uma clara grande penalidade sofrida por Jardel antes do apito para o intervalo; voltou a acontecer aos 69’ num lance em que Raúl Silva parece pontapear André Almeida na área. Dá vontade de perguntar: Onde está o videoárbitro?

O Benfica começa com uma vitória e na segunda-feira desloca-se a Trás-os-Montes para medir forças com o GD Chaves.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com Varela; André Almeida, Luisão, Jardel, Eliseu; Fejsa, Pizzi, Salvio (Filipe Augusto, 76’), Cervi (Diogo Gonçalves, 90’); Jonas (Raúl Jiménez, 83’) e Seferovic.

Texto: Marco Rebelo

Sagres é o Match Day Sponcer do jogo com o SC Braga

 

Comentários (0)

200 caracteres disponíveis

Submeter

Ainda não existem comentários. Sê o primeiro a enviar uma opinião.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar