13 de novembro de 2017, 19h27

Javi García: “Em Portugal só jogaria no Benfica. Nunca trairia o clube”

Futebol

Ex-jogador das águias analisou o momento atual da equipa benfiquista e, ao Site Oficial, confessou que acredita no Penta.

Javi García voltou a vincar, em entrevista ao Site Oficial, que, em Portugal, não jogaria em nenhum outro clube senão o Benfica.

O médio, agora ao serviço do Bétis, analisou ainda o momento atual da equipa liderada por Rui Vitória e confessou que acredita no Penta.

“Acredito. O Benfica já conquistou quatro campeonatos seguidos e é cada vez mais complicado renovar o título porque as equipas se vão reforçando melhor – o FC Porto, o Sporting, o SC Braga – e, por isso, será cada vez mais difícil. Mas estou seguro de que vão conseguir o quinto campeonato consecutivo e fazer história”, afirmou Javi García.

O espanhol saiu do Benfica para o Manchester City e, dois anos depois, viajou de malas e bagagens para São Petersburgo para jogar pelo Zenit. Em fevereiro de 2016 regressou à Luz, mas, dessa vez, a jogar na equipa dos russos, acabaria por perder (1-0, golo de Jonas), na primeira mão da discussão da passagem aos quartos de final da Liga dos Campeões.

“Foi bom regressar. Eu tinha muita vontade de voltar a jogar no Estádio da Luz um jogo importante. Foi muito especial e oxalá volte a ter uma oportunidade para jogar naquele estádio. Vínhamos de uma fase em que tínhamos estado um mês e meio sem competir e não passámos aos quartos de final”, relembrou o médio.

Em agosto deste ano, Javi García regressou a Espanha e assinou contrato válido até 2020 com o Real Bétis.

“Estou contente por as coisas estarem a correr bem. Adaptei-me bem, o clube tem grandes jogadores e um belíssimo treinador. A equipa está a jogar muito bem, está a fazer um bom futebol”, disse.

Novamente perto da capital portuguesa, Javi não esquece os momentos que passou em Lisboa e espera voltar este ano.

“Do povo… É do povo que tenho mais saudades. Foram três anos maravilhosos, guardamos muitas recordações, eu e a minha família. O mar perto de casa, a comida, as pessoas. Tenho saudades da cidade e, certamente, este ano vou voltar a visitar Lisboa”, garantiu.

Disse uma vez numa entrevista e volta a repeti-lo: “Em Portugal só jogaria no Benfica.”

“Claro. Sentir-me-ia muito mal, sentiria que ia trair toda a gente que tem carinho por mim. Não me passa pela cabeça jogar noutro clube em Portugal que não seja o Benfica”, finalizou.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Arquivo / SL Benfica 

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar