Futebol

22 setembro 2017, 19h18

Rui Vitória fez esta sexta-feira, na Luz, a antevisão da receção ao Paços de Ferreira, jogo da 7.ª jornada da Liga. O treinador dos encarnados frisou que a sua equipa está com uma “vontade enorme que o jogo chegue”.

“O Paços de Ferreira é uma equipa que me diz muito. Vem de uma vitória e acreditam que podem vir ao Estádio da Luz fazer um bom jogo e dificultar-nos. Da nossa parte, temos uma vontade muito grande de jogar, de estar outra vez neste Estádio e fazer tudo para ganhar. Temos muito mais foco em nós do que nos adversários. Temos uma vontade muito grande que o jogo de amanhã chegue para podermos ganhar”, disse o técnico, em conferência de imprensa realizada esta sexta-feira, no Estádio da Luz.

“Em relação aos meus jogadores, há uma vontade muito grande de ganhar mas só tem ansiedade quando há alguma coisa para se conquistar. Essa ansiedade é muito normal que aconteça em alta competição. Mas é importante perceber que estamos a falar de uma equipa com uma grande experiência e que se sabe comportar nos diversos contextos. É uma ambição muito grande de conquistar pontos. É uma equipa feita de carácter e de jogadores a séria, principalmente na parte humana. Essa ansiedade é traduzida para nós pelo lado positivo”, explicou o treinador encarnado. 

“CRISE? É QUEM NÃO GANHA HÁ MUITOS ANOS”

“Trabalhamos todos envolvidos num grande espírito de união e amizade, há aqui muito caráter e entreajuda. Isso é daquelas coisas que a maioria de vocês não consegue classificar mas quem anda nisto sente. Felizmente, aqui há uma grande dose de confiança e amizade entre todos. Isso é meio caminho andado”, garantiu.

O treinador deixou elogios ao plantel e rejeitou a ideia de “crise” no Benfica.

“Se há uma coisa que temos aqui é a consciência dos momentos que temos vivido. Sem ganhar é normal que fiquemos tristes, até porque a cara de quem ganha não é a cara de quem perde. Estamos a falar de três jogos, em três competições diferentes. São factos. Não nos tiraram dos nossos objetivos. É evidente que se falássemos em três derrotas para o campeonato ou para a Liga dos Campeões, era diferente. Crise? É quem não ganha há muitos anos. Em 16 títulos ganhámos 12. O primeiro título deste ano foi ganho pelo Benfica. Se me falar em fase, aceito. Uma crise... Há dois anos jogámos com o super FC Porto e super Sporting e acabámos por ganhar. O ano passado o mesmo... Não me quero agarrar ao passado para pensar que as coisas têm de ser iguais. Todas as pessoas passam por uma fase menos boas e vamos ultrapassá-la”, garantiu.

Quem ainda não fará parte dos eleitos para este encontro da 7.ª ronda da Liga, no Estádio da Luz (amanhã, 20h30), é o brasileiro Douglas, reforço assegurado no último dia do mercado de transferências. "Quem joga e quem não joga tem a minha inteira confiança, porque só podemos lançar onze em campo. O Douglas está numa fase final de algo que queríamos que fosse melhorado e está para breve a sua entrada", concluiu.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica 

Última atualização: 22 de setembro de 2017

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Futebol

As imagens do Benfica-Paços de Ferreira

No Estádio da Luz, o Benfica superou o Paços de Ferreira por 4-1 na noite desta sexta-feira, 19 de novembro, qualificando-se para os oitavos de final da Taça de Portugal 2021/22. Os golos do Glorioso foram apontados por Grimaldo, Seferovic, Rafa e Everton.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar