Estádio da Luz

23 outubro 2017, 19h57

É dia de contar a história do 12.º facto na rubrica 14 anos, 14 dias, 14 momentos, no âmbito do 14.º aniversário do Estádio da Luz, que se assinala a 25 de outubro.

Recuemos então até ao dia 14 de fevereiro de 2017. Depois de ultrapassada a Fase de Grupos da Champions, coube ao Benfica defrontar o Borússia Dortmund nos oitavos de final da prova. A 1.ª mão realizou-se na Catedral.

Terça-feira e mais uma noite europeia, com o Estádio da Luz a vestir-se de gala. Ouviu-se o Hino da Champions, o árbitro Nicola Rizzoli apitou para o início da partida e Luisão atingiu os 500 jogos de águia ao peito.

 

O capitão, desde 2003/04 no Clube, jogou a titular e foi determinante no triunfo dos encarnados. É que, para além de uma enorme exibição, foi também ele quem assistiu Mitroglou para o golo do triunfo, por 1-0, dos encarnados, corria o minuto 48.

Luisão

Até ao final o resultado não se alterou, com Ederson em destaque ao defender uma grande penalidade de Aubameyang, aos 58’. A eliminatória seria resolvida na 2.ª mão, na Alemanha, com o Borússia a vencer, por 4-0, com golos de Aubameyang (4’, 61' e 85’) e Christian Pulisic (59’).

De regresso à Catedral, depois da homenagem nas bancadas da Luz, seguiu-se uma sentida homenagem no balneário. O capitão dos encarnados, um dia depois de completar os 36 anos, na presença do presidente, Luís Filipe Vieira, fez um discurso emocionado e agradeceu à equipa e à Direção do Clube.

Luisão

Rui Vitória, o treinador do Benfica, enalteceu a marca nas declarações proferidas após o jogo e no dia seguinte foi o Clube quem levou a cabo nova homenagem.

O central brasileiro foi o quarto jogador das águias a atingir a marca do meio milhar de jogos, e o primeiro estrangeiro a consegui-lo.

Das 500 partidas, 309 foram disputadas na I Liga, 64 na Liga dos Campeões, 58 na Liga Europa, 40 na Taça de Portugal, 24 na Taça da Liga e cinco na Supertaça.

Luisão

FICHA DE JOGO

Benfica – Borússia Dortmund, 1-0

Estádio da Luz

55 124 espectadores

Árbitro: Nicola Rizzoli (Itália)

Benfica: Ederson, Nélson Semedo, Luisão, Lindelof, Eliseu; Fejsa, Pizzi, Carrillo (46’, Filipe Augusto), Salvio, Mitroglou (75’, Raúl) e Rafa (67’, Cervi).

Suplentes não utilizados: Júlio César, André Almeida, Jardel e Samaris.

Cartões amarelos: Fejsa (63’).

Cartões vermelhos: Nada a assinalar.

Golos: Mitroglou (48’)

Treinador: Rui Vitória.

Borussia Dortmund: Roman Bürki, Lukasz Piszczek, Marc Bartra, Sokratis, Marcel Schmelzer, Erik Durm, Julian Weigl, Raphaël Guerreiro (82’, Gonzalo Castro), Ousmane Dembélé, Pierre Aubameyangm (62’, André Schürrle) e Marco Reus (82’, Christian Pulisic).

Suplentes não utilizados: Roman Weidenfeller, Matthias Ginter, Felix Passlack e Shinji Kagawa.

Cartões amarelos: Marcel Schmelzer (74’), Christian Pulisic (84’) e Marc Bartra (90’)

Cartões vermelhos: nada a assinalar.

Treinador: Thomas Tuchel

Texto: Sónia Antunes

Fotos: SL Benfica

Última atualização: 7 de fevereiro de 2019

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar