Futebol

04 dezembro 2017, 20h36

Rui Vitória lançou o desafio com o Basileia da 6.ª jornada da Liga dos Campeões agendado para as 19h45 de terça-feira no Estádio da Luz. Na conferência de Imprensa admitiu mudanças na equipa inicial em comparação com a que arrancou o clássico. 

“É, naturalmente, um jogo de Liga dos Campeões, não há jogos fáceis, mas é diferente do que queríamos. Queríamos disputar o apuramento. Vamos aproveitar para outros objetivos: ganhar o jogo, possibilitar que alguns jogadores que não jogaram neste fim de semana possam jogar e apresentar qualidade de jogo. Queremos dar continuidade ao que temos vindo a fazer. Mesmo mudando peças, as ideias vão lá estar. Temos um plantel vasto, não apenas 11 jogadores com qualidade. Será uma forma de premiar o trabalho de alguns jogadores que não têm tido oportunidades. Neste jogo vão tê-la”, assumiu. 

O treinador do Basileia, Raphaël Wicky, deu algum favoritismo ao Benfica para o desafio, mas o técnico das águias refutou-o. 

“Sou muito pragmático. O favoritismo não me convence. Isso tem de ser provado dentro de campo. O Basileia está a discutir o apuramento e nós não. Mas sei que valemos mais do que demonstrámos até agora. Espero uma equipa que sabe o que tem a fazer nos momentos do jogo. Não tem o problema de defender com 10 homens atrás da linha da bola. Percebe as suas virtudes e limitações. Não estou à espera que estejam preocupados em mostrar qualidade de jogo, mas sim uma equipa à espera do nosso erro, uma equipa matreira”, analisou. 

Sobre uma eventual contestação ao seu trabalho pelo desempenho menos bom na Champions, Rui Vitória mostrou-se tranquilo: “Não é algo que me preocupe. Tentamos fazer o melhor possível. Não correu bem esta prestação na Champions e já enumerei alguns erros. Só passa esta fase quem cá está. Umas vezes conseguimos, noutras não. Vamos olhar para a frente, para o próximo jogo e para as restantes provas. Há muita competições para ganhar.”

Rui Vitória em conferência de imprensa

Enumerando outras prioridades face ao cenário do Benfica nesta edição da Liga dos Campeões, Rui Vitória viu-se obrigado a esclarecer a ideia de que os pontos não são importantes.

“Não disse que a questão pontual não era importante. O que disse é: não havendo a questão pontual como determinante para o apuramento, há outras prioridades. Os jogadores que vão entrar são de nível elevado. Vamos à procura da vitória. Vamos tentar dar ritmo competitivo a alguns jogadores. Cimentar as nossas ideias e deixar os jogadores aptos para os próximos jogos”, esclareceu. 

Mesmo sem possibilidade de apuramento há outros aspetos a ter em conta e que servirão de motivação a quem entrar de início. 

“Faço uma separação clara entre o jogo e questão pontual. Gostaríamos de discutir o apuramento, mas não é possível. Há público nas bancadas, há jogadores que querem mostrar valor. Há motivações. Queremos voltar a estar na Champions e para isso temos de trabalhar bem no campeonato, mas também nas restantes provas: Taça de Portugal e Taça da Liga”, sublinhou. 

Instado a revelar se Raúl Jiménez será opção a titular, o treinador Rui Vitória admitiu apenas que estaria na convocatória

“O Raúl Jiménez vai estar convocado. Não vou dizer se vai a jogo, porque nunca digo”, disse e acrescentou: “Como se motiva a equipa? Temos alguns objetivos a alcançar neste jogo. Mostrar que o que aconteceu na Champions é fruto de circunstâncias. Vamo-nos agarrar a estes objetivos, porque são motivantes e há outros aspetos importantes.”

Rafa também veio à baila e a situação do camisola 27 foi explicada.

Temos um lote de jogadores muito equilibrado, nomeadamente na zona das alas e do ataque onde joga o Rafa. A minha preocupação, apesar de ser um treinador que olho para esses aspetos que envolvem o jogador, é ser justo na decisão. Quem vai para dentro de campo é quem me dá as melhores garantias. Se não entrou foi porque considerei que não estavam reunidas as condições. Não tem nada a ver com o valor do Rafa. Nas faixas laterais temos muitas opções válidas e com muita qualidade. Ainda não cimentou a sua posição? É trabalhar e esperar que a oportunidade chegue”, observou.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Última atualização: 9 de julho de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar