Futebol

19 outubro 2017, 18h19

Com os festejos do regresso aos títulos nacionais ainda frescos na memória, o SL Benfica começou a temporada 2014/15 a vencer, perspetivando-se desde logo mais um ano de alegrias, que haveriam de ser confirmadas e celebradas no Estádio da Luz.

Foi mais um de 14 grandes momentos na nova Catedral que o Site Oficial lhe recorda nestes dias.

Erguida a primeira prova da época (Supertaça), seguiu-se o arranque do Campeonato Nacional, com o Benfica a receber no Estádio da Luz o Paços de Ferreira. Vitória, por 2-0… e iniciava-se aqui a caminhada rumo ao 34.

O Benfica manteve-se firme e, ao cabo da primeira volta, tudo parecia bem caminhado para o título. As últimas jornadas, e após alguns revezes (não aproveitados pelos rivais mais diretos), tiveram emoção e incerteza. Contudo, o 34 não fugiria e seria carimbado a uma jornada do final da competição.

Na 33.ª ronda, o Benfica viajou até à Cidade Berço. Era domingo, 17 de maio, e frente ao Vitória de Guimarães não houve golos. Mas o ponto conquistado acabaria por ser suficiente e muito saboroso. É que de Lisboa, onde Belenenses e FC Porto se defrontavam no Restelo, saíam boas notícias. Tiago Caeiro empatou o jogo, Lopetegui ajoelhou e em Guimarães começavam os festejos…

Festejos Bicampeonato

Mal o árbitro apitou para o final do jogo em Guimarães, os Benfiquistas saíram às ruas 

Foi a loucura! A festa começou no relvado e nas bancadas do Estádio D. Afonso Henriques. Milhares acompanharam depois a chegada do autocarro da equipa ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, numa demonstração única e arrepiante de benfiquismo. Após a viagem de avião, o grupo chegou à capital para festejar com a Família Benfiquista que inundara Lisboa e as suas principais artérias de vermelho rubro! Como habitualmente, os festejos centraram-se na praça do Marquês de Pombal, onde toda a comitiva foi recebida e saudada em apoteose.

Mas ainda faltava uma jornada… E nova festa! A festa da consagração do Bicampeão fez-se no Estádio da Luz.

Domingo, dia 23 de maio, 18h00… e todas as atenções centradas na Catedral. O Benfica recebeu e venceu o Marítimo, por 4-1, com bis de Lima e Jonas.

Festejos Bicampeonato

Lima e Jonas festejaram ambos a marcação de dois golos na partida frente ao Marítimo 

E foi precisamente aqui que a festa pecou… um golo mal anulado a Jonas tirou-lhe a hipótese de bater Jackson Martínez no topo da classificação dos melhores marcadores. Isso e a lesão de Salvio. O argentino teve mesmo de ser substituído aos 74’.

Jonas

Um golo mal anulado a Jonas impediu o jogador de se sagrar o melhor marcador luso da prova 

Dois momentos de um dia marcante… e quando o árbitro apitou foi a loucura mais uma vez! Estava confirmada a conquista do 34.º título nacional, o tão desejado Bicampeonato.

Luisão, no centro do relvado, recebeu o troféu para gáudio nas bancadas, nas ruas, nas cidades, nos países… e um pouco por todo o mundo onde um benfiquista celebrou e se emocionou perante tamanha alegria.

Festejos Bicampeonato

A consagração em pleno Estádio da Luz... 

Contas feitas, e os números não enganam, ao cabo de 34 jornadas o Benfica somava 27 vitórias, 4 empates e 3 derrotas, com 86 golos marcados, 16 sofridos… contabilizando 85 pontos, mais três que o FC Porto, 2.º classificado, e mais 9 do que o Sporting CP (76 pontos).

Mais um momento ímpar na vida de um estádio, também ele ímpar, e que a 25 de outubro celebra 14 anos de vida.


FICHA DE JOGO

 

Estádio da Luz

Sábado, 23 de maio 2015

Espectadores: 60 532

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).

Benfica: Júlio César; Maxi, Luisão, Jardel, Eliseu (Sílvio, 60’); Samaris, Salvio (Mukhtar, 74’), Pizzi (Talisca, 45’), Gaitán; Lima e Jonas.

Treinador: Jorge Jesus.

Suplentes não utilizados: Paulo Lopes, Lisandro, Cristante e Derley.

Golos: Lima (5’ e 58’), Jonas (41’e 82’).

Cartões amarelos: nada a assinlar.

Cartões vermelhos: nada a assinalar.

Marítimo: Wellington, R. Ferreira (Igor Rossi, 79’), Raul Silva, Bauer, Briguel; Bruno Gallo, Danilo Pereira, Xavier (Fransérgio, 82’), Alex Soares, João Diogo (Éber, 72’) e Marega.

Suplentes não utilizados: Salin, Cristian, Ebinho e Fábio Abreu.

Treinador: Ivo Vieira.

Cartões amarelos: R. Ferreira (44’) e João Diogo (89’).

Cartões vermelhos: nada a assinalar.

Texto: Sónia Antunes

Fotos: SL Benfica

Última atualização: 23 de outubro de 2017

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar